Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/321174
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Desempenho de paredes verdes como estratégia bioclimática
Title Alternative: Performance green walls as bioclimatic strategy
Author: Morelli, Denise Damas de Oliveira, 1970-
Advisor: Labaki, Lucila Chebel, 1943-
Abstract: Resumo: A vegetação como estratégia bioclimática é muito conhecida de profissionais, tanto do meio acadêmico quanto da construção. Porém, há vários estudos sobre a eficácia da parede e cobertura verde na criação de ambientes internos confortáveis, mas no Brasil há poucos estudos sobre a parede verde e sua contribuição no conforto térmico. Como elemento de fachada e cobertura, a vegetação pode minimizar o ganho de calor, proporcionando melhor condição no conforto térmico das edificações. A adoção desse elemento, como segunda pele em fachada e na cobertura deve estar presente desde o início do programa para a elaboração do projeto arquitetônico. Nesse sentido, a pesquisa tem como objetivo estudar o efeito de parede verde no desempenho térmico da edificação. Mensurou-se a influência da trepadeira nas superfícies externas da edificação, tanto no sentido vertical (parede) e no sentido horizontal (cobertura) e a interferência no microclima da área interna do objeto de estudo. Foi realizado o levantamento de algumas espécies trepadeiras comumente utilizadas na cidade de Campinas, SP, a análise o comportamento morfológico da planta e sua contribuição para atenuar o ganho de calor no interior da edificação, por meio dos seguintes indicadores: conforto térmico propiciado, orientação de fachada mais indicada, interferência na ventilação natural, manutenção e conservação da vegetação na edificação. A partir desses dados, propõe-se um índice de eficiência da vegetação, para a utilização da trepadeira em toda envoltória da edificação. O método adotado foi um estudo experimental com a comparação do desempenho térmico em prototipos que se diferenciem apenas pela presença de trepadeira na fachada (parede) e/ou cobertura (telhado). Para avaliar a influência da trepadeira na edificação, foram mensurados seus efeitos na temperatura do ar, umidade relativa, velocidade do vento, temperatura superficial da parede interna e externa e na cobertura. Os dados obtidos nos protótipos com e sem vegetação foram comparados e analisados em função das temperaturas superficiais internas e externas e do fluxo de calor apresentando diferenças significativas entre os protótipos. A pesquisa forneceu indicações sobre a eficiência da trepadeira, como segunda pele, na redução do ganho de calor. Mostrou também que a trepadeira na envoltória não impede a passagem do ar, apenas diminui sua velocidade. A pesquisa contribuiu para o conhecimento da parede verde e seu efeito no conforto térmico de uma edificação. Produziu um índice de eficiência da trepadeira como segunda pele e indicou o uso da mesma em toda a envoltória do edifício ou apenas nas diferentes orientações de fachada e cobertura

Abstract: The vegetation as strategy bioclimatic is known by professionals from both academy as construction. However, there are many studies on the effectiveness of the wall and green roof in creating comfortable environments, but in Brazil there are few studies on the green wall and its contribution to thermal comfort. As a front element and cover, the vegetation can minimize heat gain, providing a better condition in the thermal comfort of buildings. The adoption of this element as a second skin façade and the roof must be present form the beginning of the program for the development of architectural design. The survey measured the influence of climbing on the external surfaces of the building, in the vertical direction (wall) and horizontally (cover) and interference in the internal microclimate of the area of the study object. This work the lifting of some creepers commonly used in the city of Campinas, SP, and analyzing the morphological behavior of the plant and its contribution to mitigate heat gain inside the building, through the following indicators: propitiated thermal comfort, guidance more façade indicated, interference with natural ventilation, maintenance and conservation of vegetation in the building. From these data, we propose and indicator of vegetation efficiency ¿ green wall for the use of the vine throughout the building envelope. The research is an experimental study comparing the thermal performance in prototypes that differ only by the presence of climbing on the façade (wall) and floor (roof). To evaluate the influence of climbing in the building, they were measured their effects on air temperature, relative humidity, wind speed, surface temperature of the inner and outer wall and the roof. The analysis of the data on the prototypes with and without vegetation were compared and analyzed with surface temperatures and heat flow with a significant value between the prototypes. The results os this research indicated the vine efficiency as a second skin, reducing heat gain, the relative humidity reached equilibrium in the constructed area, climbing the envelope does not hinder the passage of air, only slows the air. The research contributed to the knowledge of the green wall and its effect on the thermal comfort of a building. Produced a creeper efficiency ratio as second skin and indicators throughout the building envelope or just in different orientation of façade and roof
Subject: Conforto térmico
Trepadeira
Vegetação e clima
Arquitetura sustentável
Conforto humano
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:FEC - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Morelli_DeniseDamasdeOliveira_D.pdf4.07 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.