Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/321162
Type: TESE DIGITAL
Title: Produção de frutos e padrão espacial de populações de espécies arbóreas tropicais
Title Alternative: Fruit production and spatial pattern of populations of tropical trees
Author: Ribeiro, Kelly Fernandes de Oliveira, 1990-
Advisor: Santos, Flavio Antonio Maës dos, 1958-
Abstract: Resumo: O aumento ou redução da agregação de recrutas coespecíficos nas proximidades dos adultos pode estar relacionado à quantidade de frutos produzidos pelas plantas parentais devido à potencial contribuição com a densidade de sementes. A produção de frutos por sua vez pode ser influenciada pela capacidade de aquisição e alocação de recursos associadas ao tamanho dos indivíduos. O objetivo do presente estudo é investigar a influência da produção de frutos no padrão espacial de populações de três espécies arbóreas tropicais em uma Floresta Ombrófila Densa de Terras Baixas localizada em Ubatuba-SP, Brasil. Para isso, utilizamos dados de fenologia reprodutiva com observações mensais por um ano, tamanho (diâmetro a altura do solo e volume da copa), e estrutura ontogenética e espacial das espécies Faramea picinguabae (Rubiaceae), Mollinedia schottiana (Monimiaceae) e Pourouma guianensis (Urticaceae) em 2 ha de floresta. Analisamos os dados fenológicos de frequência e intensidade das fenofases, e a influência de variáveis ambientais no padrão fenológico. Também analisamos a relação entre a produção de botões, antese, frutos imaturos e frutos maduros, e o tamanho dos indivíduos. Caracterizamos o padrão espacial de cada estádio ontogenético e a relação espacial entre estádios ontogenéticos subsequentes dentro da zona de influência de cada adulto. Por fim, determinamos se indivíduos que produzem mais frutos contribuem para uma densidade maior de indivíduos de cada estádio ontogenético. Embora nossa área de estudo seja considerada um ambiente pouco sazonal em relação à precipitação e temperatura, as fenofases reprodutivas foram sazonais e a intensidade relacionou-se positivamente com o tamanho dos indivíduos. Observamos que a agregação de indivíduos nos primeiros estádios sob a copa das plantas adultas aumentou com a maior produção de frutos. Porém a agregação de coespecíficos diminuiu com o recrutamento para os próximos estádios. Isso sugere que ocorre mortalidade dependente de densidade nas espécies estudadas, mas esta não desfaz os agrupamentos de indivíduos devido ao efeito numérico da maior densidade de sementes. Portanto, a produção de frutos é um importante fator que influencia a estrutura espacial das espécies ao longo dos estádios ontogenéticos

Abstract: The increase or decrease aggregation of conspecific recruits nearby adults may be related to the amount of fruit produced by the parental trees because of the potential contribution to the seed density. In turn, the fruit production can be influenced by the ability of the resources acquisition and allocation associated with the plant size. The aim of this study was investigate the influence of fruit production in the spatial pattern of populations of three tropical tree in a Lowland Ombrofilous Dense Forest located in Ubatuba-SP, Brazil. For this, we used phenology¿s data with monthly observations for a year, size (diameter at ground height and canopy volume), and ontogenetic and spatial structure of species Faramea picinguabae (Rubiaceae), Mollinedia schottiana (Monimiaceae) and Pourouma guianensis (Urticaceae) in 2 ha of forest. We analyzed the phenological data frequency and intensity of phenological phases, and the influence of environmental variables in the phenological pattern. We also analyzed the relationship between the production of buttons, anthesis, unripe fruits and ripe fruits, and the individual size. We characterized the spatial pattern of each ontogenetic stage and the spatial relationship between subsequent stages within the zone of influence of each adult. Finally, we determined whether individuals who produce more fruits contribute to a higher density of individuals of each ontogenetic stage. Although our study area is considered somewhat seasonal environment in relation to rainfall and temperature, reproductive phenophases were seasonal and the intensity was related positively with the size of the individuals. We observed that the density of individuals in the early stages under the canopy of adults increased with higher fruit production. But the conspecific density decreased with recruitment for the next stages. This suggests that occurs density-dependent mortality in the studied species, but this does not undo the groups of individuals due to the numerical effect of higher seed density. Therefore, fruit production is an important factor that influences the spatial structure of the species over the stages
Subject: Frutas - Desenvolvimento
Fenologia reprodutiva
Padrão espacial
Mata Atlântica
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:IB - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ribeiro_KellyFernandesdeOliveira_M.pdf2.54 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.