Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/321153
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Análise filogeográfica de duas espécies do gênero Aglaoctenus (Araneae, Lycosidae) = Phylogeographical analysis of two Aglaoctenus species (Araneae, Lycosidae)
Title Alternative: Phylogeographical analysis of two Aglaoctenus species (Araneae, Lycosidae)
Author: Fontes, Fernanda Von Hertwig Mascarenhas, 1985-
Advisor: Solferini, Vera Nisaka, 1957-
Abstract: Resumo: Por sua grande biodiversidade e complexa história geológica, a América do Sul oferece diversas questões a serem abordadas com o uso de filogeografia. O objetivo deste estudo foi testar hipóteses sobre a diversificação biológica na região neotropical, contribuindo para compreender as consequências do estabelecimento de uma área de vegetação aberta na região central do continente que separa suas duas grandes florestas úmidas, a Amazônia e a Atlântica. Para obter diferentes perspectivas acerca desse cenário, estudamos os padrões filogeográficos de duas espécies de aranhas do gênero Aglaoctenus (Araneae, Lycosidae): A. lagotis, distribuída em uma variedade de fitofisionomias, e A. castaneus, de distribuição restrita aos biomas florestais, limitadas à região Neotropical da América do Sul. Para ambas realizamos estimativas de diversidade e estrutura genéticas, redes de haplótipos, inferências filogenéticas bayesianas e análises demográficas. Os resultados obtidos estão apresentados em dois manuscritos, correspondentes aos capítulos desta tese. No primeiro capítulo, intitulado "Insights on the Neotropical history provided by a multilocus phylogeographic study of the web spider Aglaoctenus lagotis (Araneae, Lycosidae)", analisamos 26 populações distribuídas desde a porção leste da Amazônia até o sul da Floresta Atlântica e combinamos o uso de três marcadores nucleares (ITS2, H3 e TIF5A) e um mitocondrial (COI). A diversificação dessa espécie teve início no Plioceno, mas a maior parte da estrutura genética originou-se no Pleistoceno, o que sugere que as oscilações climáticas desse período sejam importantes para este padrão. Os resultados também sugerem eventos distintos entre as porções tropical e subtropical da Floresta Atlântica. No Capítulo 2, "Padrão filogeográfico de Aglaoctenus castaneus (Araneae, Lycosidae) entre as Florestas Atlântica e Amazônica", seis populações foram analisadas usando-se dois marcadores moleculares (COI e ITS2). A grande estruturação entre os dois biomas sugere um papel vicariante para a diagonal seca; no entanto a divergência entre os clados correspondentes às duas florestas é muito posterior ao estabelecimento dessa região savânica, indicando manutenção de fluxo gênico entre populações das florestas até o Quaternário. As linhagens relacionadas a cada bioma também apresentaram estruturação, sugerindo que eventos em escala regional também contribuíram para moldar o atual padrão de diversidade da espécie. Nossos resultados concordam com o consenso geral de que a história dos biomas neotropicais é bastante complexa devido às grandes mudanças orogênicas e climáticas que influenciaram a paisagem da região ao longo do tempo e ressaltam a importância de utilizar diferentes organismos de ampla distribuição para elucidar questões biogeográficas nos Neotrópicos

Abstract: The great biodiversity and complex geological history of South America offers a number of issues to be addressed with the use of phylogeography. The aim of this study was to test hypotheses about the biological diversity in the Neotropical region, contributing to understand the consequences of the establishment of an open vegetation area in the central region of the continent separating its two large rainforest, the Amazon and the Atlantic. In order to get distinct perspectives about this scenario we studied phylogeographical patterns of two Aglaoctenus spiders (Araneae, Lycosidae): A. lagotis, distributed in a variety of phytophysiognomies, and A. castaneus, restricted to the wet forests, both limited to the Neotropical region of South America. We estimated genetic diversity and structure, built haplotype networks, made bayesian phylogenetic inferences and demographic analyses. Results were summarized in two manuscripts that correspond to the two chapters in this thesis. In the first chapter, entitled "Insights on the Neotropical history provided by a multilocus phylogeographic study of the web spider Aglaoctenus lagotis (Araneae, Lycosidae)", we analyzed 26 populations distributed from eastern Amazon to southern Atlantic Forest and gathered three nuclear (ITS2, H3 and TIF5A) and one mitochondrial (COI) markers. A. lagotis diversification started on Pliocene, but genetic structure strongly increased on Pleistocene, suggesting that climate oscillations from this period may have contributed to this pattern. Results also suggest distinct colonization events of tropical and subtropical portions of Atlantic Forest. In chapter two, "Phylogeographical patterns of Aglaoctenus castaneus (Araneae, Lycosidae) between Amazon and Atlantic Forest", we used six populations and two molecular markers (COI and ITS2). The high genetic structure between the two biomes suggests a vicariant role for the dry diagonal; however, the estimated divergence between clades correspondent to each rainforest was posterior to the emergence of this savanna region, indicating gene flow maintenance between populations within each forest until Quaternary. Lineages from each biome also presented genetic structure, suggesting that historical events in a regional scale also contributed to shape the current diversity pattern of this species. Our results agree with the general consensus that Neotropical biomes history is complex, mainly due to orogenic and climatic changes that influenced the landscape over time, and highlight the importance of using different organisms with a broader distribution to elucidate biogeographical questions in the Neotropics
Subject: Filogeografia
Biogeografia
Aranha
Editor: [s.n.]
Citation: FONTES, Fernanda Von Hertwig Mascarenhas. Análise filogeográfica de duas espécies do gênero Aglaoctenus (Araneae, Lycosidae) = Phylogeographical analysis of two Aglaoctenus species (Araneae, Lycosidae). 2016. 1 recurso online (86 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/321153>. Acesso em: 31 ago. 2018.
Date Issue: 2016
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Fontes_FernandaVonHertwigMascarenhas_D.pdf2 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.