Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/321152
Type: TESE DIGITAL
Title: Sucessão ecológica em bancos da alga parda "Sargassum" : efeitos na estruturação das assembleias de macroalgas, peracáridos e moluscos
Title Alternative: Ecological sucession in beds of the brown algae "Sargassum" : effects on the structure of macroalgal, peracarids and mollucs assemblages
Author: Ferreira, Ana Paula, 1991-
Advisor: Leite, Fosca Pedini Pereira, 1947-
Abstract: Resumo: As comunidades marinhas estão sujeitas a constantes perturbações ambientais que podem provocar a retirada da cobertura biológica sobre os costões rochosos, formando clareiras prontas para serem recolonizadas por outros organismos. Este processo de colonização é denominado sucessão ecológica e envolve mudanças na estrutura da comunidade, além de disponibilizar novos habitats que permitem o recrutamento de outras espécies, mantendo assim a diversidade elevada. Macroalgas são importantes substratos biológicos que recobrem os costões rochosos formando extensos bancos que oferecem alimento, estabilidade de condições ambientais, refúgio contra predadores e locais adequados para reprodução e fixação, permitindo a instalação de uma fauna associada diversa. Macroalgas do gênero Sargassum apresentam uma morfologia complexa e abrigam uma grande variedade de espécies, especialmente crustáceos peracáridos e moluscos, os quais são muito abundantes. Os objetivos desse trabalho foram acompanhar o processo sucessional desencadeado após a abertura de clareiras em uma comunidade dominada por Sargassum, descrever a colonização do substrato pelos organismos sésseis e verificar se mudanças nesse substrato biológico afetam a fauna associada. Além disso, foi investigado como peracáridos e moluscos, os quais apresentam historias de vida distintas, colonizam os substratos. Foram abertas 32 clareiras ao longo do costão rochoso na Praia Domingas Dias, em Ubatuba SP. As clareiras foram separadas em oito tratamentos, sendo que cada um representa o intervalo de tempo entre as raspagens, sendo respectivamente, 1, 2, 4, 8, 16, 24, 32 e 52 semanas, resultando em tratamentos independentes. O processo sucessional nessa comunidade é aparentemente curto, sendo que oito semanas após a abertura das clareiras, a comunidade já se reestabeleceu. Os resultados mostram que mudanças no substrato biológico ao longo da sucessão podem afetar diretamente a fauna, aumentando sua riqueza e diversidade. Os peracáridos colonizaram as parcelas experimentais mais rapidamente que os gastrópodes, mostrando que a habilidade em se dispersar influencia o tempo do processo sucessional

Abstract: Marine communities are affected by several environmental disturbances which can remove biological substrate from rocky shores, resulting in areas of bare rock available for recolonization. This colonization process is denominated ecological succession, that result in changes in the structure of the community and the addition of new habitats that allow the recruitment of new species, contributing to high diversity. Macroalgae are important biological substrates which form extensive beds in rocky shores, offer food, stability, refuges against predators and suitable sites to reproduction and fixation, facilitating the establishment of a diverse associated fauna. Sargassum macroalgae present a complex morphology and host a wide array of species, including the abundant peracarid crustaceans and mollusks. The objectives of this study were to follow the successional process in a gaps opened in a Sargassum dominated community, describe the colonization by sessile organisms and verify if changes in the biological substrate affect the associated fauna. It was also investigated how organisms with distinct life stories such as peracarids and mollusks, colonize the substrate. Thirty two gaps were scraped in Domingas Dias rocky shore, Ubatuba, district SP. Gaps were split in eight treatments that representthe time interval between scraping events, respectively 1, 2, 4, 8, 16, 24, 32 and 52 weeks, resulting in independent treatments. Successional process is apparently short in this community and 8 weeks after the intervention the community had already established. Changes in the biological substrate across succession can directly affect fauna, increasing richness and diversity. Peracarids colonized the experimental patches faster than gastropods, indicating that dispersal abilities may influence the time of the successional process
Subject: Sucessão ecológica
Fauna associada
Costões rochosos
Sargassum
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:IB - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ferreira_AnaPaula_M.pdf1.21 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.