Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/321137
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: História das instituições escolares da/na companhia Ford Industrial do Brasil na Amazônia brasileira (1927 a 1945)
Title Alternative: History of the Schools created/run by the Ford Motor Company Brazil in the Brazilian Amazon (1927-1945)
Author: Pereira, Edna Marzzitelli, 1955-
Advisor: Jacomeli, Mara Regina Martins, 1965-
Abstract: Resumo: A presente tese se desenvolveu dentro do grupo de estudo e pesquisas História, Sociedade e Educação no Brasil (HSTEDBR), do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGED), da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), na área de pesquisa Filosofia e História da Educação. O objetivo da pesquisa que a gerou foi investigar a história das instituições escolares criadas pela Companhia Ford Industrial do Brasil, na Amazônia brasileira, sua concepção de educação, e como tal concepção se relaciona com o contexto econômico e social do país e do oeste do Pará ¿ especificamente, em Fordlândia e Belterra, marcadas pela exploração da borracha de 1927 a 1945. Argumenta que a educação recebida pelas crianças e oferecida nas instituições escolares criadas pelo grupo americano evidenciava as ações concretas do capitalismo, na forma como esse modo de produção então se apresentava, no contexto internacional e no Brasil. O objeto de estudo desse trabalho de pesquisa foi investigar, identificar e discutir a concepção de educação presente nas instituições escolares estudadas. Reporta-se a um lugar ¿ à Amazônia, mais especificamente, ao oeste paraense; a um grupo ¿ o das crianças, filhas dos trabalhadores do projeto industrial americano que tinha como objetivo expresso plantar seringueiras, no Brasil, para obtenção de borracha, utilizada na fabricação de diversos artefatos desse material, fundamentais para o desenvolvimento industrial promovido pelos Estados Unidos da América (EUA); e a um tempo ¿ de 1927 a 1945, caracterizado pelo desenvolvimento das sociedades e, muito particularmente, pelo modelo de produção industrial que iria influenciar a estrutura e a organização societárias, determinadas pelo modo de produção capitalista, inserido numa conjuntura econômica e social ¿ o fordismo. A base e o pressuposto teórico-metodológico utilizado foi o materialismo histórico dialético. Os sujeitos dessa investigação foram os velhos ¿ crianças e adultos de ontem que ainda vivem na região, antigos alunos, funcionários, professores e outros que, de uma forma ou outra, tiveram alguma ligação com as escolas estudadas durante, ou logo após, a sua instauração. A segunda fonte de pesquisa utilizada foi o conjunto de documentos escritos, encontrados nos arquivos das instituições escolares examinadas. Foram contabilizados cerca de 900 documentos, sendo a sua maioria páginas de livros da secretaria das escolas. A terceira fonte de pesquisa constituiu-se das imagens ¿ fotografias e vídeos ¿ sobre o projeto que estão publicizadas e disponíveis em vários espaços institucionais e virtuais. Ao reconstruir as histórias das seis instituições escolares estudadas a partir de sua materialidade, sua representação e sua apropriação, nos foi possível alcançar a concepção de educação ali presente ¿ a concepção humanista tradicional, como a entende Demerval Saviani

Abstract: The dissertation herein presented was developed within the study and research group 'History, Society, and Education in Brazil' (HSTEDBR), attached to the Program of Graduate Studies in Education (PPGED), at the State University of Campinas (Unicamp), in the research area named Philosophy and History of Education. The research objectives were to investigate and to discuss the history of schools created and run by the Ford Motor Company of Brazil in the Brazilian Amazon, to identify their conception of education, and to debate how this concept relates to the economic and social context of the country and of West Para ? specifically in Fordlandia and Belterra, both towns marked by the exploration of rubber from 1927 through 1945. It is argued that the education received by the children and offered in schools created by the American group evidenced concrete actions of capitalism, in the ways this mode of production presented itself in the international context and in Brazil at that point in time. The study refers to a place - the Amazon, specifically the West region of Pará; to a group ¿ the children of the workers of the American industrial project that had the express purposes of planting rubber trees in Brazil, and of collecting latex in order to obtain the rubber to be used in the manufacture of various artifacts produced from that material, key to the industrial development promoted by/for the United States of America (USA); and to a time ¿ from 1927 through 1945, characterized by the development of societies and, in particular, by the industrial production model that would influence the social structure and organization determined by the capitalist mode of production within an specific economic and social junction ¿ the so-called Fordism. The theoretical and methodological basis and assumptions used were the dialectical historical materialism. The subjects of the research were the elderly ? yesterday's children and adults who still live in the region, former students, staff, teachers and others who, in one way or another, had some connection with the studied schools during, or shortly after, its establishment by the Company. The second source of research used in this study was the written documents found in the archives of the surveyed schools. About 900 documents have been accounted for, the most of which were pages from the schools' register, and mark books. The third source of research data comprised an array of images - photos and videos - about the project that have been publicized and made available in various institutional and virtual spaces. As the histories of the six educational institutions were reconstructed from their materiality, their representation, and their appropriation, it was possible to reach the concept of education present in there - the traditional humanistic one, as Demerval Saviani understands it
Subject: Ford, Henry, 1863-1947
História da educação
Instituições escolares
Editor: [s.n.]
Citation: PEREIRA, Edna Marzzitelli. História das instituições escolares da/na companhia Ford Industrial do Brasil na Amazônia brasileira (1927 a 1945). 2016. 1 recurso online (472 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/321137>. Acesso em: 31 ago. 2018.
Date Issue: 2016
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pereira_EdnaMarzzitelli_D.pdf11.02 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.