Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/321092
Type: TESE DIGITAL
Title: Estudo comparativo entre a análise espectral da fotopletismografia e o clamp euglicêmico hiperinsulinêmico na detecção de resistência à insulina
Title Alternative: Detection of insulin resistance by the hyperinsulinemic euglicemic clamp: comparison with the spectral analysis of photoplethysmography
Author: Souza, Aglecio Luiz de, 1979-
Advisor: Alegre, Sarah Monte, 1957-
Abstract: Resumo: Introdução: A prevalência de diabetes mellitus tipo 2 (DM2) tem aumentado dramaticamente em proporções pandêmicas; em 2014 acometeu 8,5% da população mundial, ou seja, 422 milhões de adultos. A resistência à insulina é fator de risco para intolerância à glicose (IGT), DM2 e doenças cardiovasculares e pode ser detectada em indivíduos assintomáticos. Objetivo: Examinar a capacidade da análise espectral da fotopletismografia (PPG) em detectar a resistência à insulina em indivíduos não diabéticos. Material e método: Um total de 100 indivíduos não diabéticos (glicemia de jejum <126mg/dL; HbA1c 'menor ou igual' 6,4%), 43 homens e 57 mulheres com idade entre 20-63 anos foram avaliados. Estes indivíduos foram submetidos ao clamp euglicêmicos hiperinsulinêmico, e ao exame fotopletismográfico com análise espectral para cálculo e obtenção do algoritmo fotopletismográfico ¿ Potência Total (PPG-TP). Para determinar a especificidade e sensibilidade do PPG-TP na detecção de resistência à insulina foi utilizada a curva Receiver Operating Characteristic (ROC). Resultados: Houve correlação entre o M-value e PPG-TP (r = - 0,64, p <0,0001). Na análise geral do grupo a curva ROC mostrou que o ponto de corte de maior especificidade e sensibilidade foi PPG-TP> 406,2. Utilizando este dado a curva ROC apresentou sensibilidade = 95,7%, especificidade = 84,4% e AUC = 0,929 para identificar a resistência à insulina. Em análises por sexo, a curva ROC apresentou no grupo das mulheres sensibilidade = 100,0%, especificidade = 85,4% e AUC = 0,926; enquanto no grupo de homens foi observada sensibilidade = 92,9%, especificidade = 82,8% e AUC = 0,933. Todas as análises das áreas sob a curva (AUC) da curva ROC foram significativas (p <0,0001). Conclusão: Em relação a outros métodos de avaliação de resistência à insulina, a análise espectral da fotopletismografia demonstrou ser uma técnica vantajosa, visto que pode ser realizada de forma simples, rápida e não invasiva. O uso do marcador PPG-TP, obtido a partir da análise espectral fotopletismográfica pode ser uma ferramenta útil no rastreio e acompanhamento de resistência à insulina, principalmente em estudos de larga escala

Abstract: Background: Insulin resistance is a strong risk factor of impaired glucose tolerance (IGT), type 2 diabetes (T2DM) and cardiovascular diseases. The objective of the study was to examine the ability of spectral analysis of photoplethysmography (PPG) to detect insulin resistance. Material and method: A total of 100 nondiabetic subjects, 43 men and 57 women aged 20¿63 years, mean BMI of 28.1 kg/m2 (range 17.9-50.3), 30 lean, 42 overweight and 28 obese, classified according to BMI, were enrolled in the study. These patients underwent the hyperinsulinemic euglycemic clamp (HEC) and examination with the PPG spectral analysis and calculation of the PPG Total Power (PPG-TP). Receiver-operating characteristic (ROC) curves were constructed to determine the specificity and sensitivity of PPG-TP in detecting insulin resistance. Results: There is a strong correlation between M-value and PPG-TP (r= - 0.64, p<0.0001).The ROC curves showed that the most relevant cutoff to the whole study group was a PPG-TP>406.2. This cut-off had a sensitivity= 95.7%, specificity = 84.4% and AUC=0.929 for identifying insulin resistance. In a separate ROC analysis, the women group presented a sensitivity=100.0%, specificity=85.4% and AUC= 0.926 (cutoff > 405.2); while the men group was observed at a sensitivity= 92.9%, specificity=82,8% and AUC=0.941 (cutoff >406.2). All AUC ROC curve analysis were significant (p<0.0001). Conclusion: PPG-TP marker, which uses only a finger oximeter, has significant advantages in comparison with other methods. These advantages are: ease of use, non-invasive approach, no complex structure, and is cost effective. Therefore, our results show that the use of the PPG-TP marker measured from the PPG spectral analysis is a useful tool in screening and follow up of IR, especially in practice as well as in large-scale studies
Subject: Resistência à insulina
Clamp euglicêmico-hiperinsulinêmico
Fotopletismografia
Diabetes Mellitus
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Souza_AglecioLuizde_D.pdf1.2 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.