Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/321053
Type: TESE DIGITAL
Title: Quantificação de subpopulações de linfócitos na avaliação inicial para imunodeficiências primárias em crianças e adolescentes : análise comparativa com referências nacionais e internacionais
Title Alternative: Lymphocyte subsets quantification in initial evaluation for primary immunodeficiencies in children and adolescents : comparative analysis with national and international references
Author: Dias, Ana Luisa Abrahão, 1991-
Advisor: Riccetto, Adriana Gut Lopes, 1965-
Abstract: Resumo: Imunodeficiências Primárias (IDP) constituem um grupo heterogêneo de doenças, cujo diagnóstico é um desafio para os profissionais de saúde. Entre as ferramentas para sua investigação, a Quantificação de Subpopulações de Linfócitos (QSL) é um dos exames complementares mais utilizados; seus resultados devem ser sempre comparados com valores de referência de indivíduos saudáveis e de mesma faixa etária. O objetivo do estudo foi avaliar a efetividade do exame de QSL como ferramenta diagnóstica, em uma coorte de pacientes com suspeita de IDP, utilizando como referência de normalidade os valores de QSL de indivíduos saudáveis brasileiros, italianos e estadunidenses. Subpopulações de linfócitos de 305 crianças e adolescentes de zero até 21 anos de idade foram avaliadas utilizando-se citometria de fluxo de quatro cores. Os pacientes foram divididos em dois grupos: portadores (n: 128) e não portadores (n: 177) de IDP, após avaliação clínica e laboratorial. A comparação entre os dois grupos resultou em valores significativos de p e Odds Ratio (variando de 2,09 - 2,55) abaixo do percentil 10 (sugestivo de IDP), quando utilizado como referência o estudo Brasileiro, para todos as subpopulações de linfócitos avaliadas. Para os valores abaixo do percentil 10 nas referências Italiana e Estadunidense, a comparação entre os dois grupos de pacientes resultou em valores significativos de p e Odds Ratio para as subpopulações T CD3/CD4 (OR - Itália: 2,40; EUA: 2,52) e B CD19 (OR - Itália: 2,08; EUA: 2,04). O Coeficiente de Concordância Kappa variou entre 0,770 e 0,843, o que significa forte (0,60 > k ? 0,80) e excelente (k > 0,80) correlação entre os sistemas de classificação utilizados. De acordo com estes resultados, QSL e a avaliação das subpopulações de linfócitos T CD3/CD4 e B CD19 podem ser considerados como ferramentas efetivas para avaliação inicial de pacientes com suspeita de IDP por características fenotípicas. Entretanto, novas coortes, com maior número de indivíduos, são necessárias para a confirmação desta hipótese

Abstract: Primary immunodeficiencies (PID) are a heterogeneous group of diseases and their diagnosis is a challenge for health professionals. Among diagnostic tools, Lymphocyte Subset Quantification (LSQ) is the additional exam most frequently used and its results should always be compared with reference values from healthy and same age individuals. The aim of the study was to evaluate the effectiveness of the LSQ exam as diagnostic tool in a cohort of patients with suspicion of PID, using as reference of normality the healthy individual LSQ values from Brazil, Italy and USA. Lymphocyte subsets of 305 children and adolescents from birth to 21 years of age were evaluated using four-color cytometry. Patients were divided into two groups, 128 PID carriers and 177 PID non-carriers, after clinical and laboratory evaluations. The comparison of the two patient groups resulted in significant p and Odds Ratio (ranging from 2.09 to 2.55) values below the Brazilian 10th percentile (suggestive of PID) for all lymphocyte subsets evaluated. Using Italian and USA 10th percentiles, the comparison of the two patient groups resulted in significant p and Odds Ratio values for T CD3/CD4 (OR - Italy: 2.40; USA: 2.52) and B CD19 (OR - Italy: 2.08; USA: 2.04) lymphocyte subsets. The concordance coefficient Kappa ranged between 0.770 and 0.843, meaning strong (0.60 > k ? 0.80) and excellent (k > 0.80) correlation between the assessed classification systems. According to the results, LSQ and the evaluation of T CD3/CD4 and B CD19 subsets could be considered effective tools for initial evaluation of patients with suspicion of PID by phenotypic features. However, the evaluation of cohorts with a larger numbers of individuals is necessary to confirm this hypothesis
Subject: Subpopulações de linfócitos
Imunidade
Crianças
Adolescentes
Citometria de fluxo
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Dias_AnaLuisaAbrahao_M.pdf2.56 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.