Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/321025
Type: TESE
Title: Especies de lianas da Reserva Municipal de Santa Genebra, Campinas-SP : longevidade das sementes e crescimento inicial
Author: Sanches, Maria Cristina
Advisor: Valio, Ivany Ferraz Marques, 1938-
Abstract: Resumo: Lianas são plantas que dependem de algum suporte para atingir uma altura apreciável. São comuns em bordas de mata e em clareiras naturais, ou oriundas por ação antrópica. O presente trabalho teve como fim, verificar a germinação e a viabilidade de sementes de lianas armazenadas em condições naturais, no interior da Reserva Municipal de Santa Genebra, bem como o crescimento inicial de plântulas submetidas à radiação direta (borda da mata) e sombreamento natural (interior da mata). As espécies utilizadas ao longo deste estudo foram: Aristolochia galeata, Arrabidea triplinervia, Bidens brasiliensis, Byttneria catalpifolia, Canavalia parviflora, Chamissoa altissima, Cissus sicyoides, Dalechampia pentaphylla, Dicella bracteosa, Dioscorea sp., Gouania virgata, Mascagnia anisopetala, Mutisia coccinea, Oxypetalum molle, Pithecoctenium crucigerum, Rhynchosia phaseoloides, Serjania multiflora e Solanum jlaccidum. Para tal, foram feitas coletas de frutos maduros e as sementes foram colocadas para germinar a 25° C sob luz constante. Para verificação da longevidade das sementes, os diásporos foram colocados em bandejas de alumínio previamente perfuradas, contendo solo da mata esterilizado, totalizando 3 repetições para cada espécie. A intervalos regulares, cada amostra foi recolhida e a contagem das sementes germinadas, predadas e/ou aparentemente viáveis foi feita. Para o estudo do crescimento das plântulas, sementes germinadas foram plantadas e levadas à mata. As plântulas foram dispostas em dois lotes separados, um na borda da mata e outro abaixo da cobertura vegetal no interior da mata. Condições adequadas de umidade, luz e temperatura constante promoveram a germinação da maioria das sementes de lianas, exceto S.flaccidum que exibiu alta taxa de germinação em casa de vegetação. Sementes de B. catalpifolia, C. parviflora, C. sicyoides, D. pentaphylla, G. vir gata, M. coccinea, O. molle e R. phaseoloides apresentaram dormência física. No interior da mata, sementes de A. triplinervia e D. bracteosa apresentaram altas taxas de germinação, formando um típico carpete de plântulas. Por outro lado, alta porcentagem de sementes intactas viáveis foi observada em espécies com semente de testa dura, entre estas: B. catalpifolia, C. parviflora, C. sicyoides, D. pentaphylla, G. virgata e R. phaseoloides. Entre estas espécies alta taxa de predação foi encontrada em G. virgata e D. pentaphylla. Plântulas de lianas mostraram maior crescimento quando mantidas em radiação plena, comparadas com aquelas mantidas em baixa densidade de fluxo de fótons, mas a magnitude das respostas de crescimento variou entre as espécies. Entre as plantas mantidas na borda da mata, maior incremento de matéria seca foi apresentado por B. brasiliensis, enquanto que o oposto foi verificado para Dioscorea sp. No interior da mata, C. parviflora e O. molle apresentaram maior acúmulo de matéria seca e ambas formaram caule volúvel nestas condições. Quanto ao direcionamento dos fotossintatos entre a parte aérea e raiz, a maioria das espécies mostrou maior crescimento da parte aérea em detrimento das raízes, à exceção de D. bracteosa e Dioscorea sp. Em geral, não foram verificadas diferenças significativas da razão raiz parte aérea (ripa) nos dois tratamentos, borda e interior da mata. Mesmo considerando que lianas são plantas tipicamente heliófitas, a maioria delas sobreviveu por aproximadamente 100 dias em ambiente altamente sombreado. Caráter fortemente heliófito ficou evidenciado em B. brasiliensis, C. sicyoides, M. coccinea e P. crucigerum, uma vez que altas taxas de mortalidade foram verificadas nestas espécies em condições de sombreamento

Abstract: Lianas (climbers) are plants that rely on mechanical support to grow taller. They are copious in natural and man-made clearings. The objectives of this study were: a) to verify the germination and viability of seeds stored in natural conditions, under the forest canopy (RSG). b) to observe the initial growth of seedlings maintained under full sunlight and shaded conditions (under vegetation canopies). The species studied in this work were: Aristolochia galeata, Bidens brasiliensis, Byttneria catalpifolia, Canavalia parviflora, Chamissoa altissima, Cissus sicyoides, Dalechampia pentaphylla, Dicella bracteosa, Dioscorea sp., Gouania virgata, Mascagnia anisopetala, Mutisia coccinea, Oxypetalum molle, Pithecoctenium crucigerum, Rhynchosia phaseoloides, Serjania multiflora, Solanum flaccidum. Ripe fi-uits were collected in the forest and germinated in Petri dishes at of 25°C in continuous light. For seed longevity, the diaspores were placed in aluminium trays with sterilized soil (three replicates for each species). At regular times, the trays were analysed for germinated, lost through predatory action and apparently viable seeds. To study the initial growth of the seedlings, lots of all these species were maintained in two conditions: forest edge and closed forest (shaded conditions). Most of the seeds germinated in adequate conditions of moisture, light and temperature of 25°C, except S. flaccidum which presented low germination. Physical dormancy was observed in B. catalpifolia,C. parviflora, C. sicyoides, D. pentaphylla, G. virgata, M coccinea, O. molle, and R. phaseoloides. Under the canopy, seeds of A. triplinervia and D. bracteosa showed high germination forming a carpet of seedlings. Hard coated seeds presented a high percentage of viability in natural conditions as for example: B. catalpifolia, C.parviflora, C. sicyoides, D. pentaphylla, G. virgata and R. phaseoloides. Althougth the seeds of G. virgata and D. pentaphylla present a hard tegument, they suffered a high rate of predation. Seedlings of the studied lianas showed high rates of growth in full sunlight when compared to those under canopy (low PPFD). It was noted that at the edge of the forest, B. brasiliensis presented a high increment of dry mass, while in Dioscorea sp. this increment was low. Under the forest, C. parviflora and O. molle attained a high accumalation of dry mass, and both produced a volute stem. Most of the species presented higher growth of the shoot than roots, except in D. bracteosa and Dioscorea. But in general no significative differences between root/shoot were found in both treatments. Although the lianas are considered heliophytes, most of the studied species survived under deep shaded forest for approximately 100 days. Nevertheless, B. brasiliensis, C. sicyoides, M. coccinea and P. crucigerum showed a high mortality rate under this condition
Subject: Longevidade
Sementes
Crescimento (Plantas)
Clorofila
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1997
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Sanches_MariaCristina_M.pdf5.02 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.