Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/321017
Type: TESE DIGITAL
Title: Study of the properties of Prussian blue obtained via [Fe(CN)5(mpz)]2- complex = Estudo das propriedades do azul da Prússia obtido através do complexo [Fe(CN)5(mpz)]2-
Title Alternative: Estudo das propriedades do azul da Prússia obtido através do complexo [Fe(CN)5(mpz)]2-
Author: Monteiro, Marcio Cristiano, 1989-
Advisor: Bonacin, Juliano Alves, 1980-
Abstract: Resumo: Neste trabalho, foram realizados estudos sobre o complexo pentacianido(N-metilpirazínio)ferrato(II) [Fe(CN)5(mpz)]2- (mpz = metilpirazínio) e o seu azul da Prússia (PB-mpz). As caracterizações dos compostos foram realizadas através de espectroscopia eletrônica (UV-Vis) e vibracional (FT-IR), espectroeletroquímica, voltametria cíclica e RMN. Análises eletroquímicas mostraram um aumento de reversibilidade do processo de redução do ligante mpz, ao se coordenar ao ferro, além da dependência do pH do meio. Também é mostrado que a troca do ligante amino pelo mpz aumenta o potencial de oxidação do metal. Experimentos de estabilidade do complexo em tampões revelam estabilidade em baixos valores de pH. A substituição do ligante por dimetilsulfóxido ocorre por mecanismo dissociativo, com uma constante de dissociação de 3,78 x 10-4 s-1. Os dados obtidos para o PB-mpz foram comparados ao azul da Prússia tradicional (PB), onde os seus espectros eletrônico e vibracional apresentam bandas características tanto do pentacianidoferrato(II), quanto do PB. Os voltamogramas cíclicos mostram um deslocamento do potencial de redução do ligante e de oxidação dos ferros presentes na estrutura. O método de Job foi utilizado para determinar a estequiometria do PB e PB-mpz de acordo com a quantidade de íons ferro(III) e complexo de ferro(II). O PB possui a proporção de 1:1 (Fe3+:[Fe(CN)6]4-), enquanto o PB-mpz tem proporção de 1:2 (Fe3+:[Fe(CN)5(mpz)]2-). Dados de DRX sugerem baixa cristalinidade para o PB-mpz. Por fim, eletrodos modificados com filme de PB-mpz foram utilizados como sensores eletroquímicos para H2O2, apresentando resposta linear na determinação deste analito

Abstract: Neste trabalho, foram realizados estudos sobre o complexo pentacianido(N-metilpirazínio)ferrato(II) [Fe(CN)5(mpz)]2- (mpz = metilpirazínio) e o seu azul da Prússia (PB-mpz). As caracterizações dos compostos foram realizadas através de espectroscopia eletrônica (UV-Vis) e vibracional (FT-IR), espectroeletroquímica, voltametria cíclica e RMN. Análises eletroquímicas mostraram um aumento de reversibilidade do processo de redução do ligante mpz, ao se coordenar ao ferro, além da dependência do pH do meio. Também é mostrado que a troca do ligante amino pelo mpz aumenta o potencial de oxidação do metal. Experimentos de estabilidade do complexo em tampões revelam estabilidade em baixos valores de pH. A substituição do ligante por dimetilsulfóxido ocorre por mecanismo dissociativo, com uma constante de dissociação de 3,78 x 10-4 s-1. Os dados obtidos para o PB-mpz foram comparados ao azul da Prússia tradicional (PB), onde os seus espectros eletrônico e vibracional apresentam bandas características tanto do pentacianidoferrato(II), quanto do PB. Os voltamogramas cíclicos mostram um deslocamento do potencial de redução do ligante e de oxidação dos ferros presentes na estrutura. O método de Job foi utilizado para determinar a estequiometria do PB e PB-mpz de acordo com a quantidade de íons ferro(III) e complexo de ferro(II). O PB possui a proporção de 1:1 (Fe3+:[Fe(CN)6]4-), enquanto o PB-mpz tem proporção de 1:2 (Fe3+:[Fe(CN)5(mpz)]2-). Dados de DRX sugerem baixa cristalinidade para o PB-mpz. Por fim, eletrodos modificados com filme de PB-mpz foram utilizados como sensores eletroquímicos para H2O2, apresentando resposta linear na determinação deste analito
Subject: Azul da Prússia
Cianoferrato
Sensor eletroquímico
Language: Inglês
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:IQ - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Monteiro_MarcioCristiano_M.pdf4.28 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.