Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/320908
Type: TESE DIGITAL
Title: Língua, arquivo, acontecimento : trabalho de rua e revolta negra na Salvador oitocentista
Title Alternative: Language, archive, event : street work and black revolt in the nineteenth-century Salvador
Author: Barbosa Filho, Fábio Ramos, 1987-
Advisor: Baldini, Lauro José Siqueira, 1972-
Abstract: Resumo: Este trabalho busca compreender os processos de textualização do discurso sobre o trabalho de rua na Salvador oitocentista. Na medida em que esse discurso se articula, de forma incontornável, à malha discursiva antiafricana/antinegra, coube fazer um percurso acerca da legislação provincial, que toma o corpo negro como objeto de um controle irrestrito durante todo o século XIX e, mais fortemente, após a rebelião malê de 1835. No quadro das insurreições, revoltas e insubordinações que tomaram conta da Bahia oitocentista, um acontecimento mereceu atenção mais detalhada. No ano de 1857, na primeira semana do mês de junho, os ganhadores ¿ trabalhadores urbanos, libertos e escravos, majoritariamente africanos, que eram a força de trabalho fundamental no transporte de pessoas e mercadorias na cidade de Salvador ¿ não foram às ruas trabalhar ou, como se dizia à época, "ganhar". Durante quase dez dias essa ausência produziu um imenso debate entre políticos e cidadãos. Produziu, sobretudo, inúmeros enunciados, escritos nos jornais e nos arquivos, inscritos em redes de memória e espaços de reformulação que produzem por sua vez efeitos de vinculação e rememoração que recuperam, no espaço do dizer, o já-dito, esquecido e reabsorvido pela memória discursiva. Os ganhadores, protagonistas e autores da "revolução", não puderam protagonizar, porém, o espaço da palavra: escaparam à autoria do arquivo, não tiveram lugar de fala no jogo institucional e jornalístico que determinava de forma precisa quem poderia falar sobre o quê. Mas o real da história, esse espaço contingente e contraditório que não conhece a determinação do necessário, faz o silêncio, o não-dito aparecer nas lacunas, nos intervalos, transversalmente. Mesmo que pela coação, pela consignação do dizer e pelas palavras de outrem, ele transpira, insiste e dá indícios de que algo fala de outro lugar, seja por inversão, torção, metáfora ou por jogo, negação, predicação. Recuperando esses dizeres em diferentes domínios de textualização (jornais, atas da câmara, leis, decretos etc.) buscou-se dar visibilidade à confluência de domínios de memória que vão desde a fundação de Salvador à ainda quente memória/atualidade das insurreições negras na Bahia que incendiaram o século XIX: o acontecimento produz, cria tanto o cenário para a produção de um discurso que o poder político constrói sobre o "outro hostil" quanto para a discursividade que articula a cidade, o poder político e o poder econômico. Do ponto de vista procedimental, os documentos, jornais e manuscritos que compõem o corpus foram selecionados após extensa pesquisa em arquivos públicos da cidade de Salvador. Esse trabalho de leitura, transcrição e criação do corpus será tematizado e discutido, visto que na Análise de Discurso o próprio percurso de montagem do corpus é já parte do procedimento analítico

Abstract: This work seeks to understand the textualization processes of the discours about the street work of Salvador in the nineteenth century. As this discourse is articulated to the Anti- African/Anti-Black discursive mesh, it was impossible not to analyze the provincial legislation, which takes the black body as an object of an unrestricted control throughout the nineteenth century and, more strongly, after Malê rebellion of 1835. In the context of insurrections, revolts and insubordination that dominated the nineteenth-century Bahia, an event deserved more detailed attention. In the first week of June, 1857, the "ganhadores" - urban workers, freedmen and slaves, mostly Africans, who were the key workforce in the transportation of people and goods in the city of Salvador - were not on the streets to work or, as it was said at the time, "ganhar". For almost ten days this absence produced a huge debate between politicians and citizens. But more importantly, it produced numerous statements, written in newspapers and archives, inscribed in memory networks and redesign spaces that produce binding and recalling effects that recover, in the oral domain, the already-said, forgotten and resorbed by discursive memory. The ganhadores, actors and authors of the "revolution" could not be the protagonists, however, of the word space: they could not be the authors of the archives, they had no place in the institutional and journalistic game that determined precisely who could talk about what. But the real of the history, this contingent and contradictory space that does not know the determination of the necessary, makes the silence, the unsaid appear in the gaps, in between the lines, transversally. Even if by coercion, by consignment of the speech and by the others¿ words, it transpires, insists and gives indications that something speaks of elsewhere, either by inversion, twist, metaphor or by play, denial, predication. By recovering these sayings in different areas of textualization (newspapers, the chamber acts, laws, decrees etc.), I sought to give visibility to the confluence of memory areas ranging from the foundation of the city of Salvador to the still warm memory/ contemporaneity of black uprisings in Bahia that inflamed the nineteenth century: the event creates the stage for both the production of a speech that the political power builds on the "hostile other" as well as the discourse that articulates the city, the political power and the economic power. From the procedural point of view, the documents, papers and manuscripts that make up the corpus were selected after extensive research in public archives of the city of Salvador. This work of reading, transcription and creation of the corpus will be discussed and approached, as in the Discourse Analysis the path itself of assembling the corpus is already part of the analytical procedure
Subject: Análise do discurso
Arquivos públicos - Salvador (BA)
Documentos públicos
Escravos - Insurreições, etc. - História
Revoluções - Salvador (BA) - 1857
Salvador (BA) - História - Séc. XIX
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
BarbosaFilho_FabioRamos_D.pdf5.3 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.