Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/320832
Type: TESE DIGITAL
Title: A gestão das artes visuais através da Bienal de São Paulo : pode entrar sem medo que é só arte
Title Alternative: The culture management of visual arts through the Biennial of São Paulo : don't be afraid to come in, it's just art
Author: Pereira, Verena Carla, 1983-
Advisor: Paiva, Jose Eduardo Ribeiro de, 1959-
Abstract: Resumo: Esta pesquisa tem como objetivo investigar e discutir o processo de gestão da Bienal Internacional de São Paulo. Desde sua criação, em 1951, pelo mecenas Francisco Matarazzo Sobrinho, a Bienal passou por diversos momentos de instabilidade, marcados por discussões estéticas, políticas e organizacionais. Os debates e polêmicas em torno da exposição cercearam o plano artístico e o plano institucional. Ao se apontar as mais diversas controvérsias ao longo de sua história, não se questiona aqui a qualidade artística da mostra; é incontestável o fato de que a Bienal exerce um papel decisivo nas artes visuais em escala nacional e internacional. Os períodos de reveses na história da mostra estavam, majoritariamente, diretamente atrelados a tremores na estrutura de sua gestão, e não a questões de cunho artístico. Para sistematizar o estudo dessa história, delimitou-se o corpus de pesquisa às edições entre os anos de 1951 a 2012. O total de trinta mostras será então distinguido em quatro fases que aparentemente apresentam certa unidade em seus mecanismos institucionais. São elas: os anos em que a Bienal esteve atrelada ao Museu de Arte Moderna ¿ 1951 a 1961; a era Matarazzo, período em que o mecenas mais centralizou a gestão ¿ 1962 a 1975; o período em que a Fundação Bienal ganha status de empresa ¿ 1976 a 1990; e o período em a Fundação Bienal passa a trabalhar de forma mais efetiva com as leis incentivo e forma uma aliança mais forte com a iniciativa privada ¿ 1991 a 2012. Diante dessa história de glórias e percalços, surge a proposta desta pesquisa, que buscou reunir os dados da gestão da mostra, destacando suas origens e desdobramentos. Através do estudo em torno da formação da instituição e seu desenvolvimento, buscou-se entender seus processos organizacionais, proporcionando corpus de pesquisa para futuros trabalhos práticos e acadêmicos na área de gestão cultural

Abstract: The present research aims at investigating and discussing the management process of the Bienal de São Paulo. Since its creation in 1951 by Maecenas Francisco Matarazzo Sobrinho, the Bienal went through many instability moments, marked by aesthetic, politic and organizational discussions. The debates and polemics around the exhibition have crimped both the artistic and the institutional aspects. While pointing out the many disputes through the history of the exhibition, its artistic quality is not questioned; it is indisputable that the Bienal exerts a key role on the visual arts both nationally and internationally. The periods of setback through the history of the exhibition were mainly related to management issues, and not attributed to artistic questions. In an effort to organize the study of such history, the corpus of research was limited to the exhibitions comprehended between 1951 and 2012, included. The total amount of 30 exhibitions is further organized into four phases that apparently present some unity in their institutional mechanisms. These phases are: the initial years, in which the Bienal was linked to the Museum of Modern Art ¿ 1951 to 1961; the Matarazzo era, when the Maecenas centralized the management work ¿ 1962 to 1975; the period that enables the Fundação Bienal de São Paulo as a private company ¿ 1976 to 1990; and finally the latest years, when the Fundação Bienal de São Paulo starts leveraging the Cultural incentive laws and bonds closely with the private initiative ¿ 1991 to 2012. This research emerges from the aforementioned history of glories and failures, and gathers data around the management of the exhibition, highlighting its origins and consequences. It further aims at unveiling the Fundação¿s organizational processes through the analysis of its building and development. As a result, research material for future work into the cultural management field is being created
Subject: Bienal Internacional de São Paulo
Artes visuais
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:IA - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pereira_VerenaCarla_D.pdf4.45 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.