Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/320751
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.CRUESPUNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINASpt_BR
dc.descriptionOrientador: Christian Rodolfo Esteve Rothenbergpt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computaçãopt_BR
dc.format.extent1 recurso online ( 123 p.) : il., digital, arquivo PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.relation.requiresRequisitos do sistema: Software para leitura de arquivo em PDFpt_BR
dc.typeDISSERTAÇÃO DIGITALpt_BR
dc.titleNon : network function virtualisation ontology towards semantic service implementation = Non : uma ontologia de funções virtualizadas de rede para implementação de serviços semânticospt_BR
dc.title.alternativeNon : uma ontologia de funções virtualizadas de rede para implementação de serviços semânticospt_BR
dc.contributor.authorCuellar Hoyos, Luis Alberto, 1988-pt_BR
dc.contributor.advisorEsteve Rothenberg, Christian Rodolfo, 1982-pt_BR
dc.contributor.advisorRothernberg;, Christian Rodolfo Estevept_BR
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual de Campinas. Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computaçãopt_BR
dc.contributor.nameofprogramPrograma de Pós-Graduação em Engenharia Elétricapt_BR
dc.subjectRedes de computadorespt_BR
dc.subjectAnálise de redespt_BR
dc.subjectSemânticapt_BR
dc.subjectServiços Web - Semânticapt_BR
dc.subjectOntologiapt_BR
dc.subject.otherlanguageComputing networken
dc.subject.otherlanguageNetwork analysisen
dc.subject.otherlanguageSemanticsen
dc.subject.otherlanguageWeb services - Semanticsen
dc.subject.otherlanguageOntologyen
dc.description.abstractResumo: Funções Virtualizadas de Rede (NFV), surgem como uma nova tendência tecnológica em redes com o objetivo de alterar o modelo atual das implementações de serviço de rede, de uma abordagem com dispositivos fisicos para uma abordagem baseada em software. Atualmente, existem disponíveis uma série de especificações definindo a arquitetura de NFV e a descrição dos componentes principais. No entanto, as especificações são destinadas aos desenvolvedores para serem lidas, interpretadas e implementadas, permitindo assim um alto grau de liberdade na definição da semântica usada para desenvolver os elementos de NFV. Como consequência, este trabalho encontrou modos heterogêneos para expressar os mesmos componentes e uma falta de entendimento comum entre domínios. Aliás, a interoperabilidade entre diferentes componentes e domínios continua sendo um desafio aberto que geralmente é resolvido pela implementação de Serviços Web (WS), os quais são baseados em descrições implicitas e carecem dos meios para alavancar uma semântica comum. Ademais, ao fim de fazer uma integração de serviços existe uma intervenção manual de alto custo e propensa a erros, que vem unida com os processos de leitura, interpretação e implementação das funcionalidades dos serviços, resultando assim em uma maneira ineficente de atingir interoperabilidade. Com o objetivo de responder a estes desafios práticos no domínio de NFV, este trabalho propõe o uso de uma linguagem comum para descrever os componentes de NFV e evitar um processo de intervenção manual por meio de de uma integração automática do serviço por meio de duas abordagens: Ontologia de NFV (NOn) e Serviços nFV Semânticos (SNS). NOn permite descrever os componentes de alto nível e o reuso dos descritores em NFV de uma forma padronizada. SnS é a implementação de serviços semânticos no domínio NFV. SnS faz uso de NOn para criar descrições explícitas dos serviços, permitindo aque agentes inteligentes em diferentes domínios e com implementações heterogêneas consigam ler, interpretar e utilizar as capacidades de serviços de NFV. Como prova de conceito para as duas propostas foi desenvolvido um Cliente Genérico, capaz de fazer raciocínio por meio do uso de um motor de inferência que permite a criação e o consumo de fluxos dinâmicos de WS. Os fluxos dinâmicos são obtidos através da leitura das descrições dos serviços semânticos (sem a necessidade de um contexto predefinido) e da criação de um plano para consumir WS. Desse modo, tornando o processo de interoperabilidade mais eficiente e menos custoso, devido à integração automática de serviços e à redução na intervenção manual. Foram realizadas um total de cinco provas de conceitos por meio da implementação de casos de uso, que avaliaram o potencial da proposta, utilizando as abordagens NOn e SnSpt
dc.description.abstractAbstract: Network Function Virtualization (NFV) arises as a new technological trend in networking aiming at changing the current physical appliance model to a software-based approach to network service implementations. As today, only a set of specifications and guidelines are available which define NFV architecture views and the functional description of the main components. These specifications are meant to be read, interpreted, and implemented by human developers, thus allowing a high degree of freedom on the semantics used to develop NFV elements. As a consequence, we encounter heterogeneous manners to express the same components and a lack of common understanding across NFV domains. Moreover, interoperability among NFV components and domains is still an open challenge generally tackled by using Web Service (WS) which rely on implicit service descriptions and do not provide means to leverage common semantics. Furthermore, service integration requires costly and error-prone manual intervention along the processes of reading, interpreting and using service capabilities, resulting in a unefficient way of achieving interoperability. With the aim of addressing these practical challenges towards the realization of NFV, this thesis proposes the use of a common and convenient domain language to describe NFV components and to avoid manual intervention process through an automatic service integration by means of two approaches: NFV Ontology (NOn) and Semantic nFV Services (SnS). NOn allows describing NFV as a high level framework with reusable element descriptors following a standardized manner. SnS is the implementation of the Semantic Services approach in the NFV domain. SnS uses NOn to create explicit service descriptors, allowing smart agents from different domains with heterogenous implementations to read, interpret, and consume NFV service capabilities. As a proof of concept for both proposals, a Generic Client was developed as a smart entity capable of reasoning by means of an inference engine that allows to create and consume dynamic workflows of WS. Dynamic workflows are achieved by reading the semantic services descriptions (without the need of a predefined context) and creating a plan for services consumption. As a result, the interoperability process becomes more efficient and less costly due to the automatic service integration. A total of five proof of concept use cases implementations validate the potential of the proposed NOn and SnS approaches to realize NFVen
dc.publisher[s.n.]pt_BR
dc.date.issued2016pt_BR
dc.identifier.citationCUELLAR HOYOS, Luis Alberto. Non: network function virtualisation ontology towards semantic service implementation = Non : uma ontologia de funções virtualizadas de rede para implementação de serviços semânticos. 2016. 1 recurso online ( 123 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/320751>. Acesso em: 31 ago. 2018.pt_BR
dc.description.degreelevelMestradopt_BR
dc.description.degreedisciplineEngenharia de Computaçãopt_BR
dc.description.degreenameMestre em Engenharia Elétricapt_BR
dc.contributor.committeepersonalnameRendón, Oscar Mauricio Caicedopt_BR
dc.contributor.committeepersonalnamePaula, Luciano Bernardes dept_BR
dc.date.defense2016-01-07T00:00:00Zpt_BR
dc.description.sponsordocumentnumber4881.1pt_BR
dc.date.available2018-08-31T03:36:36Z-
dc.date.accessioned2018-08-31T03:36:36Z-
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2018-08-31T03:36:36Z (GMT). No. of bitstreams: 1 CuellarHoyos_LuisAlberto_M.pdf: 4227273 bytes, checksum: a8c9667618d2e537b6fd19ebb7079432 (MD5) Previous issue date: 2016en
dc.identifier.urihttp://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/320751-
dc.description.sponsorFuncamppt_BR
Appears in Collections:FEEC - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
CuellarHoyos_LuisAlberto_M.pdf4.13 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.