Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/319046
Type: research-article
Title: Heterospecific pollen deposition among plants sharing hummingbird pollinators in the Brazilian Atlantic Forest
Title Alternative: 
Author: Fonseca
Lorena Coutinho Nery da; Rech
André Rodrigo; Bergamo
Pedro Joaquim; Gonçalves-Esteves
Vania; Sazima
Marlies
Abstract: Hummingbirds are the most important group of pollinating birds in the Neotropics and tend to use, concomitantly, more than one plant species as food source. Pollen may be mixed on hummingbirds' body due to the visits to different plant species; therefore, these birds may promote heterospecific pollen deposition (HPD). The hummingbirds potential to promote HPD, the occurrence of HPD and its implications in plant reproduction are scarcely known in the Atlantic Forest. We have studied the transport of pollen by three hummingbird species from the Brazilian Atlantic Forest. We have also checked the actual HPD occurrence under natural conditions in two plant species, namely Canistropsis seidelii and Psychotria nuda. Moreover, we investigated Nidularium innocentii reproductive system evaluating the effect of HPD on its reproduction by simulating a pollen mixture pollination. We found hummingbirds transporting heterospecific pollen mixtures on their bodies, which in turn were deposited onto stigmas of different species. We have also found that mixed pollen deposition had negative effect on the fitness of N. innocentii. We conclude that hummingbirds carry pollen mixtures at the same body parts, leading to potential HPD at the community level. Moreover, hummingbird-plant communities in the Atlantic Rainforest show remarkable similarities in temporal organization and interaction pattern. This suggests that HPD may be a widespread phenomena in these communities.
Beija-flores são o grupo de aves polinizadoras mais importantes nos Neotrópicos e tendem a utilizar, concomitantemente, mais de uma espécie de planta como fonte de alimento. O pólen pode estar misturado no corpo dos beija-flores devido às visitas em diferentes espécies de plantas, portanto, essas aves podem promover deposição de pólen heterospecífico (DPH). O potencial dos beija-flores em promover DPH, a ocorrência de DPH e suas consequências na reprodução das plantas são pouco conhecidas na Mata Atlântica. Nós estudamos o transporte de pólen por três espécies de beija-flores da Mata Atlântica brasileira. Nós também verificamos a ocorrência de DPH em condições naturais em duas espécies de planta, Canistropsis seidelii e Psychotria nuda. Além disso, nós investigamos o sistema reprodutivo de Nidularium innocentii, avaliando o efeito de DPH em sua reprodução ao simular uma polinização com mistura de pólen. Nós encontramos beija-flores transportando misturas de pólen heterospecífico em seus corpos, que por sua vez foram depositados nos estigmas de diferentes espécies. Nós também encontramos que a deposição de mistura de pólen tem um efeito negativo na aptidão de N. innocentii. Nós concluimos que beija-flores carregam misturas de pólen na mesma região do corpo, levando a um potencial DPH ao nível da comunidade. Além disso, comunidades de plantas e beija-flores na Floresta Atlântica exibem diversas similaridades em sua organização temporal e padrão de interações. Isso sugere que DPH pode ser um fenômeno difundido nestas comunidades.
Citation: Rodriguésia, 67, 2, p.335-. 2016.
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/2175-7860201667205
Address: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2175-78602016000200335&lng=en&nrm=iso&tlng=en
Date Issue: 2016
Appears in Collections:Unicamp - Artigos e Outros Documentos

Files in This Item:
File SizeFormat 
S2175-78602016000200335.pdf1.56 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.