Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/318073
Type: TESE
Title: Dipteros simbovinos : colonização e sucessão em placas isoladas de fezes bovinas
Author: Amaral, Monica de Moraes Galvão
Advisor: Prado, Angelo Pires do, 1942-2013
Abstract: Resumo: Este trabalho foi realizado em duas etapas. Inicialmente extraíu-se em laboratório, dípteros simbovinos de placas de fezes provenientes de Bragança Paulista (SP) e Campinas (SP) e coletou-se sepsídeos (Diptera: Sepsidae) diretamente sobre as fezes com auxílio de rede entomológica. A maior parte das famílias de dípteros que emergiu em laboratório foi comum para as duas localidades. As famílias mais abundantes foram: Sepsidae, Sphaeroceridae, Sciaridae, Muscidae Psychodidae, Scatopsidae. Foram feitos índices de similaridade de Jaccard e Simpson, de diversidade de Shanon-Weaver entre os dois locais, indicando maior similaridade quantitativa do que qualitativa.Foram identificadas espécies de Sepsidae presentes em altas densidades, quando elaborou-se uma chave pictórica de identificação. I Polimorfismo foi detectado e documentado em Archisepsis scabra (Loew). Na segunda etapa, em Campinas, mensalmente extraíu-se dípteros imaturos de fezes bovinas que foram colocadas artificialmente em campo aberto. As idades conhecidas das placas expostas foi de 24, 48, 72, 144 e 216 horas de exposição. Os indivíduos foram contados e separados ao nível de famílias. As famílias que estiveram presentes até 216 horas foram: Sepsidae, com a mais alta abundância, Sphaeroceridae, Calliphoridae, Muscidae, Sarcophagidae, Stratiomyidae, Psychodidae. A observação da distribuição diferencial das famílias em diferentes horários de .coletas, parece indicar que Sepsidae e Muscidae são os primeiros a colonizar as placas, sendo que Sphaeroceridae e Psychodidae são encontrados em fezes mais velhas. Comparações entre os picos populacionais de Diptera e Coleoptera, indicam uma possível interação negativa entre estas duas ordem de insetos

Abstract: This work carried out in two stages. Initialy, in the laboratory, we removed symbovine flies from cow pats collected in Bragança Pta. and Campinas, and extracted Sepsidae flies (Diptera:Sepsidae) directly over the pats. Most fly families that emerged in the laboratory were common to both 10calities.The most abundant families were: Sepsidae, Sphaeroceridae, SCiaridae, Muscidae Psychodidae, Scatopsidae. Comparative analysis between both places were based on the Similarity Index of Jaccard and Simpson, and Shannon-Weaver's Diversity Index, indicating a larger quantitative rather than qualitative similarity between the two places. Hight densities of species of Sepsidae were identified to elaborate a key to Symbovine Sepsidae. Polymorphism was detected and documented in Archisepsis scabra (Loew) .At the second stage, in Campinas, we monthly removed immature flies from artificial cow pats that were placed in open pasture. The known ages of the exposed pats were: 24, 48, 72, 144 and 216 hours of exposition. The individuals were counted and separated into families. The families that were present for up to 216 hours were: Sepsidae, with the highest abundance, Sphaeroceridae, Calliphoridae, Muscidae, Sarcophagidae, Stratiomyidae, Psychodidae. The observation of the differencial distribution of the families at different time of extraction seems to indicate that Sepsidae and Muscidae are the first to colonize cow pats, while Sphaeroceridae and Psychodidae colonize older pats. Comparisons between peaks of the populations of Diptera and Coleoptera indicate a possible negative interaction between these two orders of insects
Subject: Diptero
Fezes
Parasitologia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1996
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Amaral_MonicadeMoraesGalvao_M.pdf5.9 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.