Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/318042
Type: TESE
Title: Alteração do tempo de transito epididimario : implicações no perfil proteico e outros parametros espermaticos
Title Alternative: Alteration of epididymal trasit time : implications on the proteic proteic rofile and other sperm parameters
Author: Fernandez, Carla Dal Bianco
Advisor: Kempinas, Wilma De Grava
Abstract: Resumo: O epidídimo é um órgão do sistema reprodutor masculino, onde os espermatozóides passam pelo processo de maturação, adquirindo motilidade e capacidade fértil. O tempo de trânsito espermático pelo epidídimo (número de dias necessários para os espermatozóides serem transportados pelo órgão) parece ter um papel importante na maturação dos espermatozóides, e uma alteração desse tempo pode prejudicar o processo. Trabalhos da literatura mostram que a exposição de ratos machos a substâncias estrogênicas, como o dietilestilbestrol (DES), afeta o trato reprodutor masculino e provoca uma aceleração do tempo de trânsito dos espermatozóides pelo epidídimo, comprometendo a fertilidade nestes animais. O objetivo do presente trabalho foi avaliar a influência da alteração do tempo de trânsito dos espermatozóides no epidídimo sobre parâmetros espermáticos e fertilidade em ratos, bem como o papel da testosterona nestas alterações. Para tanto, dois modelos experimentais foram utilizados: o DES foi administrado para acelerar o tempo de trânsito espermático nos ratos, e a guanetidina, para retardá-lo, através da simpatectomia química na genitália interna masculina. Ratos machos adultos, da variedade Sprague-Dawley, foram divididos em quatro grupos experimentais: 1) tratado com injeções subcutâneas de dietilestilbestrol (DES), diluído em óleo de milho, na dose de 10µg/rato/dia, durante 12 dias; 2) tratado com injeções intraperitoneais de sulfato de guanetidina, dissolvido em solução salina, na dose de 6,25mg/kg/dia, por 12 dias; 3) mesmo tratamento do grupo 1, mais um suplemento androgênico, através de implantes de cápsulas siliconizadas e preenchidas com testosterona; 4) grupo controle, que recebeu as soluções veículo. O tratamento com guanetidina retardou o tempo de trânsito espermático na cauda do epidídimo, aumentando, assim as reservas de espermatozóides nessa região. Por outro lado, a exposição ao DES acelerou o trânsito espermático no epidídimo, diminuindo o número de espermatozóides na cabeça-corpo e na cauda, e reduziu a motilidade dos espermatozóides. Em ambos os casos, a produção espermática não foi alterada. A reposição de testosterona restaurou o tempo de trânsito espermático a valores próximos da normalidade, uma vez que foram maiores que o do controle. A reposição de testosterona também corrigiu a alteração na motilidade dos espermatozóides. Os animais expostos ao DES apresentaram uma tendência de prejuízo da fertilidade após o procedimento de inseminação artificial in utero, utilizando espermatozóides colhidos da região proximal da cauda do epidídimo. Assim, concluiu-se que a aceleração do tempo de trânsito espermático no epidídimo pareceu prejudicar a maturação normal dos espermatozóides nos ratos, diminuindo a qualidade espermática e a capacidade fértil, de maneira andrógeno-dependente

Abstract: The epididymis is an organ of the male reproductive system where sperm undergoes the maturation process, acquiring motility and fertility capacity. The epididymal sperm transit time (number of days necessary for the sperm to be transported through the organ) seems to have an important role in sperm maturation, and it seems that an alteration of the duration of this transit can harm the process. Data from the literature show that the exposure of male rats to estrogenic substances, such as diethylstilbestrol (DES), affects the male reproductive system and provokes an acceleration of sperm transit in the epididymis, damaging the fertility of the animals. The aim of present work was to evaluate the influence of altered sperm transit time through the epididymis on sperm parameters and fertility of rats, as well as the role of testosterone in the alterations. For this, two experimental models were used: DES was administered to the rats to accelerate the sperm transit time, and guanethidine, to delay it, through a selective chemical sympathectomy of the male internal organs. Sprague- Dawley adult male rats were divided into four experimental groups: 1) treated with sc injections of DES, for 12 days, 10µg/rat/day, dissolved in corn oil; 2) treated with guanethidine sulfate via ip injections, for 12 days, at the dose of 6.25mg/kg/day, dissolved in saline solution; 3) same treatment as group 1, plus androgen supplementation, using testosterone-filled subcutaneous implants; 4) control animals received the vehicles. Guanethidine treatment delayed the sperm transit time through the epididymal cauda, provoking an increase in the sperm reserves in this region. On the other hand, exposure to DES accelerated the sperm transit time in the epididymis, decreasing the sperm density in both epididymal regions, the caput-corpus and cauda, and diminishing sperm motility. In both cases sperm production was not altered. Testosterone supplementation was able to restore the transit time to values close to normality, since they were higher than in the control rats. The same occurred in relation to sperm motility. Rats exposed to DES presented a trend toward lower fertility after in utero artificial insemination using sperm collected from the proximal cauda epididymidis. Thus, it was concluded that the acceleration of sperm transit time seemed to harm the normal sperm maturation in the rat, decreasing
Subject: Epidídimo
Fertilidade
Espermatozóides
Inseminação artificial
Rato
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2006
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Fernandez_CarlaDalBianco_M.pdf3.94 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.