Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/317963
Type: TESE
Title: Estudos morfologicos e ecologicos de especies de Lonchaeidae (Diptera) em frutos de Rubiaceae, Myrtaceae, Roseae e Fabaceae
Title Alternative: Morphological and ecological studies of Lonchaeidae (Dipter: Tephritoidea) in fuits of Rubiaceae, Rosaceae and Fabaceae
Author: Freitas, Kelsen Ferreira, 1982-
Prado, Angelo Pires do, 1942-2013
Abstract: Resumo: O Brasil apresenta ótimas condições climáticas para se tornar um dos maiores produtores de frutas tropicais do mundo. Apesar da importância brasileira na produção mundial de frutas, sua participação no mercado internacional ainda é baixa, especialmente, em razão da existência de barreiras comerciais, criação e certificação de zonas livres de pragas. As moscas-das-frutas (Diptera: Tephritidae e Lonchaeidae) são pragas de culturas de nêspera, goiaba e café ocasionando grandes prejuízos com o apodrecimento e a queda prematura dos frutos. A ingá é muito utilizada em zonas rurais e urbanas, servindo de reservatório natural dos lonqueídeos, os quais podem atacar frutos comerciais. Assim, os lonqueídeos e seus parasitóides (Hymenoptera) foram coletados para observar o desenvolvimento das larvas e dos adultos e suas relações ecológicas em cada espécie de fruto. Também foram realizados estudos morfológicos das espécies de lonqueídeos envolvidas, com ênfase na caracterização das fases imaturas correlacionadas com as características morfológicas dos adultos, mediante a coleta dos frutos em Campinas e Monte Alegre do Sul (estado de São Paulo), de acordo com a época de frutificação. Segundo os resultados dos estudos ecológicos, sugere-se a existência de manchas adequadas para a sobrevivência e reprodução das moscas-das-frutas do gênero Neosilba, esse fato foi observado nas coletas de frutos de diferentes famílias em Monte Alegre do Sul - SP. A ação do homem influenciou significativamente a comunidade das moscas-das-frutas, em especial as espécies de Neosilba e dos Hymenopetera galhadores e parasitóides em frutos de ingá. As moscas do gênero Neosilba possuem riqueza e abundância baixas nos frutos parasitados, provavelmente para evitar a competição inter e intra-específica. A riqueza e abundância dos Hymenoptera nos frutos amostrados também foram baixos, o que pode estar relacionado as variações sazonais das populações desses espécimes ou devido a ação do homem nos locais amostrados. De acordo com os resultados das análises morfológicas, sugere-se que as diferenças encontradas entre as diferentes espécies de Neosilba, apesar de serem sutis, refletem adaptações dessas espécies às condições diversas dos nichos ecológicos que cada uma explora e, portanto, indica que cada uma delas está sujeita a diferentes pressões seletivas causadas pelo seu ambiente. As estruturas morfológicas que apresentaram maiores diferenças significativas entre as espécies de Neosilba foram as asas dos indivíduos adultos e as mandíbulas e cornos dorsal e ventral retirados dos pupários das moscar emergidas. As diferenças intra-específicas em Neosilba foram observadas mais claramente em indivíduos de N. zadolicha, onde o tipo de alimento utilizado pelas larvas influenciou o tamanho de suas mandíbulas. Assim, conhecendo-se melhor a morfologia dos lonqueídeos, a distribuição das espécies em frutos nativos e em culturas de importância econômica, a competição entre essas espécies nos frutos e os índices de parasitoidismo nas espécies envolvidas, poderemos futuramente desenvolver técnicas de prevenção e de combate a essas moscas, minimizando a utilização de inseticidas, e, por conseguinte, favorecendo o crescimento da comercialização desses frutos no mercado externo.

Abstract: Brazil performs excellent climate conditions to become one of the largest producers of tropical fruits in the world. Despite the Brazilian role in world production of fruit, its participation in the international market is too low, due some trend obstacles and the guarantee of pest-free zones it has to offer. Fruit flies (Diptera: Tephritidae e Lonchaeidae) are pests of medlar crops, guava and coffee causing major damage to the decay and premature fruit drop. Ingá is widely used in rural and urban areas, serving as a natural reservoir of lonchaeids, which can attack fruits. Thus, the lonchaeids and their parasitoids (Hymenoptera) were collected to observe the development of the larvae and adults and their ecological relationship in every kind of fruit There were also morphological studies of the species of lonchaeids involved, with emphasis on characterization of immature stages correlated with the morphological characteristics of adults through the collection of fruit in Campinas and Monte Alegre do Sul (State of São Paulo), according to the season of fruiting. According to the results of ecological studies, it is suggested that there are spots suitable for the survival and reproduction of fruit flies of the genus Neosilba, this was observed in samples of fruit from different families in Monte Alegre do Sul - SP. Human activities have influenced the community of the frugivorous flies, especially the species of Neosilba and galling Hymenoptera and parasitoids in fruits of ingá. The flies of genus Neosilba have low richness and abundance in parasitized fruits, probably to avoid inter and intra-specific competition. The richness and abundance of Hymenoptera in fruits sampled were also low, which may be related to the seasonal variations of the population of such specimens or due to human action beings in the collection sites. According to the results of morphological analysis, it is suggested that the differences found between different Neosilba species, although subtle, these species reflect adjustments to the conditions of the several ecological niches that each operate, and thus, indicate that each species is subject to different selective pressures caused by the environment. The morphological structures that showed greater differences between the species of Neosilba were the wings of adults and the jaws, and dorsal and ventral horns from the pupae of the emerged flies. The intra-specific differences in Neosilba were seen most clearly in individuals of N. zadolicha, where the type of food used by the larvae influenced the size of its jaws. Thus, knowing is better lonchaeids the morphology of the distribution of species on native fruits and crops of economic importance, the competition between these species in fruits and parasitoids in the rates of species involved, we can further develop techniques to prevent and combat to these flies, minimizing the use of insecticides, and thus encouraging the growth of the marketing of these fruits in foreign markets.
Subject: Neosilba
Mosca-das-frutas
Interações biologicas
Estudos morfologicos
Parasitoides
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2008
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Prado_AngeloPiresdo_M.pdf2.37 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.