Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/317905
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Glandulas sexuais acessorias femininas de dipteros muscoides : perfil proteico e atividade antibacteriana da secreção : ultraestrutura de uma especie (Calliphoridae, Muscidae & Sarcophagidae)
Author: Tirone, Guido
Advisor: Avancini, Rita Maria Pereira, 1956-
Abstract: Resumo: A grande maioria das espécies de dípteros muscóideos cria-se em fezes de vertebrados, carcaças e outros tipos de matéria orgânica em decomposição. Algumas espécies também frequentam o ambiente doméstico e por isto têm importância sanitária para o homem e animais domésticos. Ainda, umas poucas espécies podem causar miíases. O aparelho reprodutor interno das fêmeas possui dois ovários, três espermatecas, oviduto comum e laterais, vagina e um par de glândulas sexuais acessórias. A secreção das glândulas sexuais acessórias dos insetos, de modo geral, tem o papel de adesão dos ovos ao substrato escolhido pela fêmea para oviposição. Outras funções fisiológicas estão sendo descritas para esta secreção, como a fragmentação da membrana acrossomal e da capa micropilar. A função da secreção mais recentemente descrita, é sua ação antibacteriana. As proteínas presentes na secreção das glândulas sexuais acessórias de cinco espécies de moscas, Chrysomya putoria (Calliphoridae), Chrysomya megacephala (Calliphoridae), Muscina stabulans (Muscidae), Synthesiomya nudiseta (Muscidae) e Pattonella intermutans (Sarcophagidae) foram investigadas neste estudo. Determinamos em que quantidade as proteínas estão presentes na secreção das glândulas de cada espécie das famílias Calliphoridae e Muscidae, bem como a sua massa molecular aparente através de eletroforese em gel de SDS-poliacrilamida. O perfil eletroforético variou entre as espécies bem com a massa molecular aparente das proteínas. Em C. putoria a massa molecular aparente variou de 16,5 a 77,5 kDa, em C. megacephala de 15,8 a 79,5 kDa, em M. stabulans de 19,5 a 155,5 kDa, em S. nudiseta de 14,7 a 82,3 kDa e em P. intermutans de 8,5 a 99,4 kDa. Algumas proteínas são comuns às espécies pertencentes à mesma família, outras são características de cada espécie. Algumas proteínas dos Calliphoridae e Muscidae são glicosiladas. A secreção das glândulas sexuais acessórias de C. putoria e S. nudiseta inibiu o crescimento de colônias de Escherichia colí K 12. Dois tipos celulares compõem as glândulas sexuais acessórias de C. putoria: células secretoras e epiteliais, o que não difere de alguns outros dípteros. A célula secretora possui uma grande invaginação, formando um reservatório que armazena a secreção produzida. Estas características foram observadas em nível ultra-estrutural

Abstract: Most species of dipteran Muscoidea breed in vertebrate feces and carcasses, as well as in other decomposing organic material. Several of these species occur around human dwetlings where they represent an important sanitary problem for man and domestic animais and may, in some cases, cause myiasis. The interna I reproductive system of female flies consist of two ovaries, three spermatheca, common and lateral oviducts, a vagina and a pair of accessory sex glands. The secrettons of insect accessory sex glands are important in the adhesion of eggs to the surface chosen for oviposition, as well as in the fragmentation of the acrosomal membrane and the egg micropylar cap; the secretions may also have antibacterial activity. In this work, we investigated the quantities and molecular weights (by SDSPAGE) of the proteins present in the accessory sex glands secretions of five species of flies: Chrysomya putoria (Calliphoridae), Chrysomya megacephala (Calliphoridae), Muscina stabulans (Muscidae ), Synthesiomya nudiseta (Muscidae) and Pattonella intermutans (Sarcophagidae). The number of electrophoretic bands and molecular masses for proteins in the secretion of accessory sex glands of these flies were: C. putoria - 16.5 - 77.5 kDa, C. megacephala - 15.8 - 79.5 kDa, M. stabulans - 19.5 - 155,5 kDa, S. nudiseta 14.7 - 82,3 and P. intermutans - 8.5 - 99.4 kDa. Some of these proteins were common to species belonging to the same family whereas others were characteristic of a particular species. Several of the proteins were glycosilated. The secretion of accessory sex glands of C. putoria and S. nudiseta had antibacterial activity as shown by their ability to inhibit Escherichia colí K12 growth. Ultrastructural examination of the accessory sex glands of C. putoria showed that, in common with other dipterans, this gland has secretory cells and epithelial cells, with the reservoir of secretory cells storing the gland's secretions
Subject: Reprodução
Microscopia
Eletroforese
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2000
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Tirone_Guido_D.pdf3.9 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.