Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/317900
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Repercussões da obesidade materna e/ou pós-natal sobre as células de Sertoli e a expressão de fatores parácrinos intratesticulares
Title Alternative: Repercussions of maternal obesity and/or post natal on the Sertoli cells and the expression of paracrine factors intratesticula
Author: Reame, Vanessa, 1988-
Advisor: Góes, Rejane Maira
Abstract: Resumo: A obesidade está associada a vários prejuízos para a saúde, mas os efeitos sobre o sistema genital e reprodução masculina ainda são pouco compreendidos. Um estudo concluído recentemente em nosso laboratório comparou os efeitos do ambiente obesogênico (AO) em diferentes fases do desenvolvimento de ratos sobre a produção espermática na idade adulta. Todos os grupos expostos ao AO apresentaram prejuízos espermáticos. Para esclarecer esses achados, no presente trabalho, nós investigamos se os diferentes períodos de exposição ao AO resultaram em alterações funcionais nas células de Sertoli e modificaram permanentemente o ambiente parácrino intratesticular. Foram utilizados ratos Wistar adultos expostos à obesidade materna na gestação (O1), na gestação/ lactação (O2), ou sujeitos ao AO após desmame (O3), da lactação até a idade adulta (O4) ou da gestação até a idade adulta (O5) e grupo controle (C). A obesidade materna ou o AO foram induzidos por dieta com 20% de lipídeos (ração controle: 4% de lipídeos), por 15 semanas. As análises em microscopia de luz não mostraram alterações morfológicas nas células de Sertoli e no número dessas células expressando o receptor de andrógeno nos estágios VII e VIII do ciclo do epitélio seminífero. Entretanto, a percentagem de túbulos com descolamento prematuro de células germinativas foi acentuada em O5, moderada nos grupos O1, O2 e O3 e menor em O4. A testosterona sérica diminuiu 60% em O3 e O5, 27 % em O2, ~45% em O4 e não variou no O1. A dosagem de citocinas e de fator de crescimento, com o uso de ensaios multiplex, indicou aumento do TNF-'alfa' e a diminuição do FGF-2 no testículo dos grupos O1, O3 e O4, diminuição da IL-1'alfa' e IL-1'beta' no grupo O2, e diminuição da IL-1'alfa' no grupo O5. Nenhum grupo apresentou alteração para a IL-6. Adicionalmente, as análises por imunocitoquímica e por Western blotting mostraram que a expressão de conexina 43 diminuiu para o grupo exposto ao AO por toda a vida. As alterações no TNF-'alfa' e na IL-1'alfa1 pode ter aumentado a permeabilidade da barreira hematotesticular e juntamente com a queda na testosterona, podem explicar o descolamento de células germinativas e o prejuízo na eficiência e produção espermática. Esses dados indicam que o AO modula os fatores parácrinos testiculares de maneira diferencial, dependendo do período de exposição

Abstract: Obesity is associated with several health damage, but the effects on the reproductive system and male reproduction are still poorly understood. A study recently in our laboratory compared the effects of the obesogenic environment (OE) at different stages of development of rats on sperm production in adulthood. All the groups exposed to OE showed sperm damage. To clarify these findings in the present study, we investigated whether the different periods of exposure to OE resulted in functional changes in Sertoli cells and permanently changed the intratesticular paracrine environment. Wistar adult rats exposed to maternal obesity during pregnancy (O1), during pregnancy / lactation (O2), or subject to OE after weaning (O3), lactation to adulthood (O4) or from pregnancy to adulthood ( O5) and control group (C) were used. The maternal obesity or OE were induced by diet with 20% lipids (control diet: 4% lipid) for 15 weeks. The analysis by light microscopy showed no morphological changes in Sertoli cells and in the number of these cells expressing the androgen receptor in the seventh and eighth stages of the cycle of seminiferous epithelium. However, the percentage of tubules with premature separation of germ cells was accentuated in O5, moderate in groups O1, O2 and O3 and lower in O4. Serum testosterone decreased by 60% in O3 and O5, 27% in O2, ~ 45% in O4 and did not change in O1. The dosage of cytokines and growth factor with the use multiplex assays, showed an increase of TNF-'alpha' and the reduction of FGF-2 in the testis of groups O1, O3 and O4, reduced IL-1'alpha' and IL-1'beta' in O2 group, and decreased IL-1'alpha' in the O5 group. Neither group showed a change for IL-6. Additionally, analysis by immunocytochemistry and Western blotting showed that the expression of connexin 43 decreased to the group exposed to OE for all life. Changes in TNF-'alpha' and IL-1'alpha' may have increased the permeability of Blood-Testis barrier and along with the drop in testosterone may explain the detachment of germ cells and the loss in efficiency and sperm production. These data indicate that the OE modulates testicular paracrine factors differentially, depending on the exposure period
Subject: Obesidade
Testículos
Células de Sertoli
Comunicação parácrina
Barreira hematotesticular
Editor: [s.n.]
Citation: REAME, Vanessa. Repercussões da obesidade materna e/ou pós-natal sobre as células de Sertoli e a expressão de fatores parácrinos intratesticulares. 2015. 69 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/317900>. Acesso em: 27 ago. 2018.
Date Issue: 2015
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Reame_Vanessa_M.pdf2.64 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.