Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/317886
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Infecção pelo Cryptosporidium sp., linhagem humana MMC, em camundongos C.B-17/Uni scid, C57BL/6/Uni bg, C3H/Uni nu e C57BL/6 KO para INF-'gama'
Author: Alves, Delma Pegolo
Advisor: Guaraldo, Ana Maria Aparecida, 1951-2015
Abstract: Resumo: Cryptosporidium é um protozoário oportunista que causa diarréia em indivíduos imunocompetentes e imunodeficientes. A duração e severidade dos sintomas clínicos dependem do sistema imunológico do hospedeiro. Nas pessoas imunocompetentes, a infecção pode ser as sintomática ou induzir uma diarréia autolimitante, enquanto nos indivíduos imunodeficientes, resulta em doença acentuada ou diarréia que pode ser fatal. O objetivo deste estudo foi avaliar a evolução da infecção experimental pela linhagem MMC, de Cryptosporidium sp de origem humana, nas linhagens de camundongos imunodeficientes C57BL/6 KO para IFN-y, C.B-17/Uni scid,' C57BL/Uni bg, C3H/Uni nu e imunocompetentes BALB/c/Uni e C57BL/6/Uni. Para tanto, a manutenção do cultivo "in vivo" da linhagem MMC de Cryptosporidium sp foi realizada mediante várias passagens em camundongos neonatos imunocompetentes e camundongos adultos KO para IFN-y. Foram utilizadas remeas SPF com 04 a 06 semanas de vida das linhagens imunodeficientes e imunocompetentes, inoculadas com 105 oocistos de Cryptosporidium sp por tubagem esofágica. Para a avaliação da dinâmica da eliminação de oocistos de Cryptosporidium sp, as fezes dos animais foram colhidas diariamente, durante 15 dias e armazenadas em dicromato de potássio 2,5% a 4°C. Para o estudo da patologia intestinal, os animais foram sacrificados no 15° ou 44° dias após a infecção, e retirados segmentos do jejuno, íleo, ceco e colon para posterior avaliação histológica. A análise conjunta da mortalidade dos camundongos infectados pelo Cryptosporidium sp e da eliminação de oocistos indica que o perfil da resistência à infecção nas linhagens em estudo apresentou o seguinte padrão: C57BL/6/Uni> BALB/c/Uni > scid> bg> nude > KO. As alterações histológicas no intestino das linhagens estudadas apresentaram um perfil de severidade das lesões na seguinte ordem: KO > bg> nude > scid> BALB/c/Uni = C57BL/6/Uni. Dentre as linhagens avaliadas, os camundongos KO foram os mais susceptíveis a infecção pelo Cryptosporidium sp, quanto a mortalidade, eliminação de oocistos e alterações histológicas no intestino. A linhagem C57BL/6 KO para IFN-y pode ser considerada o melhor modelo para o estudo da criptosporidiose experimental. Estes resultados também ressaltam a importância do IFN-y no controle da criptosporidiose na fase aguda da infecção, assim como a importância das células NK e linfócitos T no controle da criptosporidiose. A comparação da análise histopatológica do scid, nude e bg sugerem que a resposta humoral tem pequena participação no controle da criptosporidiose

Abstract: Cryptosporidium is a protozoan parasite that can cause chronic life-threatening diarrhea in immunocompromised persons. In immunocompetent hosts, C. parvum causes a self-limiting diarrheal illness that can persist until 3 weeks. Cryptosporidium sp isolated ttom a HIV - positive patient in Campinas (Brazil) has been maintained by repeated oocyst passage through S.P.F. suckling mice. Differences in susceptibility to cryptosporidial infections were investigated among four immunodeticient adult mice strains: C57BL/6 gamma-interferon-knockout (KO), C57BL/6/Uni bg, C3H1Uni nu and C.B-17/Uni scid. The mice were infected via oral inoculation with 105 Cryptosporidium sp MMC oocysts and monitored for infection intensity by collection of fecal pellets ttom individual mice. After 15 or 44 days, the mice were sacriticed in order to evaluate the damage at distaljejunun, ileum, caecum and colono There was differences highly signiticant in the fecal oocyst shedding among KO, bg, scid, nu and adult immunocompetent controls (C57BL/6/Uni and BALB/c/Uni). The resistance pattem conceming the mortality and oocysts shedding among the mice strains, was: C 57BL/6>BALB/c>scid>bg>nude>KO. Histological intestinal evaluation 15 days after infection, showed that KO mice showed pronounced histological changes and scid mice were less infected. The response of the epithelium to cryptosporidial infection after 44 days showed signals of recovery and it was possible to suggest the following panel conceming the recovery capacity : scid>bg>nude>KO. The results of this study demonstrated that there is correlation between resistance pattem and histological alterations. These findings support theview that IFN-y, T and NK cells are very important for the control of infection meanly during the early recovery phase against Cryptosporidium sp infection. The results also suggest that the role of B cells in the resolution of murine infection against Cryptosporidium is minore
Subject: Camundongos - Imunologia
Protozoário
Interferon
Histopatologia
Intestinos
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: ALVES, Delma Pegolo. Infecção pelo Cryptosporidium sp., linhagem humana MMC, em camundongos C.B-17/Uni scid, C57BL/6/Uni bg, C3H/Uni nu e C57BL/6 KO para INF-'gama'. 2004. 126p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/317886>. Acesso em: 3 ago. 2018.
Date Issue: 2004
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Alves_DelmaPegolo_D.pdf13.94 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.