Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/317878
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Caracterização das fibras do sistema elastico e da plasticidade celular na sinfise pubica do camundongo durante a prenhez, parto e pos-parto : estudo pela microscopia de luz e eletronica de transmissão
Author: Moraes, Suzana Guimarães
Advisor: Joazeiro, Paulo Pinto, 1953-
Abstract: Resumo: A sínfise púbica é um tipo de articulação ligeiramente móvel localizada na confluência dos ossos pubianos, unindo-os através de coxins de cartilagem hialina. A estabilidade apresentada por essa articulação é alterada durante a gestação, período em que tanto a cérvix uterina como toda a cavidade pélvica, inclusive a sínfise, devem se adaptar proporcionando um parto normal. A separação da sínfise púbica fibrocartilaginosa do camundongo na prenhez depende de sua transformação em um ligamento extensível, processo este que envolve o aumento da biossíntese da matriz extracelular (MEC), principalmente colágeno, proteoglicanos e glicosaminoglicanos e a mudança na relação entre síntese e degradação dos mesmos. Na sínfise de camundongo o tumover destes componentes foram estimados por estudos bioquímicos e de microscopia de luz; porém pouca atenção tem sido dada aos aspectos ultra-estruturais e histoquímicos, tão pouco encontramos relatos sobre os componentes do sistema elástico e a plasticidade celular. O presente trabalho teve por objetivo conhecer a distribuição das fibras do sistema elástico e caracterizar o imunofenótipo e aspectos ultra-estruturais de células envolvidas na formação e involução do ligamento interpúbico na sínfise púbica de camundongos, durante prenhez, parto e pós-parto. O estudo foi realizado por meio de métodos seletivos de coloração para sistema elástico, imunohistoquímica para identificação das células (utilizando anticorpos específicos anti-a-actina de músculo liso (a-SMA), desmina e vimentina) e análise ultra-estrutural para ambos. Os resultados obtidos mostraram variação de tipos e de distribuição das fibras do sistema elástico, assim como um aumento de diâmetro e de comprimento aparente das mesmas, durante a prenhez. Estas observações indicam que o sistema elástico deve desempenhar importante papel, tanto impedindo o rompimento do ligamento interpúbico durante a evolução do mesmo, quanto recuperando a organização dessa estrutura após o parto. Com relação ao compartimento celular, foi observada uma intensa imunomarcação para anti-a-SMA durante todos os períodos observados, enquanto vimentina e desmina apresentaram uma expressão transitória (entre o 15° dia de gestação e 24 horas pós-parto). A análise ultra-estrutural mostrou ainda que estas células passam por algumas alterações morfológicas durante a formação do ligamento interpúbico, adquirindo características descritas anteriormente para miofibroblastos, como núcleo indentado e presença de fibronexus e geralmente são vistas próximas às fibras elásticas. Os dados morfológicos e ultra-estruturais sugerem que essas células possuem um aparato de contração formando uma rede entre célula e MEC capaz de transmitir a força gerada pela movimentação dos ossos púbicos durante a prenhez, tanto para células adjacentes como para outros componentes da MEC, a exemplo das fibras do sistema elástico. Portanto, a presença de células e fibras com essas características particulares na sínfise púbica pode contribuir para integridade estrutural e mecânica dessa articulação

Abstract: Pubie symphysis is a type of slightly mobile joint, formed with a fibroeartilaginous dise Iying between the hyaline cartilage-eovered mediar borders of the pubie bones. The stability presented for this joint is modified during the pregnaney, period where as mueh eervix uterine as the entire pelvie eavity, ineluded symphysis, must be adapted to providing a normal labor. The spreading apart of mouse pubie symphysis in pregnaney depends on its transformation in an extensible ligament, proeess this that involves the inerease of biosynthesis of the extraeellular matrix (ECM), mainly eollagen, proteoglycans and glyeosaminoglyeans and the ehange in the relationbetween synthesis and degradation of the same ones. In mouse symphysis the fumaver of these eompanents had been estimated by bioehemieal studies and light microscopy, however little attention has been given to the ultrastruetural and histoehemieal aspeets, so little we find reports about the elastie system components and the eellular .plasíic.i.ty. The aims of the present work were to know the distribution of the elastie system fibers and to ehal acterize the immunophenotype and ultrastrueturaJ aspe.cts of mvolved eells in the formation and involution of the interpubie ligament in mouse pubie symphysis, during pregnaney, parturition and post-partum. The study ap-pJjeds_leetive stainingmethods for elastie system, Immunohistoehemistry (using speeifie antibodies anti-a-actin of smooth musele (aSMA), desmin and vimentin) and ultrastructural analysis. Our results showed variation of types and distribution of the elastie sy_stem fibers, as well as an inerease of diameter and apparent length of the same ones, during the.pregnaney. These observations indieate that the elastie system must play important roles, preventing the disruption of interpubie ligament during it evolution, as well as reeov.erjng1he organization of this strueture after the parturition. With eoneem to the eellular eompartment, it was observed an intense immunoreaetivity for anti-a-SMA during ali the observed periods, while vimentin and desmin presented a transient expression (from 15° day of pregnaney until 24 hours postpartum). The ultrastruetural analysis still showed that these eells pass for some morphologie alterations during the interpubie ligament formation, aequiring eharaeteristie deseribed previously for myofibroblasts, as indentated nueleus and presenee of fibronexus and generally are seen elose to elastie fibers. The morphologie and ultrastruetural data suggest that these eells possess a eontraetion apparatus eonstituting a network between cell and ECM capable to transmit the force generatedbythe movement of the pubjc bones during the pregnancy, as much for adjacent cells as for other components of the ECM, such elastic system fibers. Therefore, the presenceof _ceJJs and fibers wjth these particular features in pubic symphysis can contribute for structural and mechanical integrity of this joint
Subject: Citoesqueleto
Camundongo
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2001
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Moraes_SuzanaGuimaraes_M.pdf7.21 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.