Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/317869
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Identificação e localização de proteoglicanos/glicosaminoglicanos e do colageno tipo VI na sinfise publica do camundongo durante a prenhez : analise ultra-estrutural, imunohistoquimica e bioquimica
Author: Pinheiro, Monica de Campos
Advisor: Correa, Olga Maria de Toledo
Abstract: Resumo: A sínfise púbica é uma articulação não sinovial, do tipo anfiartrose, que conecta os dois ossos púbicos através de um disco fibrocartilaginoso. Durante a prenhez, a sínfise púbica de camundongos passa por numerosas modificações estruturais, facilitadas por hormônios, a fim de permitir a passagem dos fetos pelo canal de parto. Essas modificações incluem um aumento da flexibilidade dessa articulação e a transformação do disco fibrocartilaginoso em um ligamento interpúbico flexível e elástico. O desenvolvimento do ligamento interpúbico envolve o aumento da biossíntese dos componentes da matriz extracelular, principalmente colágeno, proteoglicanos e glicosaminoglicanos e a mudança na relação entre síntese e degradação dos mesmos. Levando-se em consideração que o tumover destes componentes na sínfise de camundongos foi caracterizado por estudos bioquímicos e de microscopia de luz, pouco se sabe a respeito dos aspectos ultra-estruturais e histoquímicos de componentes da matriz extracelular, tais como os proteoglicanos e o colágeno tipo VI, bem como das interações entre as diferentes macromoléculas extracelulares. Esses aspectos são importantes porque podem ajudar a entender as relações entre os diferentes componentes da matriz extracelular nesse modelo. Nesse sentido, o objetivo desse trabalho foi caracterizar os glicosaminoglicanos, proteoglicanos e colágeno tipo VI na articulação interpúbica de camundongos nos diferentes estágios da prenhez. Atenção especial foi dada para as interações entre proteoglicanos e colágeno VI com outras macromoléculas da matriz. Para isso, foram empregadas análises citoquímica, imunohistoquímica, uso de sonda para detecção de ácido hialurônico, além de análises bioquímica e ultra-estrutural. Os resultados obtidos demonstraram que: 1) os proteoglicanos presentes na sínfise púbica de animais virgens são tecido-específicos e refletem as funções mecânicas de cada um dos tecidos no papel biológico global da sínfise púbica. 2) existe uma variação na quantidade e distribuição dos glicosaminoglicanos e proteoglicanos, como, por exemplo, o aumento de condroitim sulfato e o ácido hialurônico, durante a prenhez. Essas observações indicam que os proteoglicanos e glicosaminoglicanos devem ter um papel importante na formação do ligamento interpúbico e no aumento da extensibilidade desse ligamento no final da prenhez de camundongos. Estas macromoléculas podem ter um efeito importante nas propriedades de tensão do tecido. 3) A distribuição do colágeno tipo VI na sínfise púbica de camundongos virgens e prenhes é diferente nos vários tecidos que compõem essa articulação. Essa diferença pode refletir exigências funcionais diferentes para esse tipo de colágeno. A localização pericelular sugere um papel na regulação da interação célula-matriz, protegendo a célula contra estresse mecânico. Entretanto, a interação do colágeno tipo VI com outros componentes da matriz extracelular tais como colágenos fibrilares pode ter um importante papel na organização do espaço interfibrilar, provavelmente associado às propriedades elásticas do tecido

Abstract: Pubic symphysis is a nonsynovial amphiarthrodial joint that connects the two pubic bones by a fibrocartilaginous disk. During pregnancy, the mouse pubic symphysis undergoes a number of hormonally facilitated structural modifications to enable the passage of the fetuses through the birth canal. These modifications include an enhanced flexibility of the joint and the transformation of the fibrocartilaginous disk into a flexible and elastic interpubic ligament. The development of the interpubic ligament involves an increase of biosynthesis of the extracellular matrix components, mainly collagen, proteoglycans and glycosaminoglycans, in addition to a change in the relation between the synthesis and degradation of such components. The tu mover of these components in mouse symphysis has been well characterized by biochemical studies and light microscopy. H oweve r, relatively little is known about the ultrastructural and histochemical aspects of the extracellular matrix components, such as proteoglycans and type VI collagen, as well as the interactions between different extracellular macromolecules. These aspects are important since they can help in the understanding of the relationship between the different extracellular matrix components in this model. Hence the aim of this study was to characterize the glycosaminoglycans, proteoglycans and type VI collagen in the mouse interpubic joint through the different stages of pregnancy. Special attention was given to the interactions between proteoglycan and type VI collagen with other matrix macromolecules. The methodology used involved cytochemical analysis, immunohystochemistry, hyaluronic acid probes, biochemical and ultrastructural analysis. The results showed the following: 1) Proteoglycans present in virgin pubic symphysis were tissue specific and reflected the mechanical functions of each tissue in the overall biological role of the pubic symphysis. 2) There is a variation in the amount and distribution of the glycosaminoglycans and proteoglycans during pregnancy as, for example, a greater presence of GAGs, such as chondroitin sulphate and hyaluronic acid. These observations indicate that proteoglycans and glycosaminoglycans must play an important role in the formation of the interpubic ligament along with its increased extensibility during Iate pregnancy in the mouse. These macromolecules may have important effect on tensile properties of this tissue. 3) The distribution of type VI collagen in virgin and pregnant mice pubic symphysis is different in various tissues that compose this joint. This may reflect the different functional demands for this collagen. The pericellular localization suggests a role in the regulation of cell-matrix interaction, protecting the cell against mechanical stress. However, the interaction of type VI collagen with other ECM components, such as fibrillar collagens, may also play an important role in the organization of the interfibrillar space, probably associated with elastic properties of the tissue
Subject: Proteoglicanos
Colágeno
Camundongo
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2002
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pinheiro_MonicadeCampos_D.pdf12.95 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.