Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/317832
Type: TESE
Title: A espermiogenese em Boophilus microplus (Canestrini, 1887) (Acari:ixodidae) : aspectos estruturais e ultra-estruturais
Author: Normann, Carlos Augusto Borba Meyer
Advisor: Dolder, Mary Anne Heidi, 1943-
Dolder, Mary Anne Heide
Abstract: Resumo: O presente trabalho objetiva descrever a espermiogênese do carrapato do boi - (Boophilus microplus) (Canestrini, 1887), sob aspectos histológicos, histoquímicos, morfológicos e ultra-estruturais. A espermatogênese ocorre no testículo de carrapatos que iniciaram o repasto com sangue. As células da linhagem gamética encontram-se isoladas em cistos. A espermiogênese inicia­-se no organismo masculino, sendo concluída no aparelho reprodutor feminino, em fêmeas jovens. Espermatócitos encistados, após uma fase de crescimento, sofrem meiose e iniciam a diferenciação em espermátides redondas e, posteriormente, em alongadas. No organismo feminino dá-se a transformação das espermátides alongadas em espermatozóides. A espermiogênese envolve a fusão de uma série de vesículas, situadas logo abaixo da membrana plasmática -as cisternas sub-superficiais-, em uma única área limitada por membranas, a cavidade cistérnica. A formação da cavidade se dá a partir do deslocamento das cisternas para o pólo oposto ao que se encontra o núcleo. Esse processo é denominado polarização, sendo, portanto, originadas espermátides polarizadas. As cisternas, aparentemente, são formadas por túbulos do retículo endoplasmático; esses túbulos apresentam uma membrana notadamente elétron-densa. Apresentam conteúdo glico­protéico, demonstrando uma reação argirófila que aumenta gradualmente durante a diferenciação. No citoplasma de espermátides redondas e polarizadas, observam-se abundantes figuras de retículo endoplasmático rugoso, polissomos, complexos de Golgi, mitocôndrias, túbulos de retículo liso e, em espermátides com a cavidade cistérnica em formação, corpos multi­vesiculares. Também se observa a formação de uma vesícula fortemente PAS­positiva em posição supra-nuclear, a qual a literatura sugere tratar-se do acrossomo. As espermátides redondas passam por um alongamento, o qual é concomitante com a formação da cavidade cistérnica e com o deslocamento pôstero-Iateral do núcleo na célula. As espermátides alongadas, com a invaginação da cavidade, passam a dividir-se em três regiões cilíndricas concêr"1tricas. A primeira é o tubo externo, para onde se desloca o núcleo. A segunda é a cavidade, que apresenta uma matriz mais elétron-densa que o citoplasma da espermátide, de caráter glico-protéico. No terceiro compartimento, o cilindro interno, encontram-se muitas mitocôndrias; o cilindro interno constitui-se no centro de invaginação da espermátide em alongamento. Na membrana da cavidade cistérnica encontram-se projeções formadas durante a fusão das cisternas. Essas projeções são bastante complexas, sendo formadas por um eixo protéico fibroso, envolvido por membrana da cavidade. No organismo feminino, observa-se a eversão da espermátide. Nesse processo, observa-se a invaginação da membrana plasmática, formando o denominada canal acrossômico. Este canal encontra-se revestido por uma vesícula que se alonga, como uma cisterna, a qual é aparentemente derivada da vesícula supra-nuclear glicoprotéica presente em espermátides redondas polarizadas. Esta vesícula, a qual encontra-se abaixo da membrana plasmática da espermátide alongada, encontra-se abaixo da membrana do canal. Paralelo a este evento, ocorre a eversão da membrana da cavidade cistérnica, a qual passa a recobrir a superfície externa do espermatozóide. Observam-se as projeções da membrana da cavidade cistérnica recobrindo o espermatozóide, excetuando-se em dois pontos: a porção posterior, desprovida de projeções, e a extremidade anterior,.. na qual as projeções apresentam morfologia bastante diversa da visualizada no restante da célula. Estas projeções são ultra­estruturalmente mais simples, tendo um pedúnculo largo e bastante conspícuo. As projeções do espermatozóide aparentemente estão ligadas à geração de movimento, uma vez que estas estão ligadas a elementos do citoesqueleto. Observa-se que o citoplasma dos espermatozóides apresenta uma clara divisão em uma área central de filamentos mais espessos, tipo intermediários, e outra cortical, rica em microfilamentos. O núcleo dessas células encontra-se na porção posterior, lateralmente ao canal acrossômico. As mitocôndrias encontram-se dispersas no citoplasma das porções anterior e médio-anterior; nas áreas médio-posterior e posterior do espermatozóide, elas situam-se entre a região cortical e central do citoplasma. O movimento dos espermatozóides, observado in vivo, é de avanço por torção

Abstract: The objective of this study was to describe the spermatogenesis of the cattle tick (Boophilus microplus) (Canestrini, 1887), based on histological, histochemical, morphologic and ultrastructural infromation. Spermatogenesis occurs in the testis of ticks which begin their blood repast. The gametic cell lineage is isolated in cysts. Spermiogenesis begins in the male and is concluded in the reproductive ducts of young females. Encysted spermatocytes, after the growth phase, pass through meiosis and differentiate into round spermatids, then elongated spermatids. In the female organism, the elongated spermatids are transformed into spermatozoa. Spermatogenesis involves the fusion of vesicles situated just below the plasmic membrane, called the sub-surface cisternae, leading to the formation of the cisternal cavity. This cavity is formed by the concentration of cisternae in the pole opposite to the nuclear region. This process was called polarization and it originates the polarized spermatids. The cisternae apparently develope from a transformed endoplasmic reticulum; these tubules have very dense membranes. They have a glicoproteinaceous content, and give an argentophylic reaction, which gradually increases during differentiation. In the cytoplasm of round and polarized spermatids, abundant rough endoplasmic reticulum can be seen, and in spermatids engaged in forming their cisternal cavity, there are also many multivesicular bodies. Also, a strongly P.A.S. positive vesicle can be found positioned above the nucleus, which some authors consider to be the acrosome. The round spermatids pass through an elongation, concomitantly with the formation of the cisternal cavity and the latero-posterior positioning of the nucleus. Elongated spermatids are subdivided into three concentrical cilindrical regions by the invagination of the cisternal cavity. The first is the external tube, where the elongated nucleus is lodged. The second is the cisternal cavity which has a progressively dense matrix of glicoproteins. The third compartment, referred to as the internal cilinder, contains many mitochondria. This internal cilinder is the invagination center of the elongating spermatid. The membrane of the cisternal cavity forms innumerable projections, resulting from the fusion of the cisternae. These projections are quite complex, with a fibrous proteic axis, surrounded by the membrane cavity. In the female, the eversion of the spermatids is observed. During this process, the plasmic membrane invaginates,originating the acrosomal canal. This canal is covered by a flattened, elongated cistern-like vesicle, which is apparently derived from the supra-nuclear vesicle, which is rich in glicoproteins and first observed in polarized spermatids. This vesicle is in close contact with the plasmic membrane in elongated spermatids and maintans the same position in relation to this membrane when it lines the canal. At the same time, the eversion of the cisternal cavity occurs, turning this membrane inside out to cover the surface of the spermatozoon. Projections of the cisternal cavity membrane can be observed covering the entire spermatozoon with the exception of two regions: The posterior region which is smooth and the anterior extremity where the projections are very different from those seen on the rest of the spermatozoal surface. These projections are quite simple and rounded with a conspicuous peduncle. The projections appear to be associated with movement, since they are connected to cytoskeletal elements. The cytoplasm of spermatozoa have a clearly separated central region filled with thick filaments, similar to intermediate filaments and a cortical region rich in microfilaments. The nucleus of these cells is posterior and it follows the canal laterally. Mitochondria can be seen dispersed in the cytoplasm of the anterior and medial-anterior portion, while in the medial-posterior and posterior portion of the spermatozoon, they are alined separating the cortical and central regions of the cytoplasm. The motility of the spermatozoon, observed "in vivo", is advancement by torsion
Subject: Carrapato-boi
Espermatogênese
Histoquímica
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1998
Appears in Collections:IB - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Normann_CarlosAugustoBorbaMeyer_M.pdf9.49 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.