Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/317824
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Estudo citoquimico e morfometrico em nucleos e distribuição das fibras no estroma em lesões da prostata humana
Author: Taboga, Sebastião Roberto
Advisor: Mello, Maria Luiza Silveira, 1943-
Abstract: Resumo: Uma expressiva fração da população masculina brasileira tem sido diagnosticada com lesões na próstata ou com sintomas de prostatismo. O presente trabalho teve como objetivo a caracterização dos núcleos e da matriz extracelular, com enforque à morfologia, citoquímica, cariometria e imunocitoquímica de lesões prostáticas humanas. Foram examinadas biópsias de ressecções trans-uretrais e punção por agulha fina de um total de 26 pacientes com hiperplasia nodular prostática (HNP) e 25 pacientes com adenocarcinomas (AC) de pacientes da Região Norte do Estado de São Paulo. Dos casos acima estudados, 12 pacientes com regiões livres de comprometimento histopatológico foram considerados controles ou regiões normais (NOR). Cortes histológicos de 6-8flm de espessura foram submetidos às colorações pela hematoxilina-eosina para as análises da distribuição da cromatina e cariometria (área e perímetro nucleares e fator forma de 200 núcleos para cada paciente estudado); azul de toluidina pH 4,0 e suas variantes para estudos citoquímicos de ácidos nucléicos; Reação de Feulgen para estudo do DNA; Reação imunocitoquímica para detecção de Apoptose - Apoptag e Impregnação argêntica de Gõmõri para o estudo da matriz estracelular. Da análise das lâminas e das medidas nucleares pôde-se concluir que existem diferenças visuais, principalmente nos adenocarcinomas, onde predomina um acentuado pleiomorfismo nuclear. As diferenças cariométricas observadas, foram significativas para os valores de área e perímetro nucleares e não significativas para o fator forma, entre as três classes, utilizando-se o teste estatístico não-paramétrico de Kruskal-Wallis. Para a comparação das populações amostrais utilizou-se as medianas dos valores obtidos na cariometria, como mostra a tabela abaixo. Classes Área nuclear (m2) Perímetro nuclear (m) Fator Forma NOR 44,30 24,80 0,94 HNP 37,14 22,52 0,92 AC 60,86 29,70 0,93 valor p p=0,0001 p=0,0001 p=0,0513(ns) (ns)não significativo Entretanto, nas categorias internas da classificação dos adenocarcinomas, segundo a graduação clássica proposta por Gleason, na versão combinada e considerando apenas o primeiro dígito da graduação, não se detectaram diferenças significativas (p=O,838 para área; p=O,6076 para perímetro e p=O,9202 para fator forma). Nestas categorias vale ressaltar a grande heterogeneidade do universo amostral Assim conclui-se que os dados de morfometria não podem ser utilizados como parâmetros discriminatórios isoladamente, sem levar em. conta a histoaquitetura do tumor. Da análise dos cortes corados pelo azul de toluidina na sua variante para detecção de apoptose e da imunocitoquímica para detecção de apoptose, pôde-se concluir não serem detectadas células apoptóticas nas regiões normais e nos adenocarcinomas, mas serem detectados corpos apoptóticos nas hiperplasias, principalmente em áreas onde estaria ocorrendo a regressão do ácino hiperplástico. Isto pode sugerir que o fenômeno apoptótico seja um modulador da recuperação localizada da hiperplasia, podendo ser inclusive um parâmetro auxiliar para o acompanhamento diagnóstico durante o tratamento. Da análise dos cortes submetidos à impregnação argêntica, pôde-se concluir que as fibras colágenas na matriz extracelular do estroma prostático, em sua dinâmica supra-molecular, respondem a estímulos externos ao estroma, modificando a disposição e o grau de compactação fibrilar. Na hiperplasia nodular prostática parece não haver modificações na integridade molecular do colágeno, pois a sua afinidade pela prata e birrefringência não são alteradas. Nos adenocarcinomas com alto grau de indiferenciação, fibras colágenas finas, ramificadas e fortemente argirófilas e birrefringentes são detectadas nas regiões de proliferação tumora!. E no estroma adjacente, hospedeiro do tumor, placas hialinas de matriz extracelular sugerem degradação ou remodelação dos componentes da matriz

Abstract: An expresive fraction of the Brasilian male population has been diagnosed with prostatic lesions or presents prostatism symptons. The present work aimed at characterizing the nuclei and the extracellular matrix, emphazing the morphology, cytochemistry, kariometrics and immunocitochemistry in some human prostatic lesions. Transurethral resections and fine needle aspiration of patients presenting prostatic nodular hyperplasia (PNH - 26 cases) or adenocarcinoma (AC - 25 cases), from the north region of the São Paulo State were examined. Twelve of these cases presented regions with no histopathological alterations which were considered normal and employed as control (Ct). Six to eigth micrometers thick histological sections were stained by hematoxylin and eosin for the analysis of chromatin distribution and kariometry (nuclear area and perimeter and form factor - 200 measurements for each patient); toluidine blue at pH 4.0 and its modifications for the cytochemical study of nucleic acids; Feulgen reaction for DNA; immunocytochemistry for detection of apoptosis (Apoptag kit) and Gõmõri' s silver impregnation for study of fibrilar collagens. The analysis showed the existence of visual differences in the nuclear phenotype among the studied cases, in special in AC, which showed a amked nuclear pleomorphism. Karyometry showed significative differences in area and perimeter values but form factor, amongst the three classes, by the use of the Kruskal-Wallis non-parametric statistical testo The median values employed for comparision between the samples are shown in the table below. Classes Nuclear area (m2) Nuclear perimeter (m) F orm factor Ct 44.30 24.80 0.94 PHN 37.14 22.52 0.92 AC 60.86 29.70 0.93 P value p=0.0001 p=O.OOOl p=0.0513(ns) (ns)non-significant The different classifications of the adenocarcinomas, according to the GIeason grading, in the combined version and considering only the first grading, showed no significative differences (p=O.838 for the area, p=O.6076 for perimeter and p=O.9202 for the form factor). It is worth to refer to the Iarge heterogeneity of the nuclear popuIation. It is concluded that morphometrics cannot be used isoIatedly to discriminate prostatic Iesions, without considerations of the tumor histoarchitecture. The use of toIuidine bIue staining modification for detection ofapoptosis and the Apoptag test demonstrated the absence of apoptotic cells and in adenocarcinomas but in hyperpIasia, especially in areas of regressing hyperpIastic acina. This is suggestive that apoptosis may represent a factor invoIved in Iocalized recover of hyperpIasia and its detection is IikeIy to represent an additionaI parameter for the follow up after treatment. The anaIysis of silver impregnated tissue sections allowed for the conclusion that collagen fibers of the prostatic stroma, in their supramoIecuIar dynamics, respond to externaI stimuli, modifying their disposition and fibrillar compactation. In PNH, there is no modifications in collagen moIecuIar integrity, since the silver affinity and birefringence are similar to controIs. In AC with high degree of non-differentiation, thin and branched collagen fibers, strongIy argyrophilic and birefrlngent are detectedin regions of cell proliferation. In the adjacent stroma, host of the tumor, hya1ine pIaques are probabIe signs of matrix degradation or remodellation
Subject: Cromatina
Matriz extracelular
Câncer
Prostata
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: TABOGA, Sebastião Roberto. Estudo citoquimico e morfometrico em nucleos e distribuição das fibras no estroma em lesões da prostata humana. 1997. 103f. Tese(doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/317824>. Acesso em: 22 jul. 2018.
Date Issue: 1997
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Taboga_SebastiaoRoberto_D.pdf9.78 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.