Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/317775
Type: TESE
Title: Distribuição do CGRP na junção neuromuscular de camundongos distroficos da linhagem MDX
Author: Guimarães, Alessandra Oliveira
Advisor: Marques, Maria Julia, 1961-
Abstract: Resumo: Os camundongos distróficos da linhagem mdx apresentam ausência de distrofina e ciclos de degeneração-regeneração muscular, sendo o modelo experimental usado para estudar a distrofia muscular. As principais alterações na fibra muscular destes animais são observadas na junção neuromuscular (JNM), em que as dobras juncionais são escassas e pouco desenvolvidas e os receptores de acetilcolina (AChRs) se apresentam em pequenos aglomerados que contrastam com a distribuição em braços contínuos típicos de animais normais. O terminal nervoso contém, dentre outras moléculas, o peptídeo relacionado ao gene da calcitonina (CGRP), que auxilia na manutenção da alta densidade dos AChRs no topo das dobras juncionais. Uma vez que a falta da distrofina parece não ser o único fator responsável pelas alterações causadas nos AChRs, o objetivo do presente trabalho foi investigar a distribuição do CGRP nas JNM distróficas de camundongos da linhagem mdx. Foram utilizados animais distróficos mdx e animais normais C57B1/1O como controle. Os animais utilizados eram de ambos os sexos, com 3 a 4 meses de idade. Os músculos esternomastóideos (STNs) foram marcados com rodamina-alfa-bungarotoxina para observação dos AChRs e o CGRP foi marcado com os anti-corpos anti-CGRP-IgG-FITC (Sigma). Através da microscopia confocal de fluorescência observamos que 81% das junções controle estavam positivas à marcação do CGRP, enquanto que nos animais mdx, 34% das junções apresentavam marcação do CGRP. Sugerimos que o CGRP, nos mdx, não se acoplaria corretamente ao complexo de glicoproteínas, por este estar alterado devido à ausência da distrofina e que sua quantidade reduzida deve ser resultado de alteração na produção, transporte e/ou ligação deste peptídeo no complexo de glicoproteínas, o que poderia contribuir, pelo menos em parte, para as alterações de distribuição dos receptores de acetilcolina tipicamente observadas nos animais mdx

Abstract: The aim of the present investigation was to study the distribution of the calcitonin gene related peptide (CGRP) at the neuromuscular junction (nmj) of mdx mice. Mutant mdx mice carry a point mutation on the X-chromosome and have a profound deficiency of dystrophin, for this they are the experimental model to study muscular dystrophy. We used the sternomastoid muscle (STN) of adult (3-4 months) mdx mice and control C57Bl/1O mice. The muscles were removed, labelled with rhodamin-abungarotoxin for acetylcholine receptors (AChRs) observation and anti-CGRP-IgG-FITC to label CGRP. A BioRad laser fluorescence confocal system (MRC 1024 UV) mounted on an Axiovertt 100 Zeiss inverted microscope equipped with an Ar-Kr and UV lasers was used. We found that fewer dystrophic nmjs showed CGRP labeling, when compared to controls. In controls, the label was seen in intramuscular nerve branches and in nerve terminals covering the AChRs branches. In mdx mice, intramuscular nerve branches were rarely seen and CGRP staining colocalized with AChRs in a more diffuse pattern. AChRs distribution in mdx mice was disrupted, as typically seen in dystrophin-deficient fibers. Receptors seemed to be usually brighter than controls, suggesting an increase in AChRs density. These results suggest that CGRP production and or release are under different control in dystrophic and normal muscles and this may lead to changes in AChRs turnover or distribution seen in mdx mice
Subject: Junção neuromuscular
Acetilcolina
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2002
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Guimaraes_AlessandraOliveira_M.pdf2.34 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.