Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/317723
Type: TESE
Title: Caracterização bioquímica e histo-estrutural de embriões de Inga vera Willd. Subsp. affinis (DC.) T.D. Penn. durante a maturação e após secagem
Title Alternative: Biochemical, histological and structural characterization of Inga vera Wild. Subsp. Affinis (DC.) T.D. Penn. seeds during maturation and after drying
Author: Caccere, Rodrigo
Advisor: Braga, Marcia Regina
Abstract: Resumo: Inga vera Pennington produz sementes com alta sensibilidade à dessecação, o que dificulta seu armazenamento. Diversos mecanismos estão relacionados tolerância à dessecação, dentre eles o acúmulo de reservas insolúveis e de moléculas protetoras, redução do metabolismo e dobramento da parede celular. Desse modo, o objetivo deste trabalho foi analisar o comportamento de eixos embrionários e cotilédones de I. vera com respeito a seus teores e composição de açúcares solúveis, de reserva e de parede celular e quanto à ultra-estrutura durante a maturação e após a secagem. Eixos embrionários e cotilédones de I. vera durante a maturação, acumulam altos níveis de amido e armazenam também outras substâncias como compostos fenólicos. O acúmulo de massa seca e o processo de vacuolização durante todo o desenvolvimentos dos embriões desta espécie indicam alta atividade metabólica até o momento da dispersão. Além disso, as paredes celulares de eixos embrionários e cotilédones acumulam galactanos que podem lhe conferir maior rigidez. Embriões de I. vera secos até 35% de teor de água apresentaram redução da capacidade germinativa. Esta desidratação parcial provocou um estímulo metabólico, evidenciado pela mobilização de reservas e deposição de material nas paredes celulares, além de intensa atividade do retículo endoplasmático rigoso, observada nos eixos embrionários. A secagem severa (17% de teor de água) provocou rompimento das membranas resultando no aparecimento de células completamente colapsadas. Dessa forma, pode-se concluir que embriões I. vera mantém o metabolismo ativo durante a desidratação até que os processos de injúria comecem a ocorrer.

Abstract: Inga vera Pennington produces recalcitrant seeds, characterized by desiccation sensibility and short post-harvest life span, no longer than one mouth. Mechanisms proposed to explain the ability of organisms to survive desiccation include accumulation of insoluble reserves and protective molecules, metabolic "switch off" and cell wall folding, among others. The aim of the present study was to analyze the behavior of I.vera embryos (axes and cotyledons) with respect to sugar content, cell wall composition and ultrastructure during different stages of development and after desiccation. Axes and cotyledons accumulate starch and phenolic compounds and also showed vacuolization all over development, suggesting high metabolic activity up to the end of the maturation period. Moreover, cell walls of axes and cotyledons cantain polysaccharides, like galactans, that can provide more rigidity to the cell wall. Mature I.vera seeds were dried 35% or 17% and seed variability was skilghtly reduced due to drying to 35% of water content, but no seeds survived to severe desiccation (17% water content). Starch mobilization, increase in the cell wall thickness in axes and cotyledons, and high degree of development of the rough endoplasmic reticulum in axes suggest that drying to 35% of water content enhanced metabolic activity. Severe desiccation resulted in membrane breaking leading to collapsed protoplasm. Therefore we can conclude that I.vera embryos keep high metabolic activity during desiccation until damage processes start.
Subject: Inga vera Wild
Sementes
Tolerância à dessecação
Carboidratos
Parede celular vegetal
Leguminosa
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2010
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Caccere_Rodrigo_M.pdf5.16 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.