Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/317564
Type: TESE
Title: Acidos graxos com diferentes caracteristicas afetam o crescimento prostatico e a expressão dos receptores de androgeno (AR) e dos ativadores da proliferação dos peroxissomos y (PPARy)
Title Alternative: Dietary fatty acids regulate AR and PPARy levels and prostate growth
Author: Escobar, Esdras Launi Oliveira
Advisor: Carvalho, Hernandes Faustino de, 1965-
Abstract: Resumo: A próstata é uma glândula acessória do trato reprodutor masculino. Muitos são os fatores envolvidos no carcinogênese prostática. Os nutricionais são usualmente associados com a etiopatogenia do câncer de próstata, sendo que os ácidos graxos estão entre os mais importantes. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito dos ácidos graxos presentes na dieta sobre o crescimento da próstata ventral de ratos, sobre a organização do tecido e sobre a expressão do receptor de andrógeno (AR) e do receptor dos ativadores da proliferação dos peroxissomos ? (PPAR?). Ratos Wistar machos foram utilizados, divididos em 5 grupos que receberam dietas isocalóricas por 10 semanas após o desmame. O grupo I foi tratado com dieta cuja porção lipídica continha óleo de soja. O grupo II recebeu óleo de soja e óleo de linhaça (1:1). O grupo III foi alimentado com óleo de linhaça. O grupo IV teve na dieta óleo de soja e banha de porco (1:1). O grupo V foi tratado com banha de porco. Ao fim do tratamento, as próstatas foram removidas e processadas para imunohistoquímica ou congeladas para análises bioquímicas. Os níveis circulantes de testosterona e do estradiol foram medidos. Os ensaios demonstraram que a banha de porco e o óleo de linhaça causaram efeitos opostos em relação ao crescimento prostático. Enquanto o primeiro promoveu um aumento no peso prostático, o outro causou uma significativa diminuição no órgão. A análise histológica revelou nítida hiperplasia epitelial, que foi confirmada pela análise estereológica, em resposta ao tratamento com dieta contendo apenas banha de porco como componente lipídico. Esta estrutura epitelial está associada a um aumento na taxa de proliferação epitelial, como demonstrado pela quantificação de células em proliferação, com o uso do antígeno Ki67. Experimentos de imunohistoquímica e Western blotting demonstraram um aumento na expressão de AR e PPAR? nos grupos que receberam banha de porco na dieta, enquanto o óleo de linhaça (contido) promoveu uma diminuição nos níveis de ambas as proteínas nucleares. Estes resultados sugerem que o crescimento prostático é influenciado por ácidos graxos presentes na dieta, e que esta influência pode ocorrer através de um aumento da expressão de AR e de PPAR?. Estes dados sugerem que PPAR? pode representar o elo de ligação entre a dieta e a predisposição ao câncer do próstata, sendo que a expressão e a função do AR podem ser alvos de regulação pelo PPAR?. Como os níveis circulantes de testosterona mostraram-se alterados é também possível que as alterações prostáticas sejam secundárias aos efeitos sistêmicos da dieta

Abstract: The prostate is an accessory gland of the male reproductive tract. Many factors are involved in prostate carcinogenesis. Nutritional factors are usually associated with the etiopathogenesis of the prostate cancer and fatty acids are among the most important ones. The objective of this work was to evaluate the effect of dietary fatty acid on the rat ventral prostate growth, tissue organization, and expression of androgen receptor (AR) and peroxisome proliferation-activator receptor ? (PPAR?). Male Wistar rats were used and divided in 5 groups that received isocaloric diets for 10 weeks after weaning. Group I was treated with soybean oil. Group II received soybean oil and linseed oil (1:1). Group III was fed on linseed oil. Group IV had soybean oil and rendered pork fat (1:1). Group V was treated with rendered pork fat. At the end of treatment, the prostates were removed and processed for immunohistochemistry or frozen for biochemical analyses. Circulating levels of testosterone and estradiol were measured. Experiments demonstrated that lard and linseed oil caused opposite effects on prostatic growth. While the former promoted an increase in prostatic weight, the latter resulted in a significantly lighter organ. Epithelial hyperplasia was observed by histological inspection and confirmed by stereology as the major tissue response to the rendered pork fat diet. This aspect was associated with higher proliferative rates as demonstrated by counting proliferating cell expressing the KI-67 antigen. Immunohistochemistry and Western blotting demonstrated increased expression of AR and PPAR? in groups receiving lard as the source of fatty acids, while linseed oil promotes a decrease on the protein levels of both nuclear receptors. These results suggest that prostate growth is influenced by dietary fatty acids and that this influence might occur via enhanced expression of PPAR? and AR. One suggests that PPAR? might represent the link between diet and predisposition to prostate cancer and that AR expression and function could be targeted by PPAR? activation. Since the levels of circulating testosterone were altered it is also possible that prostatic changes are secondary to systemic effects of the diet
Subject: Receptores de andrógenos
PPAR gama
Dieta
Ácidos graxos
Prostata
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2007
Appears in Collections:IB - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Escobar_EsdrasLauniOliveira_M.pdf968.81 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.