Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/317457
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: O efeito da carbonização de carcaças suínas do tempo de decomposição, na atratividade e diversidade de artrópodes de interesse forense
Title Alternative: The effect of carbonization time on pig carcasses in thedecomposition time, attractiveness, abundance and diversity of arthropods of forensic interest
Author: Proêncio, Vanessa Minhoto, 1980-
Advisor: Linhares, Arício Xavier, 1950-
Abstract: Resumo: Para estimar o intervalo pós-morte (IPM) e determinar a provável causa mortis, a ciência forense pode utilizar várias técnicas, sendo um exemplo a avaliação das fases de decomposição de um corpo. Estas fases podem ser influenciadas por fatores extrínsecos como o clima (temperatura e umidade), injúrias no corpo e por fatores intrínsecos, isto é, condições fisiológicas e metabólicas do próprio organismo e também pelo modo como ocorreu a morte. Além desta técnica a ciência forense pode utilizar a Entomologia Forense, através do estudo da fauna cadavérica e sua possível sucessão, para auxiliar nas estimativas de IPM e determinar a causa mortis. O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência da carbonização na evolução das fases de decomposição, atratividade e possível padrão sucessional dos insetos. Foram utilizadas quatro carcaças de suínos (Sus scrofa L.), sendo duas no período mais quente e úmido do ano e duas no período mais frio e seco. Para cada período uma carcaça foi queimada com gasolina até o nível 2 da escala de carbonização de Crow-Glassman, sem que fosse totalmente destruída, e a outra, utilizada como controle. As carcaças foram expostas em área natural de mata e protegidas por gaiolas para evitar a ação de predadores. Imagens das fases de decomposição foram obtidas diariamente. Insetos imaturos foram coletados das carcaças e levados ao laboratório para posterior emergência dos adultos, contagem e identificação. Insetos adultos foram coletados utilizando uma rede entomológica e identificados no laboratório. Embora em alguns momentos ambas as carcaças estivessem na mesma fase de decomposição, houve um retardo na decomposição da carcaça carbonizada de 3 dias a partir do 5º estágio de decomposição em relação à carcaça controle na estação quente. Na estação fria este fato foi observado a partir do 3º estágio de decomposição, com uma média de atraso de 9 dias, sugerindo que a carbonização influencia no tempo de decomposição. Foi observada uma sucessão entomológica em ambas as carcaças (carbonizada e controle), apresentando um padrão diferente em cada estação do ano e relacionado ao modo de morte. A colonização por artrópodes mostrou-se diferente em ambas as carcaças demonstrando a influência da carbonização na atratividade e frequência de insetos, sugerindo que a espécie Hemilucilia semidiaphana pode ser considerada indicador forense para modo de morte, para região de mata e na estimativa de IPM, enquanto que a espécie Hemilucilia segmentaria pode ser usada como indicador forense para região de mata e na estimativa de IPM. Foi observado também que Chrysomya albiceps pode ser usada para a estimativa de IPM. Chrysomya putoria e Lucilia eximia podem ser utilizadas como indicadores forenses para modo de morte e estimativa de IPM. Espécies da família Sarcophagidae podem ser usadas como indicadores forenses para modo de morte e para a estimativa de IPM. Temperatura e umidade relativa do ar exerceram influência na atividade dos insetos e sobre a decomposição, retardando ou acelerando o processo. Este estudo mostra a importância da causa mortis, dos fatores abióticos, do tempo de decomposição e da entomofauna para o auxílio na estimativa do IPM

Abstract: To estimate the postmortem interval (PMI) and to determine the probable cause of death in forensic science several techniques can be used, such as the assessment of the stage of decomposition of a body. These stages may be affected by extrinsic factors such as meteorological conditions (temperature and humidity) and injuries on the body, and by intrinsic factors related to physiological and metabolic conditions of the body, and also by the circumstances of death. In addition, the study of the cadaveric arthropod fauna as well as its successional pattern may help to estimate the PMI and to determine the cause of death. The aim of this study was to assess: 1) the influence of carbonization in the carcass decomposition process; 2) the attractiveness exerted by the burned carcass to necrophagous insects, and 3) the successional pattern of necrophagous insects in the carcasses. Four pig (Sus scrofa L.), carcasses were used in the experiments: two in the hot and humid period of the year (summer) and two during the cold and dry period of the year (winter). For each period, one carcass was burned with gasoline up to level 2 of Crow-Glassman scale (CGS) and another, was used as control. The carcasses were exposed in a natural wooded area, and placed in wire cages tp prevent the access of large scavengers. Pictures of the stages of decomposition were taken daily. Maggots were collected daily from the carcasses and brought to the laboratory and kept until adult emergence, counted and identified. Adults were collected by using an entomological net and identified in the laboratory. Although both, control and burned carcasses, were at the same decomposition stage, there was a delay in the decomposition of the burned carcass of 3 days from the 5th stage of decomposition in relation to the carcass control in the hot season. In this cold season was observed from the 3rd stage of decomposition, with an average delay of 9 days suggesting that the carbonization influence the time of decomposition. Insect sucession was observed in both carcasses (burned and control), showing a different pattern in each season and related to the mode of death.The colonization by arthropods was different in both carcasses, showing an influence of burning in the attractiveness and occurrence of some insects, suggesting that the blowfly Hemilucilia semidiaphana, may be used as forensic indicator for the mode of death, wooded areas and estimates of PMI, while Hemilucilia segmentaria may be used as forensic indicator for wooded areas and estimates of PMI. It was also observed that Chrysomya albiceps may be used as forensic indicator to estimates of PMI. Chrysomya putoria and Lucilia eximia may be used as forensic indicators for mode of death and estimates of IPM. Species of the family Sarcophagidae may be used as forensic indicators for mode of death and to estimate of PMI. Temperature and relative humidity also had an important influence on the decomposition process, slowing or accelerating the process on both substrates, as well as influencing the activity of insects. This study reported the important influence exerted by the cause of death and the abiotic factors, on the time of decay and on the insect fauna. Therefore, these factors have to be taken into consideration for the determination of the PMI
Subject: Moscas necrófagas
Carbonização
Decomposição de carcaças
Intervalo pós-morte
Causas de morte
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: PROÊNCIO, Vanessa Minhoto. O efeito da carbonização de carcaças suínas do tempo de decomposição, na atratividade e diversidade de artrópodes de interesse forense. 2011. 94 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/317457>. Acesso em: 18 ago. 2018.
Date Issue: 2011
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Proencio_VanessaMinhoto_M.pdf2.91 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.