Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/317348
Type: TESE
Title: Analise da variabilidade genetica em populações de Gochnatia pulchra (Asteraceae)
Title Alternative: Genetic variation in populations of Gochnatia pulchra (Asteraceae)
Author: Bariani, Joice Machado
Advisor: Solferini, Vera Nisaka, 1957-
Abstract: Resumo: Dentre os ecossistemas de savanas tropicais, o cerrado brasileiro é um dos biomas mais ameaçados no mundo, estando sujeito a processos de fragmentação, perda e degradação de habitat. Gochnatia pulhcra Cabrera (Asteraceae, Mutisieae) é uma espécie arbustiva perene, encontrada em áreas de cerrado com freqüente perturbação antrópica. No presente trabalho, foram estudadas oito populações dessa espécie empregando-se marcadores moleculares de isoenzimas, com o objetivo de analisá-las quanto à variabilidade genética. Foram observados baixos níveis de variabilidade genética nas populações, elevada endogamia e estruturação genética moderada entre as populações, indicando baixos níveis de fluxo gênico. Para seis dessas populações, foi realizado o estudo sobre o efeito da degradação do habitat sobre a variabilidade genética. Como resultado, observou-se que a degradação e a densidade de indivíduos apresentaram efeito negativo sobre a variabilidade genética das populações. Tais resultados apontam para a importância da degradação do habitat da espécie, dificultando o sucesso de interações ecológicas que são importantes para a manutenção da diversidade genética das populações

Abstract: The brazilian cerrado is one of the most threatened biomes of tropical savannas in the world, subject to habitat fragmentation, loss and degradation. Gochantia pulchra Kunth (Asteraceae, Mutisieae) is a perennial shrub species endemic and to the brazilian cerrado. Its commonly found in human disturbed cerrado sites. In the presente work, we studied eight populations of this species with allozyme markers, with the aim to analyze its genetic variation. We observed low levels of genetic variation, elevated inbreeding and moderate genetic structure between populations, indicating low levels of gene flow. For six out of eight populations, we studied the effect of habitat degradation on the genetic variation of populations. As a result, we observed that degradation and density showed a negative effect on the genetic variation on populations. These results highlight the impact of habitat degradation on this species, reducing the success of ecological interactions that are essential to the maintance of the genetic variation in these populations
Subject: Isoenzimas
Gochnatia
Cerrados
Degradação ambiental
Asteraceae
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2007
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Bariani_JoiceMachado_M.pdf756.42 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.