Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/317343
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Diversidade e estrutura genética de Bertholletia excelsa, uma espécie amazônica de ampla distribuição
Title Alternative: Genetic diversity and struture of Bertholletia excelsa, an Amazonian species of wide distribution
Author: Sujii, Patrícia Sanae, 1986-
Advisor: Solferini, Vera Nisaka, 1957-
Abstract: Resumo: Matas de terra-firme da Amazônia são formações florestais extensas e podem ser encontradas compondo grandes florestas contínuas. Existem diversos estudos a respeito da estrutura genética populacional de espécies presentes nessas florestas, mas são poucos os trabalhos que buscam compreender a estruturação genética ao longo da Amazônia. A castanheira-do-brasil é uma espécie monotípica, Bertholletia excelsa, endêmica de matas de terra-firme e distribuída ao longo de quase toda extensão da Amazônia. Este trabalho teve como objetivo avaliar a estruturação genética de populações de Bertholletia excelsa ao longo da Amazônia e verificar se a estruturação é influenciada pela distância que as separa. Foi coletado material de 379 indivíduos, pertencentes a nove subpopulações distribuídas em cinco estados brasileiros. Foram desenvolvidos sete marcadores microssatélites que foram somados a outros quatro anteriormente publicados, para genotipagem das amostras. Análises populacionais intra e interpopulacionais foram realizadas para avaliar a diversidade genética e sua estruturação. As estimativas de distância genética encontradas foram correlacionadas com diferentes fatores para encontrar possíveis causas para estruturação. O número de alelos encontrado em cada subpopulação foi baixo. Os alelos presentes em diferentes subpopulações e suas frequências apresentaram grande variação, em especial quando comparadas subpopulações mais distantes. Foi observado FIS negativo para cinco das subpopulações e não significativamente diferente de zero para as quatro demais, indicando excesso de heterozigotos. A estruturação em micro-escala, quando presente, foi pequena. Os valores encontrados para estimativas de estrutura em macro-escala foram bastante variáveis, sendo observada diferenciação genética muito baixa ('teta' = 0,02) a muito alta ('teta' = 0,244). A estrutura genética encontrada pode ser analisada considerando três escalas: (i) intrapopulacional; (ii) entre subpopulações separadas por distâncias moderadas (<500km); e (iii) entre subpopulações separadas por grandes distâncias. Em todas as escalas, foi encontrada correlação significativa entre a estruturação genética e a distância que separa os pares de indivíduos ou subpopulações, indicando ser esse um fator importante para estruturação, mas com influência também de outros fatores, principalmente em escalas geográficas maiores

Abstract: Amazonian upland forests are wide formations and can compose large continuous forests. There are several studies about population genetic structure of species in this kind of forest, but there are few studies that aim to understand the genetic structure along the Amazon. Brazil-nut tree is a monotypic species, Bertholletia excelsa, endemic to upland forests and distributed along almost the entire expanse of the Amazon. This study aimed to evaluate genetic structure of Bertholletia excelsa populations over Amazon and verify if the structuring is influenced by distance between them. Material from 379 individuals was collected in nine subpopulations distributed in five states. Seven microsatellites markers were developed to the species and were used with four others, previously published, to samples genotyping. Analyses within and among populations were performed to evaluate genetic diversity and population structure. Genetic distance estimates were correlated to different potential factors to find possible causes to genetic structure. A few alleles were found in each subpopulation and considerable variation was observed in alleles found in each subpopulation and in their allele frequencies, especially when compared very distant subpopulations. Heterozygote excess was observed in five subpopulations while in the other four subpopulations non-significantly different from zero estimates of FIS were found. Fine-scale structure, when present, was small. Estimates to inter population genetic structure varied from low ('teta' = 0,02) to higt ('teta' = 0,244) values. B. excelsa genetic structure can be analysed considering three different scales: (i) within population; (ii) among moderately distant populations (<500km); and among very distant subpopulations. At all scales, significant correlations were found between genetic structure and geographic distance between pairs of individuals or populations. It may indicate that distance is an important factor to this population's genetic structure, but probably there are other factors acting together, especially at great geographical scales
Subject: Castanha-do-para
Genética de populações
Microssatélites (Genética)
Genética vegetal
Floresta amazonica
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2011
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Sujii_PatriciaSanae_M.pdf16.94 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.