Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/317255
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Resposta de crotalaria juncea a exposição ao niguel
Author: Cardoso, Patricia Felippe
Advisor: Azevedo, Ricardo Antunes
Azevedo, Ricardo Antunes de
Abstract: Resumo: A presença de metais pesados no ambiente é atualmente, um dos principais problemas de contaminação ambiental, uma vez que, os metais liberados no ambiente contaminam o solo e entram na cadeia alimentar através das plantas, causando efeitos tóxicos a curto e a longo prazo aos animais e seres humanos. No caso do metal pesado Níquel (Ni), foi constatado que a sua presença nas plantas pode diminuir o crescimento, reduzir a taxa de fotossíntese e provocar alterações, tanto nas atividades enzimáticas quanto metabólicas.Pouca informação está disponível na literatura, com referência a resposta antioxidante das plantas à expressão a esse metal. Neste sentido, os objetivos deste trabalho foram realizar diferentes ensaios para avaliar o efeito fitotóxico do Ni em plântulas de C. juncea. Neste estudo foram analisados parâmetros bioquímicos relativos à atividade das enzimas antioxidantes, Catalase (CAT), Superóxido Dismutase (SOD) e Glutationa Redutase (GR). Constatou-se que, não houve alteração da atividade GR e CAT nas raízes. Entretanto, atividades destas enzimas apresentaram aumento significativo na parte aérea. O aumento na atividade da GR, na parte aérea, pode ser explicado pelo fato de ser o ciclo Halliwell-Asada o principal mecanismo que age na desintoxicação de Espécies Ativas de Oxigênio. Quanto à atividade da SOD, quando comparados ambos tecidos, foi constatado que na parte aérea foi pouco alterada, entretanto, a atividade da SOD foi estimulada nas raízes na presença do Ni. Para aumentar a precisão dos resultados, quantificou-se pela técnica de Fluorescência de Raios X, a concentração de NiCl2 e o seu efeito na absorção de nutrientes nas plântulas de crotalaria. Nesta análise, observou-se o acúmulo do metal nas raízes e baixa translocação para a parte aérea. Também foi analisada a concentração de Malonaldeído (MDA) na parte aérea de plântulas de C. juncea, sendo constatada, a ocorrência de peroxidação lipídica na presença do Ni. Finalmente, determinou-se o efeito do Ni sobre as concentrações de aminoácidos solúveis em raízes e na parte aérea, como estratégia desta planta para superar o efeito do Ni , não tendo sido observadas variações significativas nas concentrações dos mesmos com os diferentes tratamentos com Ni. Palavra¿Chave: Aminoácidos, Atividade Enzimática, Crotalária, Fitotoxicidade, Níquel, Poluição Ambiental

Abstract: The contamination of the environment with heavy metals has become a world-wide problem. Heavy metals can have direct effects on human health and decreases agricultural yields. In the presence of Nickel (Ni), plant growth and the net photosynthetic rate have been shown to be significantly reduced, even at low concentrations. Moreover, Ni can also inhibit the activity of several groups of enzymes and metabolism. The effects of the Ni on the activies of the antioxidant enzymes and metabolism were investigated in C.juncea seedlings. Enzymatic assays for Catalase (CAT) Glutathione Reductase (GR) and Superoxide Dismutase (SOD) were carried out. Response patterns for CAT and GR were similar with low values in the roots and increased activity in the shoots. A significant increase in CAT and GR activity in the shoots suggests that these enzymes play a role in the detoxification process, of reactive oxygen species (ROS) produced by the induced Ni stress, possibly by subquesent dismutase. On the other hand, the activity of SOD was stimulated in the roots, and decreased in the shoots. To gain insight into the response of C. juncea seedlings to the oxidative damage induced by excess Ni, were conducted studies of Malondialdehyde (MDA). It was evident that Ni induced an increase an lipid peroxidation in the shoots during the studied period. The Ni concentration in shoots and roots was determined for C. juncea and demonstrated an increase in the concentration of Ni in the roots, however the shoots did not present an accumulation. Further experiments were carried out on total free amino acids. It was observed that Ni treatment did not cause any change in the accumulation of total free amino acids in the roots. The results suggest that in C. juncea seedlings did not exhibit any major variation following Ni treatment. Key words: Antioxidant enzymes, Amino acids, C. juncea, Nickel, Environmental Pollution
Subject: Aminoácidos
Crotalaria
Enzimas
Níquel
Poluição
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: CARDOSO, Patricia Felippe. Resposta de crotalaria juncea a exposição ao niguel. 2005. 123p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/317255>. Acesso em: 4 ago. 2018.
Date Issue: 2005
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Cardoso_PatriciaFelippe_D.pdf8.33 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.