Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/317107
Type: TESE
Title: Desenvolvimento nuclear de celulas troficas ovarianas de Chrysomys putoria (Diptera, Calliphoridae)
Author: Avancini, Rita Maria Pereira, 1956-
Advisor: Mello, Maria Luiza Silveira, 1943-
Abstract: Resumo: Os núcleos das células tróficas proximais de ovário de Chrysomya putoria, nas diferentes fases do desenvolvimento ovariano, foram examinados em preparações submetidas à reação de Feulgen. Tinha-se como objetivo conhecer as alterações cromatínicas/cromossômicas durante o desenvolvimento das células relacionadas ao processo de formação dos ovos. A alteração mais marcante encontrada foi a organização do material cromatínico sob a forma de cromossomos politênicos típicos. Nessa fase são vistas 6 unidades cromossômicas, nas quais, em determinado momento do seu processo de compactação, pode ser visualizado o padrão de bandas e interbandas característico de politênicos de dípteros. Após essa fase, os cromossomos tornam-se mais e mais encurtados, até que, quando todos apresentam praticamente o mesmo comprimento, os filamentos começam a se separar, originando numerosas unidades, de tamanhos diferentes entre elas que, espalham-se por todo o espaço nuclear. A partir daí, até o final do desenvolvimento, o núcleo tem aparência interfásica, apresentando um ponto heterocromático fortemente corado. A porção eucromática do cromossomo X sofre descompactação precoce, em relação aos autossomos e à sua própria porção heterocromática. Se a fêmea adulta estiver sob uma dieta de açúcar e água, os cromossomos politênicos podem permanecer como tal por um período muito mais longo do que quando sob dieta padrão. Através de microespectrofotometria mostrou-se que os núcleos tornam-se altamente endopoliplóides durante a ovogênese, atingindo o valor máximo de 2048 C, resultado de 10 ciclos de duplicação do DNA. Valores menores, a cada fase, foram obtidos nos núcleos distais, mostrando que há assincronia nos ciclos endorreplicativos das diferentes células tróficas do folículo. O volume ocupado pela cromatina corada aumenta cerca de 12 a 15 vezes durante o desenvolvimento. Os valores Feulgen-DNA bem como a área ocupada pelo corpo heterocromático não acompanham, proporcionalmente, o crescimento do restante da cromatina. As células epitelias do folículo mostraram tornarem-se também endopoliplóides, passando por até 4 ciclos de replicação, após o início da vitelogenese

Abstract: The nuclei of proximal nurse cells of the ovary of Chrysomya putoria in the different stages of ovarian development were examined in preparations submitted to the Feulgen reaction. The objective was to follow the chromatin/chromosomal alterations occurring during the development of those cells involved in the process of egg formation. The most marked alteration encountered was the organizatian of the chromatin in the form of typical polytene chromosomes. In this stage 6 chromosomes could be seen, in which, at a specific point in their process of compactation, the pattern of bands and interbands characteristic of dipteran polytene chromosomes, could be seen. After this stage the chromosomes became increasingly shorter until, when all were practically the same length, their constituent filaments began to separate and scatter throughout the nuclear space. From this point on, up to the end of development, the nucleus exhibited an interphasic appearance, presenting one strongly staining heterochromatic body. The euchromatic region of the X chromosome underwent premature decompactation as compared to the autosomes and to its own heterochromatic segment. If the adult female were maintained on a sugar and water diet, the polytene chromosomes would remain as such for a much longer period than when maintained on a standard diet. Microspectrophotometry showed that the nuclei became highly endopolyploidy during oogenesis, attaining a maximum value of 2048 C, resulting from 10 cycles of DNA duplication. At each stage, lower values were found in the distal nuclei, showing the existence of asynchrony in the endoreplicative cycles of the different nurse cells of the follicle. The volume occupied by the stained chromatin increased 12 or 15 times during development. Neither this Feulgen-DNA values nor the area occupied by the heterochromatic body proportionally followed the growth of the rest of the chromatin. The epithelial cells of the follicle also showed endopolyploidization, passing through up to 4 cycles of replication after the start of vitellogenesis
Subject: Mosca - Controle - Celulas
Mosca - Ovos - Desenvolvimento
Oogenese
Inseto - Ovo - Implantação
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1988
Appears in Collections:IB - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Avancini_RitaMariaPereira_D.pdf3.08 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.