Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/316834
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Expressão de proteinas de choque termico 70 (HSP70) nas celulas uNK de camundongos na gestação normal e sob estresse induzido pela lesão embrionaria
Title Alternative: Heat shock protein 70 (HSP70) expression in the mouse uNK cells in normal pregnancy and under stress induced by embryon injury
Author: Lima, Patricia Daniele Azevedo, 1984-
Advisor: Yamada, Aureo Tatsumi, 1957-
Abstract: Resumo: Durante a gestação em animais que possuem placentação hemocorial, a hipóxia no primeiro terço da prenhez é um dos fatores cruciais para indução da angiogênese e o adequado desenvolvimento da placenta. Contudo, esta hipóxia se contrapõe à intensa atividade das células que requerem elevado metabolismo, gerando um estresse fisiológico para estas células presentes na interface materno-fetal. Presume-se que estas células necessitem de mecanismos apropriados de citoproteção para sua sobrevida enquanto comprometidos ativamente no suporte funcional do útero gestante. Neste sentido, o presente trabalho teve como objetivo investigar a expressão e a distribuição da proteína de choque térmico 70 (HSP70) na interface materno-fetal durante a gestação normal em camundongos e a sua possível variação em condição de estresse adicional induzido experimentalmente através da lesão embrionária. Sítios de desenvolvimento embrionário/fetal de camundongos prenhes do dia de gestação (dg) 6 ao 17 e, após 30 minutos, 1, 6 e 12 h dos animais submetidos à lesão cirúrgida do embrião (LCE) no dg 9 foram coletados para: - processamento histotécnico convencional de embebição em parafina destinados às análises citoquímicas (lectina DBA e reação de TUNEL) e imunocitoquímicas (anti-HSP72/73, anti-PCNA); - embebição em resina Lowilcryl- K4M para imunocitoquímica ultraestrutural (anti-HSP72/73); - obtenção de homogenados teciduais destinados à SDS-PAGE das frações protéicas e Westernblot (anti-HSP72/73) e, - extração de RNA de homogenados teciduais e de células uNK isoladas para análise de transcritos (HSP72 e 73) com amplificação pelo RTPCR. As análises imunocitoquímicas demonstraram que as células uNK eram as únicas células que expressavam de forma constante as isoformas HSP72/73 ao longo da gestação, sendo confirmada a expressão dos transcritos gênicos das isoformas HSP72/73 nas células uNK isoladas pelo RT-PCR. A imunomicroscopia eletrônica detectou marcação conspícua nas mitocôndrias das células uNK. A análise quantitativa demonstrou que a lesão do embrião reduz o número de células uNK positivas para HSP72/73 e, o SDS/PAGE/Western-blotting identificou as isoformas HSP72 e 73 presente nos homogenados teciduais do útero com uma perceptível redução na intensidade da banda correspondente ao HSP73 nas amostras de pós-lesão, sem afetar significativamente a isoforma HSP72. As análises realizadas com a dupla marcação de TUNEL e PCNA demonstrarm redução de células uNK PCNA positivas no útero submetido a lesão embrionária e aumento de núcleos marcadas positivamente pelo TUNEL. Estes resultados demonstram de forma inédita a expressão de HSP72/73 nas células uNK, sendo inédita também a constatação em leucócitos, sugerindo um papel citoprotetor para estas células importantes na manutenção da gestação. A redução de células uNK HSP72/73 positivas no útero gestante desencadeada pela lesão embrionária, consubstancia a hipótese da atuação da HSP 72/73 como chaperona citoprotetora nas células uNK sendo crítica a atuação da isoforma HSP73 presente na mitocôndria através da regulação negativa das vias de morte celular por apoptose nas células uNK

Abstract: During the pregnancy of animals developing hemochorial placenta, the hypoxia in the first third of pregnancy is one of the crucial factor for induction of angiogenesis and adequate placental development. However, this hypoxia is contradictory to the great dynamism and metabolism of cells required in the pregnant uterus, conditioning a physiological stress for the cells present at the maternal-fetal interface. It is presumed these cells demand appropriate cytoprotective mechanism for their survival while are committed to actively support the pregnancy. In this way, the present work aimed to investigate the expression and distribution of the chapelone isoforms heat shock protein 72 and 73 (HSP72/73) at the maternal fetal-interface through the pregnancy in mice and its possible variations under additional stressing condition induced experimentally by embryo lesion. Embryo/fetus developing sites of pregnant mice from gestational days (gd) 6 to 17 and, after 30min, 1h and 6h of surgical embryo lesion (SEL) on gd 9 mice, were collected for: - conventional paraffin embedding for cytochemical (DBA lectin and TUNEL reaction) and immunocytochemical (anti-HSP72/73, anti-PCNA) analysis; - LR-white resin embedding for ultrastructural immunocytochemistry (anti- HSP72/73); - uterine tissue homogenates for SDS-PAGE of proteins fractions and Western-blot (anti-HSP7273) and; - RNA extratction form uterine tissue homogenates and isolated uNK cells for transcripts (HSP72 and 73) amplification by RT-PCR. The immunocytcchemical analysis showed the uNK cells as the only cell expressing constantly the HSP72/73 isoforms throughout the gestation, being confirmed the expression of both gene isoforms by RT-PCR in uNK cells. The immunoelectron microscopy detected conspicuous labeling in the mitochondria of uNK cells. The quantitative analysis demonstrated that embryo-lesion reduced the number of HSP72/73 positive uNK cells in the uterus and, SDS/PAGE and Westernblot identified the HSP72 and 73 isoforms present in the tissue homogenates with low reactive intensity of the band corresponding to HSP73 in the after-lesion samples, without affecting significantly the HSP72 isoform. The analysis of TUNEL and PCNA double labelling showed decreasing of PCNA positive-uNK cells in the uterus after embryo-lesion and increasing of TUNEL positive nuclei. These results confirms the expression of HSP72 and HSP73 isoforms in the uNK cells through the gestation and to date, this is also the first report showing HSP70 in leukocytes, suggesting a cytoptotective function to this cell while working actively as important cells supporting the pregnancy. The decreasing of HSP72/73 positive uNK cells in the pregnant uterus triggered by embryo lesion consubstantiate the hypothesis of HSP72/73 working as cytoprotective chaperone in the uNK cells, and the HSP73 isoform in the mitochondria seems to be critical on down-regulation of apoptotic cell depth pathway
Resumo: Durante a gestação em animais que possuem placentação hemocorial, a hipóxia no primeiro terço da prenhez é um dos fatores cruciais para indução da angiogênese e o adequado desenvolvimento da placenta. Contudo, esta hipóxia se contrapõe à intensa atividade das células que requerem elevado metabolismo, gerando um estresse fisiológico para estas células presentes na interface materno-fetal. Presume-se que estas células necessitem de mecanismos apropriados de citoproteção para sua sobrevida enquanto comprometidos ativamente no suporte funcional do útero gestante. Neste sentido, o presente trabalho teve como objetivo investigar a expressão e a distribuição da proteína de choque térmico 70 (HSP70) na interface materno-fetal durante a gestação normal em camundongos e a sua possível variação em condição de estresse adicional induzido experimentalmente através da lesão embrionária. Sítios de desenvolvimento embrionário/fetal de camundongos prenhes do dia de gestação (dg) 6 ao 17 e, após 30 minutos, 1, 6 e 12 h dos animais submetidos à lesão cirúrgida do embrião (LCE) no dg 9 foram coletados para: - processamento histotécnico convencional de embebição em parafina destinados às análises citoquímicas (lectina DBA e reação de TUNEL) e imunocitoquímicas (anti-HSP72/73, anti-PCNA); - embebição em resina Lowilcryl- K4M para imunocitoquímica ultraestrutural (anti-HSP72/73); - obtenção de homogenados teciduais destinados à SDS-PAGE das frações protéicas e Westernblot (anti-HSP72/73) e, - extração de RNA de homogenados teciduais e de células uNK isoladas para análise de transcritos (HSP72 e 73) com amplificação pelo RTPCR. As análises imunocitoquímicas demonstraram que as células uNK eram as únicas células que expressavam de forma constante as isoformas HSP72/73 ao longo da gestação, sendo confirmada a expressão dos transcritos gênicos das isoformas HSP72/73 nas células uNK isoladas pelo RT-PCR. A imunomicroscopia eletrônica detectou marcação conspícua nas mitocôndrias das células uNK. A análise quantitativa demonstrou que a lesão do embrião reduz o número de células uNK positivas para HSP72/73 e, o SDS/PAGE/Western-blotting identificou as isoformas HSP72 e 73 presente nos homogenados teciduais do útero com uma perceptível redução na intensidade da banda correspondente ao HSP73 nas amostras de pós-lesão, sem afetar significativamente a isoforma HSP72. As análises realizadas com a dupla marcação de TUNEL e PCNA demonstrarm redução de células uNK PCNA positivas no útero submetido a lesão embrionária e aumento de núcleos marcadas positivamente pelo TUNEL. Estes resultados demonstram de forma inédita a expressão de HSP72/73 nas células uNK, sendo inédita também a constatação em leucócitos, sugerindo um papel citoprotetor para estas células importantes na manutenção da gestação. A redução de células uNK HSP72/73 positivas no útero gestante desencadeada pela lesão embrionária, consubstancia a hipótese da atuação da HSP 72/73 como chaperona citoprotetora nas células uNK sendo crítica a atuação da isoforma HSP73 presente na mitocôndria através da regulação negativa das vias de morte celular por apoptose nas células uNK

Abstract: During the pregnancy of animals developing hemochorial placenta, the hypoxia in the first third of pregnancy is one of the crucial factor for induction of angiogenesis and adequate placental development. However, this hypoxia is contradictory to the great dynamism and metabolism of cells required in the pregnant uterus, conditioning a physiological stress for the cells present at the maternal-fetal interface. It is presumed these cells demand appropriate cytoprotective mechanism for their survival while are committed to actively support the pregnancy. In this way, the present work aimed to investigate the expression and distribution of the chapelone isoforms heat shock protein 72 and 73 (HSP72/73) at the maternal fetal-interface through the pregnancy in mice and its possible variations under additional stressing condition induced experimentally by embryo lesion. Embryo/fetus developing sites of pregnant mice from gestational days (gd) 6 to 17 and, after 30min, 1h and 6h of surgical embryo lesion (SEL) on gd 9 mice, were collected for: - conventional paraffin embedding for cytochemical (DBA lectin and TUNEL reaction) and immunocytochemical (anti-HSP72/73, anti-PCNA) analysis; - LR-white resin embedding for ultrastructural immunocytochemistry (anti- HSP72/73); - uterine tissue homogenates for SDS-PAGE of proteins fractions and Western-blot (anti-HSP7273) and; - RNA extratction form uterine tissue homogenates and isolated uNK cells for transcripts (HSP72 and 73) amplification by RT-PCR. The immunocytcchemical analysis showed the uNK cells as the only cell expressing constantly the HSP72/73 isoforms throughout the gestation, being confirmed the expression of both gene isoforms by RT-PCR in uNK cells. The immunoelectron microscopy detected conspicuous labeling in the mitochondria of uNK cells. The quantitative analysis demonstrated that embryo-lesion reduced the number of HSP72/73 positive uNK cells in the uterus and, SDS/PAGE and Westernblot identified the HSP72 and 73 isoforms present in the tissue homogenates with low reactive intensity of the band corresponding to HSP73 in the after-lesion samples, without affecting significantly the HSP72 isoform. The analysis of TUNEL and PCNA double labelling showed decreasing of PCNA positive-uNK cells in the uterus after embryo-lesion and increasing of TUNEL positive nuclei. These results confirms the expression of HSP72 and HSP73 isoforms in the uNK cells through the gestation and to date, this is also the first report showing HSP70 in leukocytes, suggesting a cytoptotective function to this cell while working actively as important cells supporting the pregnancy. The decreasing of HSP72/73 positive uNK cells in the pregnant uterus triggered by embryo lesion consubstantiate the hypothesis of HSP72/73 working as cytoprotective chaperone in the uNK cells, and the HSP73 isoform in the mitochondria seems to be critical on down-regulation of apoptotic cell depth pathway
Subject: Prenhez
Proteínas de choque térmico HSP70
Estresse
Células matadoras naturais
Útero
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: LIMA, Patricia Daniele Azevedo. Expressão de proteinas de choque termico 70 (HSP70) nas celulas uNK de camundongos na gestação normal e sob estresse induzido pela lesão embrionaria. 2008. 87p. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/316834>. Acesso em: 10 ago. 2018.
Date Issue: 2008
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Lima_PatriciaDanieleAzevedo_M.pdf1.96 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.