Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/316816
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Avaliação da resistencia genetica de Coffea SPPa Perileucoptera coffeella (Guerin-meneville, 1842) (Lepidoptera-lyonetudae)
Author: Guerreiro Filho, Oliveiro
Advisor: Medina Filho, Herculano Penna
Filho, Herculano Penna Medina
Abstract: Resumo: Desenvolveu-se um método de avaliação da resistência apresentada por diversos genótipos de Coffea spp à Perileucoptera coffeella através da exposição de discos de folhas a insetos. 2 Discos de 3,14 cm são mantidos em caixas plásticas sobre espuma plástica umedecida encobertas com vidro por onde incide luz artificial. As caixas no laboratório são mantidas a temperatura de 22+- 2 º C e fotoperíodo de 12 horas. Em caixas de 144 discos uma distribuição uniforme da infestação é obtida com uma população de insetos oriunda de 150 crisálidas. Observou-se em laboratório que não houve preferência do inseto pelo par de folhas amostrado. Ao contrário, a nível de campo o primeiro e segundo pares foram menos atacados. A nervura central não exerceu influência no desenvolvimento das lesões. Parcelas formadas por discos com ou sem nervura central foram igualmente destruídas. Verificou-se que as espécies C. stenophylla, C. salvatrix, C. liberica e C. brevipes são extremamente resistentes ao inseto. Essa reação foi observada tanto em testes de livre escolha como em testes onde os insetos foram confinados sobre cada genótipo, portanto, sem chance de escolha. Nessas espécies as lesões pouco ou nada se desenvolvem. Segundo os parâmetros nota visual, discos lesionados por parcela, área foliar danificada e consumo de uma lagarta, as espécies C. stenophylla, C. salvatrix, C. brevipes e C. liberica foram classificadas como muito resistentes; c kapakata, C.eugenioides, C. racemosa e C. dewevrei, foram classificadas como resistentes C. canephora e C. congensis como suscetíveis e os cultivares Catuai e Mundo Novo de C. arabica como suscetíveis ou muito suscetíveis. Derivado da hibridação interespecifica entre C. arabica e C. racemosa o cafeeiro Cl195-5-6-2 mostrou-se altamente resistente tanto em laboratório como a nível de campo. Essa resistência do cafeeiro C1195-5-6-2 pode ser observada em alguns representantes oriundos de cruzamentos dessa planta com indivíduos suscetíveis, indicando a transferência dessa característica a gerações segregantes. Nas gerações F1, F2 e RC1 observou-se haver segregação para resistência nos descendentes do C1195-5-6-2, em proporções compatíveis com a hipótese de herança simples dominante para resistência. A confiabilidade do método de laboratório desenvolvido, evidenciada pela correlação com dados de campo, associada às grandes vantagens da sua utilização, sugerem o seu emprego rotineiro em programas de melhoramento para resistência ao bicho mineiro. E sugerida uma estratégia prática para a seleção em populações segregantes

Abstract: A leaf disk method was developed to evaluate resistance of Coffea germplasm to coffee leaf miner (Perileucoptera coffeella) described as follows: leaf discs 3,14 cm diameter are kept on moist sponge inside plastic boxes closed with a glass lid. The boxes are maintained under artificial light at 22 +- 2ºC with photoperiod of 12 hours. Each box fits 144 leaf discs. Uniform disk infestation is obtained by the introduction of 150 pupes. Contrarily to the field conditions, where the first and second leaf pairs are the least infested, it was not observed insect preference for any leaf pair, in the laboratory. Presence of mid rib in the discs not influence lesion development. According to subjective visual ratings, number of discs with lesions, damaged foliar area and caterpillar consumption, c. stenophylla, c. salvatrix, C. liberica and C. brevipes can be considered as extremely resistant to the insect, with small or no lesions at alI. C. Kapakata, C. eugenioides, C. racemosa and C. devewrei can be classified as resistant, C. canephora and C.congenesis as susceptible and C arabica cv's Catuai and Mundo Novo as susceptible or very susceptible. Both in field or lab conditions, the C. racemosa x C. arabica derivate C1195-5-6-2 showed high resistance. The genetic resistance of this plant was expressed in F1, F2 and BC1 generations of crosses with susceptible cultivars. In these generations, segregation occurred in ratios compatible with the hypotesis of resistance being inherited as single dominant trait. The reliability of the devised lab method evidenced by high correlations with field tests in addition to its advantages, claim for- its routine use as a screening method in breeding programs. A practical strategy for evaluation of large segregant populations is also suggested.
Subject: Cafe - Doenças e pragas
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: GUERREIRO FILHO, Oliveiro. Avaliação da resistencia genetica de Coffea SPPa Perileucoptera coffeella (Guerin-meneville, 1842) (Lepidoptera-lyonetudae). 1989. 120f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, [SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/316816>. Acesso em: 15 jul. 2018.
Date Issue: 1989
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
GuerreiroFilho_Oliveiro_M.pdf4.41 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.