Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/316748
Type: TESE
Title: Efeito de lesões no complexo hipocampal na resposta imune primaria de ratos
Author: Catalan, Ana Lucia Erbolato
Advisor: Fernandes, Gilberto da Assunção, 1938-
Fernandes, Gilberto D'Assunção
Abstract: Resumo: Este trabalho teve por objetivo investigar a importância do complexo hipocampal na resposta imune primária de ratos. Os resultados obtidos na sequência experimental descrita permitem as seguintes conclusões: 1. Durante a resposta imune primária de ratos, frente um antígeno particulado T-dependente, ocorrem mudanças hormonais significativas, caracterizadas pelos aumentos de corticosterona e tiroxina circulantes. Estas modificações podem ter como finalidade a regulação, por um mecanismo de retroalimentação, da duração e, possivelmente, até da amplitude da resposta imune. 2. A ablação cirúrgica das glândulas adrenais causou profundas alterações no curso da resposta lmune, ou seja, a ausência de corticosterona circulante causou um aumento de IgM-PFC anti-hemácias de carneiro 30 e 40 dias após adrenalectomia. Além disso, foram observadas mudanças em outros eixos hormonais (tiroxina e possivelmente hormônios adeno-hipofisários), que podem ter a finalidade de manter a homeostasia do animal, quebrada pela ausência destas glândulas e pela introdução de um antígeno no organismo. Os animais submetidos a sham-cirurgia tiveram resposta imune semelhante aos normais, embora tenhamos observado alterações na celular idade do baço, níveis de tiroxina e pesos de glândulas, possivelmente devido ao estresse cirúrgico. Entretanto, os níveis de 82 corticosterona se mantiveram normal.S, o que nos permitiu utilizar este grupo como controle dos grupos lesados. 4. o complexo hipocampal demonstrou ter profunda influência na neuroimunomodulação da função de linfócitos esplênicos, embora cada estrutura que o compõe contribua de forma diferente. Ratos com lesão de fímbria hipocampal tiveram sua resposta imune suprimida, possivelmente devido a fatores como opíóides endógenos ou sistema neurovegetativo simpático parassimpático, já que os níveis de corticosterona e tiroxina se mantiveram semelhantes ao controle. Aqueles com lesão mista, atingindo parte do hipocampo (porções CA2 e CA3) e parte da fímbria hipocampal, apresentaram aumento da resposta imune corno efeito resultante da diminuição de corticosterona e aumento de tiroxina Já aqueles com lesão parcial de hipocampo (porção CAI) não apresentaram alterações significativas nos parâmetros fisiológicos observados. 5. Embora a adrenalectomia altere a resposta imune primária de ratos, ela reverteu parcialmente a diminuição da resposta observada em ratos com lesão de fímbria hipocampal e o aumento em ratos com lesão mista, demonstrando que parte dos efeitos que as lesões causaram na resposta imune foi devido a hormõnios oriundos das glândulas adrenais. Os resultados obtidos, analisados em conjunto, coincidem com estudos descritos na literatura sobre a comunicação bidirecional entre os sistemas imune e neuroendócrino e com a existência de estruturas extrahipotalâmicas que interferem nesta rede de interações. Portanto, podemos concluir que as diferentes regiões dentro do complexo hipocampal têm diversos graus de importância na neuroimunomodulação. Os efeitos desta interação mostraram ser, pelo menos em parte, mediados por hormõnios provenientes das glândulas adrenais, não descartando, no entanto, a influência de outros eixos glandulares, assim como a do sistema nervoso simpático

Abstract: Not informed.
Subject: Rato - Imunologia
Sistema imune
Imunologia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1990
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Catalan_AnaLuciaErbolato_M.pdf3.3 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.