Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/316666
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Analise da influencia do diabetes tipo I induzido na progressão da doença periodontal experimental em ratos
Title Alternative: Analysis of the influence of diabetes type I induced in the progression of experimental periodontal disease in rats
Author: Silva, Juliete Aparecida Francisco da
Advisor: Stach-Machado, Dagmar Ruth, 1951-
Abstract: Resumo: A doença periodontal é caracterizada como um grupo de lesões que afetam os tecidos que rodeiam e suportam os dentes nos seus alvéolos. A placa bacteriana é seu agente etiológico principal, todavia inúmeras evidências sugerem que a doença periodontal não está simplesmente associada à colonização da cavidade oral por microrganismos patogênicos, mas à susceptibilidade ou resistência do hospedeiro, uma vez que, dependendo da resposta imune mediada a estes microrganismos poderá resultar ou não na destruição do tecido periodontal. Nos tecidos periodontais saudáveis, há um delicado equilíbrio entre os microrganismos encontrados na placa e a resposta do hospedeiro. Embora a resposta seja essencialmente protetora é influenciada por diversos fatores que podem gerar uma resposta imune exacerbada e deste modo, contribui para o agravamento das lesões e cronificação da doença periodontal. Entre os fatores de risco está o Diabetes Mellitus, caracterizado pela ineficiência na produção ou utilização inadequada de insulina pelo organismo, afetando o metabolismo de proteínas, carboidratos e gordura, resultando em severas desordens metabólicas. O objetivo inicial deste trabalho foi estudar o desenvolvimento da doença periodontal experimental em ratos sob influência do diabetes induzido por estreptozotocina (STZ), caracterizando as alterações morfológicas encontradas no tecido epitelial e conjuntivo, uma vez que, indivíduos diabéticos apresentam um retardo na capacidade de cicatrização. Os resultados obtidos confirmaram que os animais diabéticos tiveram cronificação da resposta inflamatória com aumento de células inflamatórias no tecido do periodonto, degradação maior e mais rápida de fibras colágenas, que levou ao acúmulo de fibras colágenas densas, aumentou aparentemente a quantidade de fibroblastos, aumentou a degradação de fibras reticulares que sustentam a membrana da basal, houve involução das papilas dérmicas e aumento da camada córnea. Uma vez que, nos animais diabéticos o processo fibrótico foi mais acentuado com o avanço da inflamação afetando a organização estrutural do tecido epitelial e conjuntivo, provavelmente devido ao aumento da degradação da matriz extracelular. Deste modo, efetuamos a avaliação das MMP2 e 9, também denominadas gelatinases, as quais entre outras atividades biológicas atuam na degradação proteolítica da matriz extracelular. Os resultados obtidos na quantificação da atividade enzimática das MMPs por zimografia mostrou que,a expressão das isoformas de MMP 2 foram significativamente menores nos animais diabéticos quando comparados aos animais normais durante todo decorrer do tempo experimental. Todavia, a atividade enzimática da MMP9 foi maior nos animais diabéticos. Estes dados foram confirmados pela imunofluorescência, uma vez que a MMP2 em animais normais foi expressa em vários tipos celulares como as células basais do epitélio, endotélio dos vasos, no tecido conjuntivo e algumas regiões entre fibras musculares. Todavia, em animais diabéticos sua expressão esteve mais limitada às células do epitélio e do tecido conjuntivo. Enquanto que, a expressão da MMP9 é mais evidente nos animais diabéticos. Entretanto, a análise da expressão da MMP2 por PCR quantitativo mostrou não haver diferença significativa entre os animais diabéticos e normais, todavia a expressão gênica da MMP9 apresentou expressão inversamente proporcional. Nos animais normais a sua expressão foi mínima na ausência do estimulo inflamatório e apresentou aumento no decorrer dos tempos experimentais. No animal diabético ocorreu o contrário, uma vez que, na ausência do estimulo inflamatório o nível de expressão da MMP9 foi elevado e durante a resposta inflamatória houve diminuição significativa da sua expressão. Estes dados sugerem que as MMP2 e MMP9 podem estar envolvidas na dinâmica da resposta do tecido periodontal atuando na degradação da matriz extracelular e resultam em diferentes padrões de fibrose nos animais normais e diabéticos

Abstract: The periodontal disease is characterized as a group of lesions that affect the tissues which surround and support the teeth in their correct places. The bacterial plaque is the major ethiological agent, and most evidences suggest the periodontal disease is not simply associated with oral cavity colonization by pathogenic microorganisms, but to host susceptibility or resistance to the disease, once that, the destruction of periodontal tissue can occur depending on the immune response activated by these microorganisms. In health periodontal tissues there is a slightly equilibrium between bacterial plaque microorganisms and host response. Although the immune response is essentially protective, ir s influenced by some factors which can develop an exacerbated immune response, and in this way, contributing to appearance of worse lesions and a periodontal disease more severe. The Diabetes Mellitus is one of many risk factors and is characterized by inefficient production of insulin or its inadequate utilization by the individual, affecting the protein, carbohydrate and lipids metabolisms, resulting in severe metabolic disorders. The aim of this project was to study the development of experimental periodontal disease in rats under influence of diabetes induced by streptozotocin (STZ), characterizing the morphological changes found in epithelial and connective tissues, considering that patients affected by this disease shows a delay in the healing capacities. Our results confirmed that the diabetic animaIs presented a chronic inflammatory response with an increase of inflammatory cells in the periodontal tissues, and higher and faster collagen fibers degradation occurred, causing their accumulation. Moreover, the amount of fibroblasts raised, the reticulin fibers that support the basal membrane were more destroyed, and finally there was an involution in dermic papillas and a comium layer thicker. In the diabetic animaIs, the fibrosis was more emphasized with the inflammation progression, affecting the structural organization of epithelial and connective tissues, probably due to the increase in extracellular matrix degradation. In this way, we evaluated the MMP 2 and 9, called gelatinases, which has a proteolytic activity in the extracellular matrix. The MMPs enzymatic activity quantification by zymography showed that, the MMP2 isoform expressions was significantly lower in diabetic animaIs when compared to controls, during alI the experimental time. However, the MMP9 enzymatic activity was higher in diabetic animaIs. These data were confirmed by immunoflorescence, because MMP2 in controls was expressed in more than one cellular type such as basal epithelial cells, endothelium cells, Cl»)J)ecÚve tjssues and some regions between musc1e fibers. Otherwise, in diabetic animaIs, its expression was limited to epithelial cells and connective tissue. The MMP2 expression in quantitative PCR showed no significant differences between diabetic and control animaIs, while MMP9 presented a genic expression inversely proportional. In controls, the MMP9 expression was minimal in lack of inflammatory stimulation and showed an increase during the experimental time. Otherwise, in the diabetic animaIs the MMP9 expression was higher, and during the inflammatory response, its expression decreased. These data suggest that MMP2 and MMP9 can be involved in dynamics of periodontal tissue response, acting in the extracellular matrix and resulting in different pattems of fibrosis in control and diabetic animaIs
Subject: Diabetes Mellitus
Doenças periodontais
Metaloproteinase 2 da matriz
Metaloproteinase 9 da matriz
Fibrose
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2006
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Silva_JulieteAparecidaFranciscoda_M.pdf1.88 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.