Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/316665
Type: TESE
Title: Modificações teciduais e expressão de metalproteinases de matriz e do inibidor Reck na progressão da doença periodontal induzida em ratos
Title Alternative: Tissue modifications and expression of matrix metalloproteinases and the inhibitor Reck in the progression of periodontal disease induced in rats
Author: Lorencini, Márcio, 1981-
Advisor: Stach-Machado, Dagmar Ruth, 1951-
Abstract: Resumo: A doença periodontal é a patologia crônica de maior incidência na dentição humana. A placa bacteriana é seu agente etiológico principal, embora uma resposta imune exacerbada seja apontada como fator preponderante para o agravamento das lesões. Já nos primeiros estágios da doença é possível notar uma grande degradação da matriz extracelular local, principalmente de fibras colágenas. Dessa forma, o envolvimento das metaloproteinases de matriz (MMPs), uma família de enzimas com atividade dependente de íons metálicos que degradam proteínas estruturais da matriz extracelular, tem sido amplamente estudado nesta patologia. Baseado nestas evidências, o objetivo deste projeto foi caracterizar as principais modificações teciduais associadas ao modelo de doença periodontal induzida em ratos com ligaduras durante três, cinco ou sete dias. Foi analisada a microbiota associada à progressão inicial da doença, a disposição de fibras colagênicas e reticulares no tecido gengival e o perfil de células inflamatórias migrantes. Também foi avaliada a expressão e atividade enzimática de MMP-2 e -9, além da expressão gênica de MMP-2, -7, -9 e -14, e do inibidor RECK. A indução da doença com ligaduras pennitiu a formação de placa bacteriana caracterizada pela substituição de microorganismos Oram-positivos por Oram-negativos. O tecido gengival apresentou uma diminuição na área ocupada por fibras colagênicas, com a deposição de fibras mais espessas, características de um processo inicial de fibrose, aos sete dias de indução da resposta inflamatória. Não foram observadas alterações na disposição de fibras reticulares próximas à membrana basal do epitélio. Aos três e cinco dias de inflamação, respectivamente, foram observados picos de migração de neutrófilos e macrófagos. A MMP-2 apresentou um aumento crescente na atividade enzimática e expressão gênica até os sete dias de inflamação induzida, com a marcação de células epiteliais e fibroblastos na imunohistoquímica. A MMP-9 apresentou um pico na atividade enzimática aos três dias e um pico na expressão gênica aos cinco dias de inflamação, com a marcação imunohistoquímica de células epiteliais, fibroblastos e células inflamatórias migrantes para o sítio gengiva!. As MMPs-7 e -14, assim como o inibidor RECK, não apresentaram mudanças significativas em suas expressões gênicas. Os amplificados derivados de RT-PCR para MMP-7 apresentaram um fragmento correspondente a um íntron, indicando um possível mecanismo de regulação relacionado ao processamento do RNA mensageiro. Podemos concluir que o modelo de doença periodontal induzida por ligadura em ratos apresentou uma dinâmica bastante similar aos resultados já descritos para a evolução da doença no homem. A degradação de matriz extracelular observada foi coerente com o aumento na expressão e atividade enzimática de MMP-2 e -9, sugerindo que estas enzimas estejam relacionadas a este processo. Os resultados obtidos para a MMP-2 sugerem uma produção vinculada predominantemente a células próprias do tecido afetado pelo processo inflamatório. A MMP-9, no entanto, parece ter um aumento diretamente relacionado com a chegada de células inflamatórias no sítio gengival. Nossos estudos foram realizados com o intuito de elucidar os mecanismos moleculares da doença periodontal, buscando encontrar caminhos para o desenvolvimento de aplicações de potencial utilização diagnóstica ou terapêutica

Abstract: Periodontal disease is the major chronic disease affecting the human dentition. Bacteri plaque is its main etiological factor, although an exacerbated immune response is point< preponderant factor to the aggravation of the lesions. In the early stages of disease there is a gre degradation of the local extracellular matrix, mainly of the collagen fibers. That way, ti involvement of matrix metalloproteinases (MMPs), a family of enzymes with activity dependir on metallic ions that can degrade structural proteins of the extracelular matrix, it has been studit thoroughly in this pathology. Based on these evidences, the aim of this project was characterize the main tissue modifications associated to the model of periodontal disease induc~ in rats with ligatures during three, five or seven days. It was analyzed the microbiota associat~ to the initial development of the disease, the arrangement of collagen and reticulin fibers in ti gingival tissue and the migration of inflammatory cells. It was also evaluated the expression ar enzymatic activity ofMMP-2 and -9, besides the gene expression ofMMP-2, -7, -9 and -14, ar of the RECK inhibitor. The induction of disease using ligatures allowed the formation I bacterial plaque, characterized by substitution of Gram-positive for Gram-negati1 microorganisms. The gingival tis sue presented a decrease in the area occupied by collagen fibel with the formation of thicker fibers at seven days on induction of inflammatory response, usual found in fibrosis processes. Alterations were not observed for the organization of reticulin fibe elose to the basement membrane of the epithelium. To the three and five days of inflammatio respectively, peaks of neutrophils and macrophages migration were observed. MMP-2 present~ an increase in the enzymatic activity and gene expression until the seven days of induc~ inflammation, with the demarcation of epithelial cells and fibroblasts by immunohistochemistr MMP-9 presented a peak of enzymatic activity at the third day of inflammation and a peak I gene expression at the fifth day, with the demarcation of epithelial cells, fibroblasts ar migrating inflammatory cells to the gingival area. MMP-7 and -14, as well as the inhibitl RECK, did not present significant changes in their gene expressions. The amplified from R.' PCR for MMP-7 presented a fragment corresponding to an intron, indicating a possib regulation mechanism related to an altemative splicing of mRNA. The degradation ( extracellular matrix was coherent with the increased gene expression and enzymatic activity I MMP-2 and -9, suggesting that these enzymes are related to this processo The results for MMI suggest that its production may be related to the resident cells grom gingival tissue. In the otl hand MMP-9 may be produced by migrating inflammatory cells. We conclude that t periodontal disease model showed similar dynamics to the human disease described I 1 literature, and it could be an important tool to understand the molecular events associated w the pathology and to support the development of diagnostic or therapeutic applications
Subject: Doenças periodontais
Gengivite
Reck
Metaloproteases
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2006
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Lorencini_Marcio_M.pdf2.21 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.