Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/316648
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Germinação conidial em Metarhizium anisopliae (Metsch.) Sorokin
Author: Matos, Admir Josafa Arrais de
Advisor: Messias, Claudio Luiz, 1947-
Abstract: Resumo: Estudou-se a germinação e alguns aspectos da morfologia e fisiologia de Metarhizium anisopliae (METSCH.) SOROKIN, utilizando-se meios de cultura de diversas composições e também substâncias inibidoras de diversas naturezas. Observou-se a formação e o crescimento de tubos germinativos em conidios de linhagens selvagens, mutantes e diplóides. Verificou-se nos estudos iniciais que quando os conidios de M.anisopliae produzidos em meio mínimo, em culturas de superfície, eram expostos a ambiente ventilado, perdiam cerca de 50% de seu peso, pela evaporação da água em 6 horas. Verificou-se também que quando conídios produzidos de igual modo eram inoculados em meio completo líquido aumentavam seu volume em mais de 6 horas.Os estudos subsequentes mostraram que em 12 horas de incubação, mais de 85% de conídios germinaram nos vários meios testados, tanto sólidos como liquidas. Este tempo pode ser considerado como o tempo mínimo de germinação (TGm), para a variedade anisopliae. Os estudos também sugeriram que em meio liquido e à temperatura ambiente, uma concentração de 10_ conidios/ml, parece ser em algumas situações a mais indicada. Houve variabilidade quanto ao número de tubos germinativos em conídios de M.anisopliae num determinado tempo. A germinação e o crescimento de tubos germinativos podem ser representados por um modelo exponencial. Considerando também os vários meios de cultura testados, o meio mínimo + extrato de levedura se mostrou um meio basal para a germinação de conidios e crescimento de co1ônias. Foram ensaiadas várias substâncias inibidoras da germinação de conídios como, glicerol, polietilenoglicol, benzeno, clorofórmio, m-cresol, álcool éter + alquil-sulfato de sódio e cicloheximida, cujos efeitos permitiram em muitos casos um maior sincronismo na germinação. Algumas destas substancias além de osmoreguladoras, também produziram efeitos morfogênicos, aumentando o número de tubos germinativos dentro de um determinado tempo. Com m-cresol, o efeito morfogênico foi mais duradouro. Os mutantes da 1inhagem E9 não diferiram no modo de germinação quando comparados com a linhagem selvagem de origem, o mesmo não acontecendo com os mutantes de F84. A germinação de conídios dos diplóides, revelou cada um deles germinando de maneira diferente. O trabalho permitiu concluir que a germinação de conídios é um processo extremamente complexo, que segue um programa genético, o qual se expressa no tempo e no espaço e influenciado por diversos fatores ambientais

Abstract: Were studied on the germination of the Metarhizium anisopliae (METSCH) SOROKIN, and several aspects the morphology and physiology, utilizing culture media of various compositions and also inhibiting substances of various natures. The formation and growth of germinative tubes were observed in conidia of wild strains, mutant and diploid. The initial studies showed that when conidia the M.anisopliae produced in a minimum medium, in superficial cultures, were exposed to a ventilated environment they would loose 50% of their weight, by water evaporation in 6 hours. It was noticed also that when conidia produced in an equal manner were inoculated in a complete liquid medium they would increase their volume to more than 50% in 6 hours.The subsequent studies showed that in 12 hours of incubation more than 85% of the conidia germinated in the various tested media, such as for solids, as for liquids. This length can be considered as the minimum time for germination (TGm), for the anisopliae variety. The studies also suggested that in a liquid medium at the environmental temperature, a concentration of 10_ conidia/ml, it seems to be in some situations the most indicated. There was variability as to the number of germinative tubes in M.anisopliae conidia in a determined period of time. The germination and growth of germitiative tubes can be represented by an exponential model. Considering also the various tested culture media, the minimum + yeast extract demonstrated to be a basal medium for germination of conidia and growth of colonies. Various inhibiting substances of the conidia germination were tested, as glycerol, poliethileneglycol, benzene, chloroform, m-cresol, alcohol ether + alquil-sulphate of sodium and cicloheximide, being that the effects served in many cases to increase synchronism in germination. Some of these substances, besides being osmoregulators, also produced morphogenic effects, increasing the number of germinative tubes within a certain period of time. With m-cresol the morphogenic effect lasted longer.The mutants of strain E9 did not differ in the germination manner when compared to a wild origen, the same did not occur with the mutants F84. The germination of diploids conidia showed each of them germinating in a different manner. It was concluded by the study that the germination of the conidia is an extremely complex process, following a genetic program, which express in time and space and it is influenced by several environmental factors
Subject: Fungos - Reprodução
Fungos na agricultura
Germinação
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: MATOS, Admir Josafa Arrais de. Germinação conidial em Metarhizium anisopliae (Metsch.) Sorokin. 1988. 217f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/316648>. Acesso em: 16 jul. 2018.
Date Issue: 1988
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Matos_AdmirJosafaArraisde_D.pdf6.03 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.