Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/316355
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Comunidade de mamiferos de medio e grande porte em fragmentos de mata semidecidual da APA municipal de Campinas, SP
Title Alternative: The community of medium and large mammals in fragments of Atlantic Forest in the environmental protected area of Campinas, São Paulo state
Author: Castilho, Camila Paula de, 1982-
Advisor: Setz, Eleonore Zulnara Freire, 1953-
Abstract: Resumo: No presente estudo avaliei a comunidade de mamíferos de médio e grande porte em 13 fragmentos pequenos (1 a 12 ha) e um fragmento controle (220 ha) da Área de Proteção Ambiental de Campinas, estado de São Paulo. A comunidade foi estudada através de parcelas de areia iscadas com dois tipos de iscas odoríferas (Pro's Choice e Canine Call) ao longo das quatro estações do ano, durante o período de julho de 2007 a junho de 2009. O esforço variou de 15 a 170 parcelas-noite entre os fragmentos, com um esforço total de 665 parcelas-noite para o conjunto de fragmentos. A comunidade foi composta por 20 espécies, variando de uma a sete espécies por fragmento e 11 no controle, sendo a maioria espécies generalistas e oportunistas, incluindo três espécies exóticas: o cachorro-doméstico (Canis lupus familiaris), a lebre européia (Lepus europaeus) e o ratão-do-banhado (Myocastor coypus). A riqueza da comunidade não esteve relacionada com a área dos fragmentos (rs = 0,083; p>0,05). A análise de similaridade também não evidenciou nenhum padrão na composição entre os fragmentos. Grandes carnívoros predadores de topo não foram verificados no interior dos fragmentos através das parcelas de areia, sendo a jaguatirica (Leopardus pardalis) o maior carnívoro registrado. No entanto, a riqueza registrada para o conjunto dos fragmentos foi superior em relação a outros fragmentos florestais maiores em tamanho e número em outras regiões do estado de São Paulo. A análise de abundância e de freqüência de ocorrência revelou o domínio da comunidade por três espécies mesopredadoras, o gambá (Didelphis sp), o cachorrodoméstico e o cachorro-do-mato (Cerdocyon thous) e uma presa, o tatu-galinha (Dasypus novemcinctus). Esse predomínio aparentemente parece estar relacionado à ausência de grandes predadores de topo, devido à liberação dessas espécies do controle demográfico imposto por esses últimos, bem como à plasticidade comportamental dessas espécies. Na ausência de predadores, essas espécies estiveram negativamente correlacionadas às áreas dos fragmentos, exceto o gambá. Em conclusão, a comunidade da APA de Campinas demonstrou-se simplificada e dominada por espécies generalistas. Os últimos remanescentes da região representam os últimos refúgios para a comunidade de médios e grandes mamíferos

Abstract: I evaluated the medium and large mammal community in 13 small fragments (1 to 12ha) and a control (220ha) in the Environmental Protected Area of Campinas, São Paulo state. The community was sampled using baited track stations (Pro's Choice and Canine Call bait) over a year (once each quarter) from July 2007 to June 2009, giving 15 to 170 track-station nights among the fragments and 665 track-station nights for all the remnants. Twenty species were recorded, varying from one to ten species per fragment, and eleven in the control. Most species was generalist and opportunist. Three exotic species (domestic dog, Canis lupus familiaris; European hare, Lepus europaeus; and nutria, Myocastor coypus) were among those recorded. No correlation between richness and fragment size was found (rs = 0,083; p> 0,05). No pattern in similarity was found among them. Although the smaller fragments had fewer species than the control, the species were often distinct. Large carnivores, top predators, were not sampled in the fragments interior by the track-stations and ocelot was the biggest carnivore registered. Opossums, domestic dog, nine-banded armadillo and crab-eating fox were the most abundant and frequent species in the community. As expected, the generalist species (except opossums) were negatively correlated with fragment area. Interactions between predator-prey and competitor abundances among those species were not detected. In conclusion, the mammal community was simplified and dominated by a few generalist species. The fragments seem representative of the last refuges to the community of the medium and large mammals
Subject: Mamífero
Fragmentação florestal
Iscas odoriferas
Mata Atlântica
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2010
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Castilho_CamilaPaulade_M.pdf1.09 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.