Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/316336
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Estrutura da comunidade de poliquetos da zona entremares da região de Araça, São Sebastião (SP)
Author: Lopes, Priscila Paixão
Advisor: Amaral, Antonia Cecília Zacagnini, 1948-
Abstract: Resumo: O estudo de comunidades visa verificar a ocorrência de padrões de organização entre as espécies encontradas e a determinação dos fatores abióticos mais importantes na estruturação desses padrões. Em ambientes entremarés processos abióticos são freqüentemente julgados como os principais controladores da comunidade, entretanto interações entre espécies são importantes na determinação de processos de recuperação de comunidades de sedimentos perturbados. Os poliquetos são comumente referidos como indicadores de perturbação e seus padrões de dominância distribuição de abundâncias de espécies e estrutura trófica são utilizados para avaliar a recuperação de comunidades de sedimentos não consolidados. A região entremarés do Araçá sofreu alterações quando um canal começou a ser escavado em maio de 1989, para instalação de um emissário submarino. As alterações nas condições sedimentológicas e hidrodinâmicas provocaram mudanças na comunidade original a nível estrutural e fisionômico. A estrutura da comunidade pós-impacto de 4 áreas (transectos) do Araçá foi determinada a nível de padrões de abundâncias, de dominância e de distribuição das espécies em grupos funcionais, e a recuperação dessas áreas, analisada a partir da variação temporal dos parâmetros ecológicos citados acima, ao longo de 16 meses. As 4 áreas estudadas formaram 2 setores distintos, tanto em composição sedimentológica quanto em estrutura biológica. A estrutura funcional dos 4 transectos foi determinada primeiramente pelo processo sucessional de recuperação da área, com diferentes influências de outros fatores em cada transecto. O desnível de densidade entre tubícolas e escavadores foi proporcional à heterogeneidade ambiental, com maior densidade de tubícolas em ambientes estruturalmente mais complexos e dominância de escavadores em ambientes estruturalmente mais simples. A dominância de organismos tubícolas no transecto 1 é devida à colonização maciça por espécies oportunistas tubícolas que inibiram a ocupação por outros grupos funcionais. A manutenção dessa estrutura é devida à complexidade ambiental e grau de perturbação a que foi exposta a área deste transecto, que permitiram a manutenção de altas densidades dos organismos oportunistas durante o período de estudo. A complexidade estrutural e espacial do ambiente foi positivamente relacionada ao aumento de diversidade

Abstract: The aims of the study of communities are the determination of patterns of cooccurrence among species and which abiotic parameters are more important in structuring these patterns. In intertidal habitats abiotic factors are considered the main determinants of community patterns, although interactions among species are also very important in the recovery of communities in disturbed patches. Polychaetes are usually referred to as biological indicators of disturbances in non-consolidated habitats and their composition, abundance and dominance patterns and trophic structure are used to analyse the community recovery from such disturbances. The intertidal zone of the Araçá region was disturbed when a channel was dig in May, 1989, for the installation of a submarine outfall. The escavation changed sedimentologic and hydrodynamic conditions which disturbed the habitat and the polychaete community. Species composition, abundance and dominance patterns of the resulting polychaete community were studied in 4 areas and the degree of recovery analysed through temporal variation of these patterns. The 4 areas composed 2 distinct sectors (A and B) in terms of sediment composition and biological structure. The functional structure (tube-builders versus burrowers) was primarily determined by successional processes. Differences between tube-builders and burrowers' densities were related to sediment complexity. Tube-builders reached high densities in more complex habitats and burrowers dominated less complex habitats. Dominance of tube-builders in Sector A was the result of the colonization by opportunistic and tubiculous species, which inhibited the occupation by functionally different groups. This structure was maintained by the sediment complexity and degree of disturbance to which this sector was exposed, which allowed opportunistic species to keep high densities all through the study period. Species Cliversity was positively related to structural and spatial complexity
Subject: Poliqueta - São Paulo (Estado)
Anelídeo
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1993
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Lopes_PriscilaPaixao_M.pdf3.32 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.