Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/316305
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Ecologia populacional de Anaea ryphea(LEPIDOPTERA: NYMPHALIDAE) : fatores a tuando nas fases imaturas
Author: Caldas, Astrid
Advisor: Benson, Woodruff Whitman, 1942-
Benson, Woodruff W.
Abstract: Resumo: Estudos populacionais desenvolvidos em São Paulo e no Panamá mostraram diferenças marcantes nos principais fatores reguladores da borboleta tropical Anaea ryphea. Anaea ryphea é uma borboleta que ocorre desde o Sul do Brasil até o México, e utiliza diferentes hospedeiras primárias em diferentes regiões: Croton floribundus em Campinas, São Paulo, Brasil e Croton billbergianus em La Galeta, Colón, Panamá. Para avaliar a mortalidade larval, foram marcadas todas as plantas hospedeiras encontradas nos dois locais. Um censo de larvas e ovos existentes sobre as mesmas foi realizado em intervalos variados. Os dados foram analisados buscando fatores relacionados com as flutuações populacionais observadas. Três anos de dados do sudeste do Brasil mostram que: a) As populações de imaturos são altamente sazonais, com altas densidades, ocorrendo aproximadamente de novembro a maio, com um pico dentro deste período e uma pausa reprodutiva durante o inverno (estação seca). No local de estudo do Panamá a espécie ocorreu em baixas densidades de agosto a dezembro, porém sem pico distinto. b) A época e a amplitude do pico populacional em Campinas variam de ano para ano. c) A chuva parece ser o principal fator promovendo diferenças sazonais em mortalidade de larvas de primeiro e segundo estádios, e juntamente com a sazonalidade afeta a qualidade das plantas hospedeiras. Os valores de k obtidos a partir das tabelas de vida sugerem que predação (não observada de fato) e parasitismo (de ovos por tricogramatídeos e de larvas de quarto estádio por braconídeos) têm importância na variação da densidade dentro de cada estação. No Panamá os valores de k são altos e similares para todos os estádios, talvez devido a um aumento de predação. Também fortes chuvas durante a estação úmida podem ajudar a manter a população baixa, devido à mortalidade mecânica. Uma diminuição na chuva permite que a população aumente em outubro. d) Um alto percentual de ovos desaparece em ambos os locais, mas no Panamá ele é 50% mais alto. O percentual de ovos não férteis e parasitados, por outro lado, é maior em Campinas. A proporção de ovos eclodidos, como conseqüência, é 50% do valor do Panamá. Não foi observado parasitismo por braconídeos no Panamá, enquanto no Brasil este é o principal responsável pela mortalidade de larvas de quarto estádio. e) Os fatores de mortalidade agem de forma independente da densidade, pelo menos com os dados disponíveis até o momento. O ciclo de vida de Anaea ryphea tem as mesmas características em ambos os locais, diferindo basicamente na duração dos estádios devido à temperatura e nos padrões de coloração das asas dos machos

Abstract: Population studies developed in São Paulo and Panama showed striking differences in the main regulating factors of the continuously breeding tropical butterfly Anaea ryphea. The butterfly occurs from southern Brazil to Mexico, and uses different primary larval food plants in different regions: Croton floribundus at Campinas, São Paulo, Brazil and Croton billbergianus at La Galeta, Colón, Panama. To evaluate larval mortality, I marked individual food plants, censused mapped eggs and larvae at intervals and analyzed mortality data for factors correlated with duration of life cycle, feeding behavior and known sources of mortality. Three years of data from southeastern Brazil showed that: a) The populations of immatures are highly seasonal, with high densities, occurring from approximately November to May (late spring to mid-autumn), with a peak within this period and a reproductive hiatus during winter (dry season). At the Panama site, the species occurred at low densities from approximately August to December, but with no clear peak. b) The time and amplitude of the peak at Campinas vary from year to year. c) Rainfall seems to act as the main factor promoting seasonal differences in mortality of first and second instar larvae, and together with seasonality it influences host plant quality. Life-table k-values suggest that predation (not actually observed) and parasitism (of eggs by trichogrammatid wasps and of fourth instar larvae by braconid wasps) play important roles in the density variation within the seasons. In Panama the k-values are high and similar for all instars, perhaps due to increased predation. Also severe rain storms during the rainy season may help keep densities low (because of mechanical mortality). Diminishing rainfall allows the increase of the population in October. d) A high percentage of eggs disappear at both places, but in Panama it is 50% higher. The percentage of non-fertile and parasitized eggs, on the other hand, is higher in Campinas. The proportion of hatched eggs, as a consequence, is 50% the value of Panama. No parasitism of larvae by Braconidae wasps was observed in Panama, while at Campinas it is the main mortality factor for 4th instar larvae. e) The mortality factors acting on the populations did not show any density-dependence with the present data. The life cycle of the butterfly has the same characteristics in each locality, differing mainly in the duration of the stages, due to low temperatures, and in the wing patterns of the males
Subject: Ecossistema
Borboleta
Inseto - População
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1993
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Caldas_Astrid_D.pdf5.32 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.