Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/316281
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Frugivoria e dispersão de sementes por quatis (Procyonidae : Nasua nasua) no Parque nas Mangabeiras, Belo Horizonte, MG
Author: Alves-Costa, C. P.
Advisor: Silva, Wesley Rodrigues, 1955-
Abstract: Resumo: Quatis consumiram frutos de 53 espécies no Parque das Mangabeiras, BH, MG. As características dos frutos, número de sementes e composição de espécies encontradas nas fezes foram descritos. O efeito do consumo dos frutos foi determinado para sete das espécies, sendo que em nenhum dos casos as sementes foram invíabilizadas. A remoção da casca foi importante para o aumento do sucesso de germinação de Myrcia guayavaefolia. Após defecadas as sementes desta espécie e de Lithraea molleoides foram removidas pela ação das chuvas e no caso da última espécie também por insetos. O estabelecimento das plantas em diferentes densidades intra-específicas não influenciou no desenvolvimento (medido pelo peso seco) nem na mortalidade das plântulas das espécies testadas. A única exceção foi L molleoides, onde a porcentagem de mortalidade foi positivamente correlacionada a densidade de plântulas. A manutenção da viabilidade das sementes após a passagem pelo tubo digestivo, a diversidade de espécies utilizadas, a grande quantidade de sementes ingeridas e sua germinação e estabelecimento após defecadas, apontam os quatis como eficientes dispersores de sementes. Estes animais utilizam diferentes formações vegetais, percorrendo longas distâncias diariamente e deslocando-se entre fragmentos vizinhos, de forma que devem ser importantes para garantir o fluxo gênico entre fragmentos, além de contribuírem para a regeneração florestal

Abstract: Coatis consumed fruits from 53 species in Parque das Mangabeiras, Belo Horizonte, MG. Fruits characteristics, number of seeds and species composition observed in feces were described in this study. The effect of fruit consumption was determined for seven species and for none of them seeds became unviable. The pericarp removal, after the seed ingestion, was important to increase the success of germination of Myrcia guajavaefolia. After the defecation, seeds of this species and of Lithraea molleoides were removed by rain and, for the last species, also by insect action. The establishment of plants in different intraspecific densities did not influenced the development (measured by dry weight) neither the mortality of the plants species tested. The only exception was L. mOlleoides, in which the mortality percentage was positively correlated with plants density. The maintenance of seeds viability after the passage through the digestive tract, the diversity of used species, the great amount of ingested seeds and its germination and establishment after have been defecated, suggest that coatis are efficient dispersers of seeds. These animals uses different habitats, walking great distances every day and using adjacent forest fragments. They could be important to warrant the genetic flow between fragments and contribute to forest regeneration
Subject: Sementes
Mamífero
Competição (Biologia)
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1998
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Alves-Costa_C.P._M.pdf7.93 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.