Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/316259
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Ecologia e historia natural das interações entre palmeiras, epifitas e frugivoros na região do pantanal matogrossense
Author: Marinho Filho, Jader Soares
Advisor: Taddei, Valdir Antonio
Abstract: Resumo: Foram estudados os padrões de ocorrência de epífitas e hemiepifitas vasculares sobre três espécies de palmeiras na regiões do Pantanal e Chapada dos Guimarães, MT.As áreas de amostragem das populações de palmeiras no Pantanal se concentraram nos municípios de Poconé e Barão de Melgaço. Na Chapada dos Guimarães foram amostradas populações de palmeiras próximo à sede do município e na área de influência da Hidrelétrica do Rio Manso, da Eletronorte. Foram realizados censos das epifitas e hemiepífitas vasculares ocorrendo sobre os indivíduos de cada palmeira. Medidas e características das palmeiras, bem como características, localizaçao, identificação e estágio de desenvolvimento das epífitas foram registrados. Observações diretas do comportamento dos visitantes diurnos de figueiras estrangulantes, e coletas e observações de morcegos e outros visitantes noturnos também foram realizadas. As três espécies de palmeira apresentam um padrão de arquitetura semelhante. Entretanto certos atributos específicos, como coroas de bainhas reduzidas e folhas velhas pendentes sobre o estipe, parecem estar associadas à redução da probabilidade de queda de propágulos de epífitas sobre os sítios mais favoráveis à sua germinação. Troncos lisos também dificultariam a instalação das epífitas. Espinhos nas ráquis das folhas aparentemente desestimulam sua utilização como poleiros de alimentação de aves e morcegos, reduzindo a chance de queda de sementes sobre as palmeiras. Estas características são apontadas como as principais responsáveis pela variaç~o na ocorrência das epifitas. Um total de dez espécies de epifitas e hemiepifitas vasculares foi observado nas três espécies de palmeiras. Scheelea phalerata, que não apresenta nenhuma das adaptações acima, é a espécie que exibe a maior riqueza e diversidade de espécies, e a maior média de epifitas por indivíduo. Acrocomia aculeata, que apresenta a maior parte destas adaptações, tem a menor ocorrencia de epifitas. As cargas de epifitas parentemente não causam maiores danos às palmeiras. Entretanto, a ocorrencia de figueiras estrangulantes é potencialmente prejudicial às palmeiras, podendo leva-Ias à morte. A frutificação das figueiras atrai muitos visitantes. Vinte e seis espécies de frugivoros foram observados comendo os frutos de duas espécies de figueiras strangulantes. Aves e morcegos são os dispersores mais importantes, e destes, morcegos do genero Artibeus são os mais eficientes na disperssão das sementes de figueiras estrangulantes. o sistema palmeiras-figueiras-morcegos/aves parece ter grande importância na dinâmica dos processos naturais de sucessão em certas áreas abertas neotropicais, como o Pantanal Matogrossense e os Llanos da Venezuela

Abstract: The occurrence of vascular epiphytes and hemiepiphytes on three palm species in the Pantanal and Chapada dos Guimarses, Central Brazil was investigated. The sampling areas at the Pantanal were concentrated near Poconé and Barão de Melgaço. At Chapada dos Guimarães, sampling took place in the vicinity of the town, and in the area of influence of the Hydroelectric Dam of the Rio Manso. Censuses of the epiphytes and hemiepiphytes occurring on the individuaIs of each palm species were made. Measurements and characteristics of the palms, as well as the species, its characteristics, location and developmental state of the epiphytes were recorded. Direct observatios of the feeding behavior of diurnal and nocturnal visitors of fruiting strangling figtrees were also done. The three species of palms show similar architectural patterns. However, some specific atributes such as reduced crowns and old leaves hanging over the trunk seem to be associated with the reduction of the probability of the falI of diaspores onto those sites suitable for germination. Spines on the stems of the leaves may prevent its utilization as feeding roosts by birds and bats, also reducing the probability of epiphyte seeds to establish and develop over the trunk of a palmo These traits are considered as the most important in determining the differences in the occurrence frequency of epiphytes observed for the three palms. A total of ten species of epiphytes and hemiepiphytes was observed on the three palm species. Scheelea phalerata, which does not bear any of the adaptations cited above, exhibits the greatest richness and diversity of epiphytes. Acrocomia aculeata, which presents most of the adaptations, shows the lowest frequency of epiphytes. Epiphyte loads, apparently, do not cause severe damage to palms. However, strangling fig trees may eventually kill some. Fruiting fig trees attract many visitors. Twenty six species of frugivores were obseerved eating figs of two species of strangling fig trees. Birds and bats are the most important dispersers and, among these, bats of the genus Artibeus provide the best "quality of seed dispersal" for strangling fig trees. The system "palms-fig trees-bats/birds" seems to play an important role in the succession dynamics and colonization of open areas of some neotropical ecosystems, such as the Pantanal Matogrossense and the Venezuelan Llanos
Subject: Ecologia vegetal
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1992
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
MarinhoFilho_JaderSoares_D.pdf6.32 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.