Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/316244
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Ecologia alimentar de gafanhoto Abracris dilecta Walker 1870 (Orthoptera: Acrididae)
Author: Sperber, Carlos Frankl
Advisor: Lewinsohn, Thomas Michael, 1952-
Abstract: Resumo: Este estudo teve por objetivo comparar a dieta e preferência alimentar de gafanhotos A. dilecta com a disponibilidade recursos no campo, em duas épocas de abundâncias diferentes de r' plantas e analisar a variação individual na preferência alimentar dos gafanhotos, em uma área de pastagem e borda de mata, em São José do Rio Preto, SP. A preferência alimentar dos gafanhotos foi investigada em laboratório, oferecendo-se quatro discos foliares de seis espécies vegetais encontradas no campo, em três combinações de quatro plantas: combinação I : Bauhinia bongardii (Leguminosae), Elephantopus mollis (Compositae) , Hyptis suaveolens (Labiatae) e Rhamnidium elaeocarpum (Rhamnaceae)i combinação II : B. bongardii, Chomelia sp (Rubiaceae), Orthopappus angustifolius (Compositae) e R. elaeocarpumi combinação III: E. mollis, Chomelia sp, H. suaveolens e o. angustifolius. A dieta foi determinada a partir da análise, em microscópio óptico, das fezes dos gafanhotos, recolhidas após a coleta dos animais no campo. A disponibilidade de recursos foi estimada por amostragem, com transetos em linha, da abundância das plantas utilizadas nos ensaios com discos foliares, na área de estudo, em duas épocas: seca (início da estação chuvosa) e chuva (pico da estação chuvosa), Foram estabelecidas duas ;subdivisões espaciais na área de estudo: faixa A e faixa B. Houve aumento na abundância de folhas da seca para a chuva em todas as espécies de planta investigadas, sem alteração na abundância relativa destas plantas. Os gafanhotos ingeriram, no campo, pelo menos 15 espécies de plantas distintas, pertencentes a pelo menos 10 famílias distintas, entre elas Compositae (59%), Labiateae (30%), Malvales (uma ou mais famílias: 26%) e Graminae (13%). Foram encontradas evidências de que os gafanhotos apresentam preferência alimentar no campo por H. suaveolens em relação a E. mollis, as duas plantas mais freqüentemente ingeridas, assim como o fizeram em ordem de preferência alimentar dos gafanhotos laboratório foi H. suaveolens ) E. mollis ) angustifolius. R. elaeocarpum e B. bongardii foram muito pouco consumidas e não foram ingeridas no campo, assim como o. angustifolius . A. dilecta parece se alimentar, no campo, de plantas herbáceas ou sub-arbustivas, de área aberta, apesar de consumir plantas arbóreas de mata em laboratório. Não houve alteração no número de espécies ingeridas nem ocorreu alteração na dieta entre épocas nem entre sexos. Os gafanhotos consumiram maior quantidade das mesmas plantas na chuva em relarão à seca e na combinação III, que incluiu as 4 plantas preferidas, em relação as outras combinações Chomelia sp foi a única planta cujo consumo não aumentou na chuva, o que levou a uma inversão na ordem de preferências alimentares entre épocas. Não encontramos evidências de variação interindividual. Foi observada diferença na dieta de campo entre gafanhotos coletados na Faixa A versus Faixa B, mas isto não ocorreu em laboratório
Subject: Inseto - Sociedades
Ecologia animal
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: SPERBER, Carlos Frankl. Ecologia alimentar de gafanhoto Abracris dilecta Walker 1870 (Orthoptera: Acrididae). 1991. [173]f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/316244>. Acesso em: 13 jul. 2018.
Date Issue: 1991
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Sperber_CarlosFrankl_M.pdf10.52 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.