Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/316180
Type: TESE
Title: História natural, comportamento e ecologia de Camponotus rufipes e Camponotus renggeri (Formicidae: Formicinae) : um estudo comparativo em vegetação do Cerrado
Title Alternative: Natural history, behavior and ecology of Camponotus rufipes and Camponotus renggeri (Formicidae: Formicinae) : a comparative study in Cerrado vegetation
Author: Ronque, Mariane Ueda Vaz, 1986-
Advisor: Oliveira, Paulo Sergio Moreira Carvalho de, 1957-
Abstract: Resumo: O gênero Camponotus é considerado o segundo gênero mais diverso em espécies da região Neotropical, sendo a maioria das espécies oportunistas com relação ao local de nidificação e onívoras em sua dieta. As duas espécies de estudo -- Camponotus rufipes e Camponotus renggeri -- são morfologicamente semelhantes e conhecidas por apresentarem relações mutualísticas com trofobiontes e nectários extraflorais no Cerrado. Este estudo apresenta a história natural de C. rufipes e C. renggeri em área de Cerrado, na Reserva Biológica de Mogi Guaçu, estado de São Paulo. Foram investigados aspectos ecológicos e comportamentais dessas duas espécies, com relação à nidificação, ao padrão diário de atividade, às áreas de vida utilizadas e aos substratos visitados para forrageamento. O estudo foi desenvolvido em área de cerradão e cerrado sensu stricto, tanto na estação chuvosa quanto na estação seca. No capítulo 1 (referente à ecologia de nidificação), observamos que C. rufipes nidificou em ninhos de palha seca, palha seca e tronco, no solo, em troncos mortos eretos e caídos. Já C. renggeri nidificou em três categorias diferentes de ninhos: no solo e em troncos mortos eretos ou caídos. O padrão de distribuição dos ninhos de C. rufipes foi agregado, enquanto de C. renggeri foi aleatório. Comparativamente, ninhos de C. rufipes persistiram mais ao longo do tempo. Esse fato pode estar correlacionado com a disponibilidade de locais de nidificação nos dois ambientes. Colônias de C. rufipes são em geral mais populosas do que as de C. renggeri e em ambas as espécies encontramos mais de uma rainha, podendo se tratar de espécies poligínicas. No capítulo 2 foram evidenciadas diferenças entre as áreas de vida utilizadas pelas duas espécies, sendo que C. rufipes apresentou áreas de vida maiores do que as de C. renggeri. As áreas de vida de C. rufipes variam sazonalmente, enquanto as de C. renggeri não diferem entre estações e entre fisionomias do Cerrado. Adicionalmente, C. renggeri foi mais frequente no substrato arbóreo do que C. rufipes, embora as duas espécies sejam conhecidas por forragear na vegetação devido às relações mutualísticas com trofobiontes e nectários extraflorais. Ambas as espécies tiveram períodos de atividade predominantemente noturnos, com temperatura e horas do dia influenciando no nível de atividade. A resposta às mudanças de temperatura entre as duas espécies foi diferente, sendo que a termopreferência de C. rufipes foi mais alta do que a de C. renggeri. Neste estudo foi possível observar diferenças notáveis entre C. rufipes e C. renggeri com relação a sua ecologia e comportamento, nos indicando que são de fato espécies distintas. Com esses resultados esperamos contribuir para um melhor entendimento do status taxonômico de C. rufipes e C. renggeri, além de ressaltar a importância de estudos de história natural para servir de base para pesquisas de ecologia, comportamento e sistemática

Abstract: The genus Camponotus is the second most diverse genus in species in the Neotropics, and most of the species are opportunistic with respect to nesting locations and omnivorous in their diets. The species in this study -- Camponotus rufipes and Camponotus renggeri -- are similar morphologically and are known to exhibit mutualistic interactions with insect trophobionts and with plants bearing extrafloral nectaries in the Brazilian savannah (Cerrado). This study provides an account of the natural history of C. rufipes and C. renggeri in area of Cerrado near Mogi Guaçu, state of São Paulo. We investigated ecological and behavioral aspects of both species with respect to their nesting habits, daily activity schedules, home range, and foraging substrates. The study was carried out in area of cerradão and cerrado sensu stricto, in the hot/rainy season and in the cold/dry season. Camponotus rufipes presented five categories of nests: nests of dry straw, dry straw and trunk, beneath the ground, erect dead trunk and fallen dead trunk. C. renggeri had three categories of nests: beneath the ground, erect dead trunk and fallen dead trunk. All C. rufipes nests were found in cerrado sensu stricto, whereas C. renggeri was observed in cerradão (78.3% of the nests) and cerrado sensu stricto (21.7%). The distribution pattern of C. rufipes nests was aggregated whereas of C. renggeri nests was random. Nest persistence over time was higher in C. rufipes compared to C. renggeri. This fact may be correlated with the availability of the nesting sites in the two types of Cerrado. Colonies of C. rufipes were generally more populous than those of C. renggeri and in both species we found more than one dealated queen, suggesting a polygynous habit. The home range of C. rufipes colonies varied seasonally and were larger compared to C. renggeri. The home range in C. renggeri colonies did not vary seasonally or between Cerrado physiognomies. Foragers of C. renggeri were more frequent in the arboreal substrate than those of C. rufipes. Both species, however, were seen interacting with insect trophobionts and extrafloral nectaries on plants. Camponotus rufipes and C. renggeri were predominantly nocturnal, and their level of activity was affected both by the temperature and time of day. The two species differed in their response to temperature, with C. rufipes presenting a higher thermal preference than C. renggeri. In this study was possible to observe differences between C. rufipes and C. renggeri, which indicate that they are different species. We hope that this study can contribute for a better understanding of the taxonomic status of C. rufipes and C. renggeri and highlight the importance of natural history data as a basis for research in ecology, behavior and systematics
Subject: Camponotus rufipes
Camponotus renggeri
Cerrados
Locais de nidificação
Padrão de atividade
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2013
Appears in Collections:IB - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ronque_MarianeUedaVaz_M.pdf2.57 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.