Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/316174
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Interações entre formigas e Urera baccifera (Urticaceae) medidas por atrativos distintos : corpos perolados e frutos
Author: Dutra, Humberto de Paula
Advisor: Oliveira, Paulo Sergio Moreira Carvalho de, 1957-
Abstract: Resumo: 1. O presente trabalho investiga o papel protetor de formigas contra os insetos fitófagos de Urera baccifera em uma floresta semidecídua do sudeste do Brasil. V. baccifera é utilizada como planta hospedeira por 3 espécies de lepidópteros: Urbanus esmeraldus (Hesperiidae), Pleuroptya silicalis (Crambidae) e Smyma blomfildia (Nymphalidae) 2. Muitas espécies de formigas forrageiam intensivamente nos arbustos de V. baccifera, estando constantemente presentes na planta ao longo do ano, exceto durante o período de deciduidade da planta. Todas as estruturas aéreas, vegetativas e reprodutivas da planta, são visitadas por formigas, especialmente as folhas onde há uma grande produção de corpos perolados (CPs). Além de corpos perolados, formigas também utilizam os frutos de V. baccifera como fonte de alimento. 3. CPs são atrativos efetivos de formigas à planta. Arbustos de U. baccifera são proporcionalmente mais visitados por formigas do que plantas vizinhas sem CPs. A visitação de formigas a CPs reduz a sobrevivência de lagartas de S. blomfildia. Frutos também possuem uma função na atração de formigas aumentando o recrutamento de formigas à planta. 4. Os resultados do experimento mostram que plantas que tiveram suas formigas excluídas foram mais infestadas por herbívoros do que plantas visitadas por formigas no dois anos em que se realizou o experimento, 2003 e 2004. 5. Verificamos uma variação temporal nos resultados da interação formigas-V. baccifera. Em 2003 a abscisão foliar ao longo do tempo foi significativamente maior nas plantas sem formigas do que nas plantas visitadas por r formigas. No entanto, em 2004 os grupos experimentais de plantas não diferiram quanto à abscisão foliar. Os resultados mostram que os benefícios proporcionados pelas formigas aparentemente dependem dos níveis de infestação por herbívoros. Possivelmente os resultados da interação entre formigas e U. baccifera estão condicionados pela abundância de herbívoros, de modo que proteção oferecida por formigas só se manifeste quando o nível infestação por herbívoros não é muito elevado

Abstract: 1. The present study investigates the protective role of ants against phytophagous insects of Urera baccifera in a semi-deciduous forest in south-east Brazil. Three lepidopterans larvae consume the plant: Urbanus esmeraldus (Hesperiidae), Pleuroptya silicalis (Crambidae) and Smyma blomfildia (Nymphalidae). 2. Many ant species intensively visit shrubs of U. baccifera throughout the year, except during leaf fali. Ants forage on ali vegetative and reproductive plant structures, but most especially on leaves where they harvest pearl bodies (PBs). Besides PBs ants also use the fleshy fruits of U. baccifera as food resource. 3. PBs are effective ant attractants, and U. baccifera individuais were significantly more visited by ants than neighboring plants without rewards. Ant visitation to non-reproductive individuais of U. baccifera increased larval mortality of S. blomfildia, suggesting that ants attracted to PBs reduce herbivore survival. Fruits I I playa role in ant attraction increasing ant recruitment to U. baccifera. II 4. Results of an ant-exclusion experiment show that ants were effective in reducing the incidence of lepidopteran larvae. In both 2003 and 2004, herbivores presented higher infestation levels on ant-excluded shrubs than on control shrubs (ants present) of U. baccifera. 5. There is a temporal variation in the outcomes of the ant-u. baccifera interaction. In 2003 ant-excluded plants have significantly faster leaf abscission rates rcompared with ant-visited plants. However, ant exclusion had no effect on leaf abscission in 2004. Results show that the outcomes of the interaction may be conditioned by herbivore abundance. At high levels of herbivore infestation, such as in 2004, ant visitation may not be sufticient to decrease herbivore induced leaf abscission
Subject: Mutualismo (Biologia)
Interação animal-planta
Ecologia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2004
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Dutra_HumbertodePaula_M.pdf2.6 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.