Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/316147
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Comunidades de plantas e artropodes invasores em cultura de milho
Author: Garcia, Maria Alice, 1952-
Advisor: Habib, Mohamed Ezz El-Din Mostafa, 1942-
Habid, Mohamed E. M.
Abstract: Resumo: Uma comunidade de invasoras de cultura de milho foi estudada no município de Campinas, São Paulo, durante 1983 e 1984. Sucessão de plantas, banco de sementes, fauna de artrópodos assoclados, efeito de inseticida e relação entre invasoras e produtivldade da cultura foram os principais temas abordados. Houve maior semelhança entre a flora de Invasoras de anos consecutivos do que entre cada uma delas e o banco de sementes encontrado na área. A densidade de sementes (2325/m2) foi no mínimo três vezes menor do que o normalmente encontrado em solos de regiões tropicais e temperadas. Este fato foi atribuído às condições mais propícias para a quebra de dormência e para a manifestação de fatores bióticos de mortalidade. A maior densidade de invasoras, 81,1 plantas/m2 em 1983 e 29,0 plantas/m2 em 1984, foi observada no início do ciclo da cultura, indicando uma taxa elevada de mortalidade de jovens. A dominância pela espécie de guanxuma Sida glaziovii foi responsável por grande parte da maior densidade e menor diversidade da flora no primeiro ano de observação. A maior riqueza e densidade de artropodos associados ao agroecossistema estudado estiveram relacionadas diretamente com a presença de invasoras e com o período de maior disponibilidade de flores e frutos na flora. Os Diptera foram os artropodos mais comuns, representando 48,4% da fauna total amostrada na cultura de milho. As perturbações mecânicas provocadas pela aplicação de inseticida e de água levaram a uma dispersão dos indivíduos da fauna de áreas mais ricas em artrópodos e com maior complexidade estrutural para áreas capinadas, com menor quantidade de artrópodos. Chuvas fortes resultaram em redução generalizada da densidade de artrópodos, independentemente do grau de complexidade estrutural do sistema. Endosulfan, na dose de 175g i.a./ha reduziu significativamente o número de indivíduos herbívoros tanto em áreas com invasoras como em áreas limpas, indicando maior sensibilidade desse nível trófico ao inseticida e/ou um comportamento mais sedentário quando comparado com os inimigos naturais. Estes últimos apresentaram uma redução em indivíduos e espécies um mês após a aplicação de Endosulfan, provavelmente como resposta retardada à redução de herbívoros. A maior riqueza e densidade de herbívoros estão relacionadas com a maior complexidade estrutural devido à presença de invasoras. Esta complexidade não apresenta, porém, qualquer efeito de interação com o inseticida. A produtividade da cultura não foi afetada pela presença de invasoras, ou pelo tratamento com defensivo. Há necessidade de outros estudos que permitam avaliar o papel real das invasoras em agroecossistemas para possibilitar a elaboração de propostas de Manejo Integrado

Abstract: The present author linvestigated, durlng two years, a weed community of a corn field in Campinas, SP. The study involved principally weed successlon and a survey of associated arthropods, in addiction to the complex weeds, inseticides and corn productivity. A great simllarity as detected between the weed composition of the two years. However, no relationship was observed between the seed bank and the weed composition within the same year. The average of 2325 seeds/m2 obtained i the present study is cnsidered quite less abundant than those estlmated for tropical as well as for temperate regions. Local condictions actlng as mortallty factors can be considered as responslble for this reduced density of seeds. The highest weed densities were observed only in the beglnlng of the seasons, reachlng averages of 81 and 29 plants/m2 in 1983 and 1984 respectiiy, indicating that young plants were suffered higher mortalities than old ones. Sida glaziovii was more abundant in the first year, resulting in higher density and less diversity than those observed ln the second year. Availability of weed flowers and fruits provoked higher densltles and dlverslties of arthropods. Dipterous specles were the most commons (48%). PhysicaI disturbances during the application of Endosulfan as weII as of water resulted ln dlsperslon of insects to the non-treated areas. Rain reduced drastlcally the arthropod populatlons ln the studled plots. Endosulfan (175g a.i./ha) showed to be selectlve, kllllng only phytophagous specles. The natural enemy populatlon was reduced one month after appllcatlon, probably due to the reductlon of thelr host populatlons. No signinlflcant dlfferences were observed among the productlvlty of cultlvated corn ln areas lnfested or not by weeds or treated or not by Endosulfan
Subject: Relação inseto-planta
Predação (Biologia)
Milho - Doenças e pragas - Controle
Pragas agricolas
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1988
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Garcia_MariaAlice_D.pdf12.48 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.