Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/316144
Type: TESE
Title: Estudos bioecologicos de Spodoptera frugiperda (Abbot e Smith, 1797) (Lepidoptera: Noctuidae) como subsidio ao manejo integrado de pragas na cultura do milho
Author: Ferraz, Jose Maria Gusman
Advisor: Habib, Mohamed Ezz El-Din Mostafa, 1942-
Abstract: Resumo: Um grande número de trabalhos científicos tem sido publicado ao longo das últimas décadas enfocando vários aspectos sobre Spodptera frugiperda (Abbot e Smith 1797) ( Lepidoptera Noctuidae). Entretanto pouca atenção tem sido dada sobre novos aspectos do seu controle principalmente em agroecossistemas sub-tropicais. Este trabalho procurou mostrar aspectos do complexo da entomofauna associada à cultura do milho sob o ponto de vista do MIP. Flutuações das populações de S. frugiperda., assim como dos seus inimigos naturais (predadores parasitos e patógenos) foram analisados. Dos predadores avaliados, a tesourinha Doru sp. (Dermaptera, Forficulidae) mostrou alta efetividade, caracterizada por uma alta freqüência de ocorrência e consumo da presa. Os parasitos Campoletis flavicincta (Hymenoptera, Ichneumonidae) e Archytas sp. (Díptera, Taquinidae), mostraram-se como bons e promissores agentes de controle de S. frugiperda, alem de terem Heliothis zea (Lepidoptera, Noctuidae) como hospedeiro alternativo. Vinte inimigos naturais foram encontrados ocorrendo naturalmente e causando mortalidades em diferentes estágios de S. frugiperda. Entretanto, durante os 35 a 40 dias após o plantio, a sua eficiência era baixa. Conseqüentemente, são necessárias que algumas práticas de MIP sejam implementadas para que se mantenham altas as densidades populacionais desses agentes de controle, durante esse período. Altas infestações causadas por S. frugiperda e H. zea foram correlacionadas com ataques de pragas de grãos armazenados. Foi observado~ também, que o cultivo em consórcio resultou em uma maior ocorrência de inimigos na~urais do que em monocultivo. Por outro lado, infestações por insetos fitófagos como as pragas de grãos armazenados, foram maiores em monocultivo. Avaliando o efeitoo de três dietas para lagartas de S. frugiperda, foi observado que folha de mamona foi tão boa como folha de milho e mais barata que dieta artificial a base de feijão. Folhas de mamona podem ser ainda usadas para criação de S. frugiperda em programas para produção dos seus parasitos. o canibalismo foi uma característica que se manteve em S. frugiperda mesmo após 16 gerações criadas em laboratório. Os entomopatógenos Serratia marcenses e Nomuraea riteyi mostraram alta eficiência em condições de laboratório e Bacillus thuringiensis var. kurstaki na formulação de iscas granuladas em laboratório e campo. Foi observada uma alta especificidade de linhagens de N. rileyi. As isoladas de S. frugiperda só mostraram alta patogenicidade ao seu hospedeiro original. O mesmo toi observado da linhagem isolada da lagarta da soja Anticarsia gemmatalis (Lepidoptera, Noctuidae). Extratos vegetais de Simaruba amara e Chenopodium ambrosioides apresentaram um efeito deterrente de alimentação em S. frugiperda quando aplicados em folhas de milho. Sub-doses de inseticidas a base de Benzoilteniluréia mostraram um bom controle da lagarta do cartucho. Ao invés do uso de TL50, é sugerido para a avaliação de eficiência destes produtos o uso de TE50. As populações de inimigos naturais existentes em plantações de milho podem ser mantidas e aumentadas através de algumas práticas. como plantio em consórcio ou policultivo. conservação de plantas invasoras entre as linhas e uso de inseticidas seletivos

Abstract: A lot of scientific researches has been published, along the last decades, treating with many aspects upon the fall armyworm, Spodoptera frugiperda (Abbot. & Smi th 1797) . However, little attention has done concerning new approaches of its control, principally among subtropical agroecosystem. The present study, therefore, was undertaken in order to clarify some relations within the complex entomofauna/mcorn field, under an IPM point of view. Fluctuations of S. frugiperda populations, as well of its natural enemies ( predators, parasites and pathogens) are analysed. Among the predaceous species, the earwig Dorus sp. (Dermaptera, Forficulidae) showed to be very effective, characterized by higher frequency abd prey consumption. Campoletis flavicincta (Hymenoptera, Ichnewmonidae) and Archytas sp. (Diptera, Taquinidae) as parasites, showed to be good promissing control agents of S. frugi perda, due to their exploitation of Heliothis zea ( Lepidoptera, Noctu dae) as an alt.ernative host. Twen.y natural enemies were found occuring naturally and causing mortalities to the different developmental stages of the fall armyworm. However, during the first 35 to 40 days of the season their eff'iciency was very low. Consequently, some IPM practices would be necessary in order to maintain higher population density of these agents during such a period. High infestations by S. frugiperda and H. zea was specie by high attack of stored-products species
Subject: Milho - Cultivo
Milho - Doenças e pragas - Controle integrado
Ecologia vegetal
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1991
Appears in Collections:IB - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ferraz_JoseMariaGusman_D.pdf8.4 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.