Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/316004
Type: TESE
Title: Ecologia populacional de Hylodes asper (Anura: Leptodactylidae: Hylodinae) : dinamica e aspectos alimentares
Author: Patto, Claudio Eduardo Germano
Advisor: Vasconcellos-Neto, João, 1952-
Neto, João Vasconcellos
Abstract: Resumo: Os anuros leptodactilídeos da sub-família Hylodinae, endêmicos de riachos de Mata Atlântica, são muito pouco estudados, e quase nada é conhecido sobre a ecologia das populações de adultos. Neste trabalho, uma população de Hylodes asper foi acompanhada durante um ano, com objetivo de determinar a dinâmica populacional e os hábitos alimentares. Foi observada uma baixa densidade bruta, mas uma alta densidade ecológica, considerando apenas a área dos riachos ocupados pela espécie. A estrutura etária da população variou sazonalmente, sendo composta principalmente por adultos no início da estação reprodutiva, em novembro, por adultos e juvenis recém metamorfoseados o pico da estação reprodutiva, em janeiro e principalmente por juvenis no final da estação reprodutiva. Os indivíduos estudados apresentaram crescimento contínuo. Os jovens apresentaram taxas de crescimento maiores que as dos adultos. Os juvenis que completaram seu desenvolvimento larval durante o verão, cresceram rapidamente ao longo do ano, atingindo a maturidade sexual já com um ano de vida. Os machos aparentemente cresceram em taxas menores que as fêmeas, que chegaram a apresentar, com a mesma idade, até 4 mm a mais que os machos adultos. O método de lavagem estomacal foi testado e adaptado com sucesso para o uso em anuros pequenos. A dieta de Hylodes Asper foi extremamente diversificada, com presas terrestres, aquáticas e aéreas pertencentes a mais de 20 ordens taxonômicas. Foi observada uma variação ontogenética na dieta. Indivíduos maiores de H. Asper passaram a utilizar presas grandes, sem deixar de utilizar as pequenas. Além do tamanho, houve uma variação nas proporções utilizadas das categorias de presas em função do tamanho do anuro. Esta variação pode ser explicada em parte pela compartimentalização do tamanho dos taxons dos artrópodos, mas também por uma diferença nos hábitos dos anuros e de suas presas. Os jovens utilizaram mais presas aquáticas, enquanto que os adultos utilizaram mais presas terrestres. Foi registrado um padrão consistente na distância de fuga. Tanto no dia ensolarado quanto no nublado a fuga ocorria a uma maior distância pela manhã, diminuindo próximo ao meio-dia e voltando a aumentar a tarde. Este padrão foi mais evidente no dia ensolarado. Também foi encontrada uma variação da distância de fuga em função da idade do animal. Os juvenis apresentaram uma menor oscilação na distância de fuga, sendo mais tolerantes à aproximação de um predador em potencial

Abstract: There is very few information about the Leptodactilidae sub-family Hylodinae, endemic to the Atlantic Forest streams. Almost nothing is known about the adults population ecology. In this work, a population of Hylodes asper was followed during a period of a year to observe its dynamics and its feeding habits. Despite of the low total density that was observed found, a high ecological density was found (considering only the streams area). The age structure of the population varied sazonally. There were almost only adults in the beginning of the reproductive season in November, both adults and young juveniles in the peak of the reproductive season in January and a majority of juveniles in the end of the reproductive season in February. The observed animals presented continuous growth. The juveniles had larger growth rates than the adults. The juveniles that finished their metamorphosis during the summer, had grown quickly during the year, reaching the sexual maturity with one year old. The males apparently had grown slower than the females, that used to be up to 4 mm larger than the adult males. The stomach flushing method was tested and successfully adjusted to be used in small anurans. The diet of Hylodes asper was extremely diversified, presenting terrestrial, aquatic and aerial preys of more than 20 taxonomic orders. A Ontogenetic diet variation was observed. Larger individuals used larger prey itens, but they continued to capture small itens. There was also a variation in the prey type proportion used according to the frog size. This variation could be explained in part by a size compartimentalization of the artropods taxons, but also by an habit difference among the different frog ages and their preys. The younger and smaller frogs used proportionally more aquatic preys while the larger adults used more terrestrial preys. There was a consistent pattern in the escape distance behavior of the studied species. The escape was bigger in the early morning, reducing by the mid-day and growing again during the afternoon, both in the sunny and in the cloudy day. There have been also a variation in the escape distance according to the anuran age. The juveniles presented a small ocilation in the escape distance, being more tolerant to a potential predator aproximation
Subject: Ecologia animal
Alimentos
População
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1999
Appears in Collections:IB - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Patto_ClaudioEduardoGermano_M.pdf4.24 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.