Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/315962
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Estruturação espacial e temporal de uma comunidade de anuros (Amphibia) na Serra do Cipo, Minas Gerais
Author: Eterovick, Paula Cabral
Advisor: Sazima, Ivan, 1942-
Abstract: Resumo: Foi estudada uma comunidade de anuros em um trecho de campo rupestre situado na Serra do Cipó, a 1200 m de altitude, abrangendo um riacho, uma poça e um brejo, de agosto de 1996 a julho de 1997. A distribuição espacial e temporal dos anuros foi caracterizada, em busca de variáveis capazes de diferenciar as espécies presentes. Fatores que poderiam influenciar a estruturação da comunidade foram levantados e analisados com base em observações das espécies na natureza. Foram registradas, nesta área, 14 espécies de anuros: Hyla alvarengai, H. saxicola, Phyllomedusa megacephala, Scinax duartei, Leptodactylus cunicularius, L. furnarius, L. jolyi, L. labyrinthicus, L. syphax, Odontophrynus americanus, Physalaemus cuvieri, Proceratophrys cururu, Pseudopaludicola mineira e Thoropa megatympanum. Os girinos encontrados apresentaram diferenças no uso de microambientes principalmente no que se refere a posição na coluna d'água, periodo anual de ocorrência e correnteza. Vegetação, profundidade, substrato e ambiente tiveram uma influência menor na diferenciação das espécies. Ainda assim, ocorreram sobreposições em algumas dimensões do nicho de várias espécies. Sítios de vocalização utilizados pelos machos puderam ser diferenciados principalmente em relação ao ambiente, embora o período de atividades reprodutivas também tenha contribuído de modo significativo para diferenciação das espécies. Grande parte das espécies iniciou suas atividades logo após as primeiras chuvas, de modo oportunista. Este comportamento pode ser vantajoso em ambientes temporários. Os períodos de desenvolvimento, estimados para algumas espécies, foram, na sua maioria, curtos, como esperado em ambientes temporários. Os girinos de S. duartei apresentaram o período mais longo (cinco meses). Seu comportamento na fase larval pode contribuir para diminuir predação durante este período, quando permanecem abrigados entre vegetação aquática e movimentam-se pouco. Os principais predadores de girinos na área de estudo foram hemípteros da família Belostomatidae e ninfas de Odonata. Seus picos de abundância ocorreram depois dos picos dos girinos, como previsto para populações de predadores e presas com dinâmicas interconectadas. As taxas de mortalidade de girinos foram bastante altas, tendo predação como sua causa mais provável. Interações competitivas não foram detectadas na comunidade estudada. A sobreposição parcial de nichos verificada em girinos e adultos das diferentes espécies pode ser um indicativo de que competição não exerce uma pressão seletiva forte nesta comunidade. O desenvolvimento bem sucedido de Odontophrynus amerícanus nos três ambientes também indica que provavelmente não ocorrem restrições na disponibilidade de alimento em nenhum deles. Os anuros apresentaram diversas características morfológicas, fisiológicas e comportamentais que podem propiciar seu sucesso no ambiente de campos rupestres. Entre estas, estão os ninhos de espuma construídos pela maioria dos leptodactilídeos, as desovas de Phyllomedusa megacephala depositadas na vegetação, a capacidade dos girinos de Leptodactylus cunícularíus, L. furnaríus e Physalaemus cuvíerí de resistir a altas temperaturas, o hábito dos girinos de Thoropa megatympanum de permanecer em pedras molhadas fora do riacho, o hábito de Hyla alvarengaí e H. saxícola descansarem durante o dia sobre pedras expostas. É possível que as comunidades de anuros da Serra do Cipó estejam normalmente sujeitas a eventos de colonização e extinção estocásticos, dependendo tanto das condições naturais nos ambientes propícios à reprodução de anuros quanto da capacidade destes anfibios de resistir a condições específicas de cada ambiente e pressões de predação, especialmente sobre girinos

Abstract: An anuran community was studied from August 1996 to July 1997, in a 1200 m high rocky field site at the Serra do Cipó, including a stream, a puddle and a swamp. Spatial and temporal distributions of the species were studied, and features useful to distinguish them were looked for. Factors possibly responsible for community structure were listed and examined based on field observations. Fourteen anuran species were registered in the study site: Hyla alvarengai, H. saxicola, Phyllomedusa megacephala, Scinax duartei, Leptodactylus cunicularius, L. furnarius, L. jolyi, L. labyrinthicus, L. syphax, Odontophrynus americanus, Physalaemus cuvieri, Proceratophrys cururu, Pseudopaludicola mineira, and Thoropa megatympanum. Tadpoles differed in microhabitat use specially concerning position in water column, occurrence period and water flow. Aquatic vegetation, depth, and habitat used were of secondary importance for species differentiation. Meanwhile, some dimensions of many species' niches showed superposition. Males' calling sites were distinguished specially concerning habitat used, even though activity period was also important for species differentiation. Most species started reproductive activities as soon as it started raining, in an opportunistic way. This behavior can be advantageous in temporary environments. Developmental periods were estimated for some species, and they were short in general, as expected for species from temporary environments. Scinax duartei tadpoles developed to froglets in 5 months, the longest period registered. Their larval behavior may help avoiding predation during this period, when they remain sheltered among aquatic vegetation and move little. The most important tadpole predators registered in the study site were belostomatids and odonate nymphs. Their abundance peaks occurred after those of tadpoles, as predicted for predator-prey populations with interconnected cycles. Mortality rates were high for tadpoles, and predation was their most likely cause. Competitive interactions could not be detected in the anuran community. Partial niche superposition in tadpoles and adult males' calling sites may suggest that competition is not an important force structuring this community. The successful development of Odontophrynus americanus in the three habitats studied is also indicative of the absence of food lirnitations in any of them, even though differences in plankton concentrations have been registered. The anurans showed morphological, physiological, and behavioral features likely to improve their success in the rocky field environment. Examples of these are the foam nests of many leptodactylids, the nests built in vegetation by Phyllomedusa megacephala, resistance to high temperatures in Leptodactylus cunicularius, L. furnarius, and Physalaemus cuvieri tadpoles, ability to climb rocks in Thoropa megatympanum tadpoles, the resting behavior of Hyla alvarengai and H. saxicola. Stochastic colonization and extinction events seem common in the Serra do Cipó, depending on habitats natural conditions and anurans' resistance to them and to tadpole predators
Subject: Anuro
Anfibio
Reprodução
Girino
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1998
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Eterovick_PaulaCabral_M.pdf13.67 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.