Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/315897
Type: TESE
Title: Estrutura e composição da vegetação e chuva de sementes em sub-bosque, clareiras naturais e area perturbada por fogo em floresta tropical no Sul da Bahia
Author: Martini, Adriana Maria Zanforlin
Advisor: Santos, Flavio Antonio Maës dos, 1958-
Abstract: Resumo: Entre os diversos fatores que podem afetar o processo de estabelecimento de plantas após diferentes tipos de perturbações em florestas tropicais, a composição local de espécies, a chegada de sementes e as características de luz podem desempenhar um importante papel. No presente estudo, foram amostradas todas as plantas vasculares abaixo de 5 metros de altura em 6 sub-parcelas de 1 m2 dentro de 6 clareiras naturais, 6 parcelas no sub-bosque adjacente às clareiras, 6 parcelas em uma área de floresta queimada e 6 parcelas no sub-bosque de uma mata próxima à área queimada. Em cada parcela, foi analisado o ambiente de luz utilizando-se fotografias hemisféricas. Durante um ano foi acompanhada a chuva de sementes, com coletores de 0,25 m2 instalados ao lado de cada subparcela. Em um total de 1228 indivíduos amostrados, foram encontradas 291 espécies, confirmando a altíssima riqueza de espécies na região sul da Bahia. A inclusão de todas as plantas vasculares neste estudo revelou que, para cada espécie arbórea amostrada, foram encontradas 2 espécies pertencentes a outros hábitos de crescimento, o que destaca a importância de considerar os hábitos não-arbóreos na caracterização florística de uma região. O ambiente sujeito a perturbação antrópica (Área Queimada) diferiu dos outros ambientes em termos de composição florística e estrutura da vegetação, apresentando uma grande proporção de espécies que ocorrem exclusivamente nesta área, forte dominância de espécies de crescimento rápido, menor proporção de indivíduos e espécies de hemiepífitas e maior abundância de indivíduos de trepadeiras e plantas escandentes. Na área queimada foi observado o maior número de sementes (2,25 sementes/m2/dia), porém o menor número de espécies na chuva de sementes, apresentando forte dominância de sementes das espécies Cecropia pachystachya e Miconia mírabilis. Somente na área queimada as espécies mais abundantes na chuva de sementes também ocorreram em abundância na vegetação estabelecida. As clareiras não diferiram das áreas de sub-bosque em termos de densidade de indivíduos, riqueza de espécies e composição de espécies, tanto para o conjunto de todos os hábitos de crescimento, como somente para as espécies arbóreas. Estes resultados sugerem que as plantas presentes em uma clareira estão fortemente relacionadas à composição local de espécies. As clareiras não diferiram dos demais ambientes (excluindo-se a área queimada) em relação à porcentagem de abertura no dossel, entretanto, quando outros índices de luminosidade foram analisados, as clareiras se diferenciaram das áreas de sub-bosque por apresentarem maior quantidade e maior concentração de luz. Em relação à chuva de sementes, apesar das duas áreas de sub-bosque apresentarem o maior número de espécies em comum, quando a abundância das sementes na chuva de sementes foi considerada, somente o sub-bosque da mata próxima à área queimada e as clareiras não foram significativamente diferentes. Os resultados apresentados neste estudo destacam a alta riqueza de espécies na região, a importância de avaliar todos os hábitos de crescimento, o importante papel da composição local de espécies no estabelecimento de plantas em perturbações naturais (clareiras), as grandes modificações estruturais e florísticas em uma área com perturbação antrópica (área queimada) e a forte relação entre a chuva de sementes e as plantas estabelecidas na área queimada

Abstract: Among several factors that can affect the establishment of plants in tropical forests after disturbance, there are three of high potential importance, namely, composition of the local plant assemblage, arrival of seeds, and light conditions. In this study ali vascular plants between 0.2 and 5 m tall were sampled in six 1 m2 subplots in each of 6 recent treefall gaps, 6 plots in a burned area, and 6 plots in each understorey area elose to these disturbed environments. The light environment in each plot was analyzed through hemispheric photographs. Seed rain was followed throughout one year using 0,25 m2 collectors, placed next to each quadrat. A total of 1288 individuais were identified, distributed among 291 species, confirming the very high species diversity attributed previously to south Bahia. Due the inclusion of ali vascular plants in the sample, for every tree species, 2 non-tree species were observed, highlighting the need to include other growth habits in floristic surveys. The anthropogenic environment (burned area) had marked differences in floristic composition and structure of the vegetation. This area had a higher proportion of exclusive species, high dominance of fast-growing species, a smaller proportion of individuais and species of hemi-epiphytes, and more individuais of vines and scandent shrubs. Seed rain in the burned area had the highest number of propagules (2.25 seeds/m2 . day), but the lowest species richness, due the strong prevalence of seeds of Cecropia pahystachya and Miconia mirabilis. The commonest species in the seed rain were also abundant among the sampled plant assemblage only in the burned area. Tree-fall gaps did not differ from the understorey. Plant density, species richness, and assemblage composition in tree-fall gaps did not differ from those of adjacent understorey plots. These results hold both when ali growth-forms were considered, and also for tree species only, and suggest that the species assemblage present in gaps is strongly related to the local species composition. There was no difference in percent canopy opening among gaps and the other environments, but other indexes of iIIumination showed that gaps have a higher amount and concentration of light than the understorey. The two areas of understorey had the highest number of common species in the seed rain, but when abundance is taken into account, only the assemblages of tree fali gaps and the understorey near the burned area did not differ significantly. The results presented here stress the high plant diversity in the region studied as well the significance of a complete survey of ali growth-forms, the importance of local plant species composition for the colonization of naturally disturbed environments (tree-fall gaps), the marked structural and floristic alterations in a anthropogenic environment (burned area), and also the strong correlation between seed rain and established plants in a burned area
Subject: Comunidades vegetais
Ecologia vegetal
Mata Atlântica
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2002
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Martini_AdrianaMariaZanforlin_D.pdf7.99 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.